4 filmes infantis baseados em histórias para adultos

POR Ultra Curioso    EM Entretenimento      14/09/15 às 23h11

Por muitas décadas, Hollywood - a terra da eterna magia do cinema - tem sido consistentemente impulsionada por  filmes de animação de alta qualidade que apresentam histórias fantásticas e personagens adoráveis que fazem crianças e adultos amarem. O que você talvez não saiba é que a maioria desses filmes animados não são estritamente obras originais e são, na verdade, baseados em histórias clássicas bem antigas.Além do mais, as histórias originais em que esses filmes infantis são baseados não chegam a ter o tradicional final "todos viveram felizes para sempre". Enquanto muitas dessas histórias clássicas tendem a se concentrar em temas profundos e por vezes desagradáveis, como a morte, violação, canibalismo e tortura, a maioria das adaptações animadas é diluída drasticamente, alterada, e totalmente reescrito. Afinal, quem não gosta de um bom final feliz?

Apresentamos, aqui no Ultra Curioso, 10 filmes infantis baseados em histórias para adultos, os quais tiveram a história quase toda reinventada a fim de não traumatizar as crianças. Se você já viu algum destes filmes, provavelmente deve ficar longe das histórias originais, se você quiser que sua infância para permaneça intacta!

1. O Cão e a Raposa


O Cão e a Raposa é um conto clássico da Disney em que um cãozinho e uma raposa se conhecem e passam a ser grandes amigos. Porém, logo descobrem que existem vários obstáculos naturais para a amizade deles, uma vez que, pela lei da natureza, os dois deveriam ser inimigos - predador e presa. Mas enfim, o filme termina com um final esplêndido e feliz, onde todos vivem, as amizades são mantidas, todos os rancores são descartados, e raposas bebê estão a caminho.

Entretanto, a história original de Daniel P. Mannix não foi tão feliz. Longe disso, na verdade. No conto original, todos os desejos de amizade são descartados, quando Tod (a raposa) provoca acidentalmente a morte de outro cão. Copper (o cão) se torna um assassino sanguinário que teima em ajudar seu mestre se vingar, por causa da morte de seu cão de caça.

Depois de matar a esposa e filhos de Tod, Copper persegue Tod implacavelmente até a raposa morrer de exaustão. Daí então, Copper ajuda seu dono a matar Tod, e o mesmo é então recompensado por seu mestre com uma bala na cabeça.

2. Pocahontas

Pocahontas foi um filme bastante reflexivo que usou acontecimentos reais, a fim de explorar o racismo, as relações entre tribos indígenas e estrangeiros, e como o poder do amor supera todas as adversidades. A versão da Disney desses eventos é definitivamente mais otimista e esperançosa do que a versão original.

Enquanto o filme retrata Pocahontas como uma jovem mulher graciosa, na realidade, ela era uma garota rude de  cerca de 12 anos de idade quando conheceu John Smith em seus 30 anos. Ao contrário do seu romance no desenho, Pocahontas e Smith não tinha um relacionamento, embora haja relatos de que Smith a estuprou e engravidou. Ao chegar a Londres, Pocahontas foi sequestrada, convertida ao cristianismo, e se casou com outro cara antes de morrer em seus precoces 20 anos.

3. A Pequena Sereia

O belo filme da Disney A Pequena Sereia conta a história de Ariel, uma sereia que se apaixona por um humano e faz mundos e fundos para ficar com ele (incluindo abdicar de suas barbatanas!). Enquanto o filme tem um final feliz mesmo depois de todas as dificuldades de Ariel, o conto original de Hans Christian Andersen nos leva a rumo incrivelmente deprimente.

Na história original, quando Ariel dá os primeiros passos em terra com suas novas pernas, ela sofre uma dor insuportável e começa a sangrar. O príncipe, pasme, acha isso divertido e sadicamente ordena a Ariel que dance para ele, o que ela faz.

Ariel, em seguida, descobre que o príncipe planeja se casar com outra mulher, e a menos que ela convença o príncipe a se casar com ela, a sereia (agora humana) se dissipará em espuma. Incapaz de convencer o príncipe que ela é a melhor esposa, Ariel é condenada a 300 anos de um espumoso purgatório.

4. Mogli - O Menino Lobo

O clássico da Disney Mogli - O Menino Lobo, conta a história de Mogli, um menino órfão que foi criado por um grupo de animais simpáticos e educados nas selvas indianas. Mogli então resiste a todas as tentativas de reinserção no mundo humano até que ele avista uma jovem perto de uma vila humana. Quase imediatamente, Mogli decide que talvez a civilização não é tão ruim e  decide deixar a selva para sempre.

A história original não é lá tão animadora. No conto adulto, Mogli vai para a civilização apenas para "comer o pão que o diabo amassou". Após sofrer muito nas mãos de sua família adotiva, e ser humilhado por todos da vila que, na teoria, deveria acolhê-lo, Mogli resolve voltar para a selva e pede ajuda para sua família animal.

Bem, o jeito de vingar Mogli é no mínimo...radical: os animais da florestas se reúnem e devastam a vila, matando todos por lá.

Ultra Curioso
Ultra Curioso o acervo de um dos maiores sites de curiosidades brasileiros.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+