Fatos Nerd

10 provas de que Snape é o melhor personagem de Harry Potter

0

Dentre os diversos elementos existentes no universo criado por J.K. Rowling na franquia Harry Potter, o maior responsável por atrair o público são seus personagens. Do herói que passou a vida toda sendo subestimado, passando pelo seu mentor idealizado e chegando no grande vilão demonizado, a história de Rowling entrega diversos arquétipos relacionáveis, de uma forma ou outra. No entanto, em meio a todas as figuras existentes em Harry Potter, existe uma cuja complexidade é incomparável: Severo Snape. Pensando nisso, reunimos aqui alguns motivos que provam que o personagem interpretado por Alan Rickman na adaptação televisiva é o melhor de todo o universo de magia e bruxaria.

10 – Alguns consideram Snape o bruxo mais virtuoso da história

Visto que Snape já foi um Comensal da Morte, é estranho vê-lo recebendo esse título. No entanto, não é passando pano nem nada, mas vale lembrar que ele era um adolescente na época e havia passado seus anos em Hogwarts sofrendo bullying. Se no mundo trouxa isso já é difícil, imagine intimidações no mundo mágico. A dinâmica social de Hogwarts é brutal e pode deixar os alunos girando. Snape pode ter cometido um desvio, como muitos de nós, mas uma vez que ele escolheu o caminho virtuoso, ele permaneceu devotado a ele. Essa devoção foi testada diversas vezes, mas ele não vacilou.

9 – Além de ser também um dos mais poderosos

Severo Snape conta com um conhecimento enciclopédico sobre a magia. Seja se tratando de poções ou de defesa contra as artes das trevas, o personagem anda com diversas cartas na manga. Seu diferencial é que ele não é propenso a grandiosas demonstrações de poder, ao contrário de alguns outros bruxos. Suas habilidades são utilizadas de maneiras muito mais práticas e calculadas. Essa falta de brilho distrai o fato de que Snape é, na verdade, um bruxo incrivelmente poderoso. Ele inventou vários feitiços, alguns dos quais se tornaram comumente usados ​​entre seus colegas. Há também sua habilidade em lançar feitiços sem varinha, seu talento para duelar e seu conjunto útil de feitiços de cura. Mesmo em seus primeiros dias como aluno de Hogwarts, Snape já havia se mostrado um prodígio, e sua posição no mundo bruxo reflete isso. Qualquer dúvida basta lembrar que Snape ganhou a confiança de dois dos bruxos mais poderosos da história: Dumbledore e Voldemort. Não é pouca coisa não, né?

8 – Snape possui fortes instintos de proteção

Mesmo antes de conhecermos as reais motivações de Snape e acreditarmos que ele tinha alguma espécie de rancor por Harry, era notável que, em várias ocasiões ao longo da série, o primeiro instinto do professor em situações terríveis foi se colocar entre os alunos e o perigo iminente. O melhor exemplo disso é em Prisioneiro de Azkaban, quando ele sai da Casa dos Gritos. Na mente de Snape, ele acabou de ser enganado por um dos alunos que ele estava tentando proteger: Harry apontou sua varinha para Snape, ao invés de ajudar na captura de Sirius Black. Depois de se recuperar desse golpe, ele encontra seus alunos cara a cara com Lupin, totalmente transformado em um lobisomem. Sua primeira e imediata reação é colocar-se entre a ameaça e as crianças. Não vamos esquecer também que ele tenta proteger Harry desde o início, como quando ele contesta os feitiços destrutivos do professor Quirrell durante uma partida de quadribol. Sem o desejo instintivo de Snape de proteger aqueles ao seu redor, todo o mundo mágico teria caído nas mãos de Voldemort.

7 – Sua lealdade a Dumbledore é absoluta

Assim como pudemos perceber, Snape sempre foi um agente duplo. Agora é fácil entender o porquê mas, enquanto pôde, Rowling adorou brincar com esse fato, deixando os leitores no escuro quanto às verdadeiras intenções de Severo durante a maior parte da série. Contudo, quando o panorama geral finalmente é apresentado, fica óbvio que a lealdade de Snape está com Dumbledore. Isso não fica aparente até que o capítulo final chegue ao fim, mas esse capítulo final não deixa nenhuma dúvida: Snape consegue enganar todos ao seu redor, usando a incerteza como sua força. Seu único confidente em toda a provação é Dumbledore, a única pessoa que conhece suas verdadeiras intenções e com quem pode falar livremente. Eventualmente, Dumbledore pede a Snape para matá-lo, o que o condenará aos olhos de muitos. Snape permanece verdadeiro e o faz. Sua lealdade se estende até além do túmulo: as ações finais de Snape são para esclarecer Harry sobre sua natureza Horcrux, a pedido de Dumbledore.

