Notícias

26 bilhões de dados: veja se você está no maior vazamento da história

0

Cientistas da segurança cibernética identificaram o maior incidente de vazamento de dados já documentado. Eles identificaram um repositório contendo cerca de 26 bilhões de registros de informações comprometidas.

A base de dados, composta por 12 terabytes, foi descoberta em um sistema de armazenamento acessível e foi denominada como o “epicentro de todos os vazamentos” (MOAB, na sigla em inglês).

Vazamento de dados massivo

A base de dados engloba registros de usuários de diversas plataformas e serviços, incluindo X (antigo Twitter), Adobe, Canva, Dropbox, LinkedIn e Telegram.

Além disso, contém informações de várias entidades governamentais dos Estados Unidos e de outras nações, incluindo o Brasil, com quase 350 milhões de contas comprometidas.

Entre as instituições brasileiras afetadas por esse vazamento de dados, destacam-se a USP, SPTrans e Petrobras.

No âmbito das empresas privadas, encontram-se a CCA, Descomplica (afetada em 2021) e Vakinha (afetada em 2020). O Brasil ocupou a 12ª posição na lista dos maiores “alvos” de vazamentos, conforme relatado pelo CyberNews.

É relevante observar que a maior parte desses dados não é inédita, consistindo em compilações de vazamentos e violações de dados anteriores.

Apesar de muitos registros serem duplicados, a persistência de combinações de nomes de usuário e senhas ainda representa uma preocupação significativa.

Via Freepik

Alerta

Jake Moore, conselheiro global de cibersegurança da ESET, alerta, em entrevista à Forbes, que é crucial não subestimar as capacidades dos criminosos cibernéticos diante dessas informações vazadas.

Ele recomenda enfaticamente que as vítimas alterem suas senhas, estejam atentas a e-mails de phishing e implementem a autenticação de dois fatores em todas as suas contas.

Embora ainda não tenham incorporado os dados do vazamento em uma lista de conferência, os usuários têm a opção de verificar se seus endereços de e-mail aparecem em vazamentos anteriores por meio de ferramentas gratuitas, como o verificador de vazamentos do CyberNews e o serviço Have I Been Pwned.

Ambos os serviços permitem aos usuários inserir seu endereço de e-mail ou número de telefone/celular (no formato internacional) para verificar possíveis comprometimentos.

Contudo, Moore enfatiza a importância de manter a calma. Ele destaca que deve-se adotar boas práticas de segurança, como o uso de senhas complexas e exclusivas (evitando a reutilização).

Ainda, também indica a implementação da autenticação de dois fatores sempre que possível. Isso permite manter um nível adequado de segurança.

Para aqueles que ainda não adotaram essas práticas, ele enfatiza que este é um momento propício para começar a fazê-lo.

O que fazer se tiver os dados vazados?

Via Freepik

Se você recebeu e-mails estranhos, tentativas de login e até mesmo hackeio nas suas contas sociais, pode ser mais uma vítima do vazamento de dados massivo.

Nesse caso, existem algumas ações para minimizar os riscos associados a essa situação e aos seus perfis.

A princípio, altere imediatamente as senhas de todas as contas afetadas. Confirme que você criou senhas fortes e únicas para cada conta, sem repetir em mais de uma rede. Se possível habilite a autenticação de dois fatores. Mesmo que seus dados tenham vazado, esse método impede logins imediatos.

Além disso, verifique as atividades por alguns dias, monitorando, de perto, extratos, registros e tentativas de login em aplicativos importantes. Esse monitoramento pode ser feito, inclusive, com o auxílio de aplicativos externos ou serviços online, que verificam seus dados.

Ainda, mesmo com o vazamento de dados, é possível se prevenir contra ataques estando atento ao phishing e outros crimes. Evite clicar em links desconhecidos ou aceitar chamadas telefônicas suspeitas. Criminosos podem tentar explorar a situação de vazamento para realizar golpes de phishing.

Em última instância, ao constatar que dados sensíveis, como conta no banco, estão expostas, avisa as autoridades. Faça um Boletim de Ocorrência, notifique a empresa em questão e busque seus direitos para modificar seus dados imediatamente.

Junto disso, atualize seu dispositivo para eliminar quaisquer acessos prévios ou não-autorizados. Dessa forma, também terá os softwares mais recentes para proteger suas vulnerabilidades.

Essas ações ajudam pessoas expostas a se proteger, mesmo com o vazamento de dados, e evita danos maiores no futuro.

 

Fonte: Olhar Digital

Imagens: Freepik, Freepik

Com Natalie Portman, ‘Segredos de um Escândalo’ explora caso de abuso em trama polêmica

Previous article

Obesidade e sobrepeso aumentam risco para 13 tipos de câncer

Next article

Comments

Comments are closed.