6 – Snape possuía um grande amor por Lílian

Desde nossa primeira apresentação a Snape, Lílian está em sua mente. Esse amor – mesmo que não correspondido – é o que o empurra para o heroísmo. Snape ama Lílian tão profundamente que ele dedica sua vida a proteger seu filho, que tem uma semelhança impressionante com o homem que o atormetntou e perseguiu durante seu tempo como aluno de Hogwarts. Em suma, Harry é a personificação dos traumas de Snape e mesmo assim Severo decido protegê-lo com a vida. Como Snape cresceu em uma família abusiva, seu primeiro e talvez único contato com o amor verdadeiro foi quando ele conheceu Lílian. Ela essencialmente o ensinou o que significado de ser amado. Esse foi um fator crucial para o homem que ele acaba se tornando. Embora, eventualmente, ele se afaste da bondade, ele acaba encontrando seu caminho de volta no final, guiado por seu amor por Lílian. É o “melhor dele”, como diz Dumbledore, e a razão pela qual ele é um dos heróis mais memoráveis ​​da série.

5 – Ele é o personagem mais humano de toda franquia

Falando em desvios do caminho “bom”, é válido ressaltar que esse deslize é um fator importante para permitir nossa identificação com Snape. A franquia Harry Potter é uma série de fantasia, mas sua representação de sentimentos e conflitos pessoais que nos prendem ao mundo mágico. Encantamentos, poções e criaturas mágicas são incríveis de se ver, mas o que nos faz voltar são os personagens. Essas figuras têm camadas profundas e ricas, permitindo que vivam para sempre em nossos corações. A maioria dos personagens de Harry Potter, assim como muitos outros, tendem a se limitar por uma de duas categorias: bom ou mau. No entanto, Snape foge disso e, por esse detalhe, se destaca. Snape é talvez o personagem mais humano da série, pois nos mostra que o certo e o errado raramente são pintados de maneira nítida.

4 – Não podemos esquecer que ele é o rei do sarcasmo

Falando dos elementos essenciais na composição de Snape, seu sarcasmo é outra camada deliciosa de caracterização, e isso o torna um dos personagens mais memoráveis ​​da série. Severo, no fundo, é uma criatura sensível. Mas, no final das contas, ele não se importa muito com o que as pessoas pensam dele. Isso permite que ele lance bombas da verdade implacavelmente sobre as pessoas ao seu redor. Essa habilidade ajuda a injetar leveza em momentos que de outra forma seriam cafonas, como o reencontro de Harry com Sirius Black. Enquanto os dois se abraçam alegremente, Snape está no fundo dizendo secamente, “posso vomitar.” Momentos como esse tornam o enredo revigorante e muitas vezes hilário.

3 – E conta com um dos arcos mais tristes da franquia

Caso isso já não tenha ficado suficientemente notável até aqui, a história de Snape é uma das mais comoventes que você encontrará. Nascido em uma família problemática, seu único consolo era Lílian, sua amiga de infância. Mais tarde, Lílian acaba se casando com o ríval de Snape. Então, seu coração partido o leva por um caminho escuro que eventualmente resulta na morte de Lílian e um mundo mágico devastado. Snape é forçado a voltar para o homem que matou o amor de sua vida e jurar lealdade a ele. Essa vida dupla resulta na alienação total de Severo. Como se isso não fosse suficiente, Snape é então forçado a matar Dumbledore, seu único confidente. Completamente sozinho e isolado de todos os aliados, Snape é morto pelo assassino de Lílian, encerrando assim seu arco. É muito para processar.

2 – Snape conta com a melhor evolução entre os personagens de Harry Potter

Embora vivenciem algumas reviravoltas aqui e ali, a maioria dos personagens de Harry Potter permanece em uma única trajetória. Nós gostamos deles, e Rowling continua nos dando motivos para continuar gostando deles. Em contrapartida, a montanha-russa de emoções proporcionada pela jornada de Snape é incomparável em toda a franquia. Snape logo de imeduato é visto como o vilão por Harry e seus amigos. Além disso, ele é odiado pela maioria das pessoas no mundo mágico. Sendo assim, sempre houve elementos responsáveis por nos guiar em direção a uma aversão a Snape, principalmente depois de vê-lo matando Dumbledore. Então, descobrimos a verdade sobre Severo Snape, e isso inverte o jogo. É o arco de personagem mais dramático de toda a série: Snape deixa de ser odiado por todas as pessoas em Hogwarts para ter o filho de Harry com o nome dele. Isso que é um plot twist.

1 – Alan Rickman é insuperável

Para trazer um personagem tão multifacetado à vida, seria necessário um grande intérprete. Felizmente, Alan Rickman aceitou o desafio. Na verdade, nem sabemos se podemos definir assim, visto que o ator vestiu a máscara de Severo Snape como uma luva. Coincidentemente, desde o início de sua carreira no cinema, o público em todos os lugares reconheceu a magnificência de Rickman. Só para ilustrar, seu primeiro papel no cinema foi como Hans Gruber em Duro de Matar (1988). Surpreendentemente, logo em sua estreia, Rickman incorporou aquele que viria a ser um dos vilões mais icônicos da história da sétima arte. Aliás, isso foi importante para que ele se tornasse conhecido por seus papéis mais sinistros, mas que também não se limitava a isso. Apesar do falecimento do astro em 2016, sua atuação como Snape estará para sempre com os fãs de todas as gerações.

Fonte: Looper
Imagens: Warner Bros.

Esses são os cofres mais seguros do mundo

Matéria anterior

7 celebridades que já viram a morte de perto e você não sabia

Próxima matéria

Mais em Fatos Nerd

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.