5 coisas reais que poderiam destruir o mundo de hoje para amanhã

POR Lucas Franco    EM Ciência e Tecnologia      17/09/15 às 19h30

O homem tem encontrado uma maneira de se manter vivo ao longo dos séculos e, apesar de todas as tragédias pelas quais passamos, ainda não houve nada que conseguisse nos destruir por completo. O fim do mundo pode parecer algo que só aqueles velhinhos loucos que a gente vê na rua se preocupa, mas a verdade é que o universo é um lugar imprevisível, e tudo o que conhecemos pode simplesmente desaparecer em um piscar de olhos. E tudo pode começar amanhã mesmo.

Mas calma, isto não significa que você deve correr para as colinas. Antes disto, há algumas coisas sobre este planeta louco que você precisa saber. Veja aqui algumas maneiras muito reais (mesmo que possam parecer maluquice), de que o mundo poderia acabar mais rápido do que você jamais sonharia; pode ser amanhã, ou na próxima segunda-feira. Nós simplesmente não podemos prever algo assim.

Um asteroide poderia acabar com tudo

Asteroide

Sim, já vimos isto acontecer muitas vezes no cinema, mas nunca pensamos se realmente poderia acontecer. Um asteroíde já atingiu a terra há cerca de 66 milhões de anos atrás, culminando na devastação quase que total do planeta. Os cientistas acreditam que foi ele quem acabou com os dinossauros. A explosão do asteroide foi catastrófica, e não há nada que garanta que isto não pode acontecer outra vez.

Por isto astrônomos ficam bem atentos nos meteoros que podem passar por aqui. O problema é que eles só podem ver uma porcentagem muito pequena do que realmente está lá fora. E se um asteroide gigante se voltar para a Terra na velocidade da luz, o que realmente poderia ser feito sobre isto? Bom, praticamente nada eficaz. A parte que realmente assusta é que ninguém realmente sabe quais seriam as consequências exatas de algo nestas proporções. O que nos resta é manter os dedos cruzados e esperar que isto não aconteça.

Uma Guerra Nuclear poderia eclodir

Nuclear

Você sabia que, atualmente, nove países possuem cerca de 15.000 armas nucleares? São 15.000 bombas nucleares! Simples ameaças da Coreia do Norte já são capazes de deixar alguns dos líderes mundiais mais poderosos inquietos, e eles tem razão. Se uma guerra nuclear eclodir, poderíamos ver o fim do mundo em questão de minutos. Mas não pire! Esforços constantemente são feitos para conter e reduzir a quantidade de armas nucleares que cada país possuí. Provavelmente não haverá uma guerra nuclear amanhã, mas a verdade é que o pó que pode acabar com todas as coisas existe e está na mão de um grupo seleto de pessoas. Isto é mais do que um pouco inquietante.

O Yellowstone poderia entrar em erupção

Volcano

A última vez que um super vulcão - que é basicamente um vulcão comum, mas 1000 vezes mais poderoso - entrou em erupção foi cerca de 27.000 anos atrás na Nova Zelândia. E o próprio vulcão Yellowstone entrou em erupção pela última vez há mais de 640 mil anos. Em nosso tempo, ele tem sido considerado inativo. Mas, nos últimos anos, os cientistas descobriram que o vulcão pode ser um bocado mais ativo do que inicialmente se acreditava.

Se este super vulcão entrar em erupção, poderia matar até 90.000 pessoas instantaneamente, além de cobrir dois terços dos Estados Unidos, deixando-o inóspito para qualquer forma de vida. O gás sulfúrico lançado a partir da erupção iria mudar o clima, tornando-o frio (muito frio). Isto definitivamente não representaria o fim do mundo imediato, mas acabaria com boa parte dele. Além disto, como as economias do mundo são interdependentes entre si, poderíamos ver tumultos civis e políticos em todo o globo, resultando num caos completo.

Uma nova pandemia poderia surgir

Pandemia

De acordo com alguns cientistas e biólogos, uma doença fatal se espalhar por todo o planeta por conta própria é uma possibilidade muito real. Já conseguimos conter ameaças pandêmicas, como a gripe aviária, AIDS, e até mesmo o vírus Ebola (ou pelo menos assim acreditamos). Mas quando uma doença desaparece, outra surge.

É bastante provável que uma doença letal se espalhe mais uma vez por todo o mundo. A pior parte é que nós nem podemos vê-la chegar. Uma pandemia global pode acontecer a qualquer momento, sem aviso nenhum. Já que temos a capacidade de viajar para qualquer região do planeta, a propagação de uma doença como a peste bubônica poderia ter efeitos desastrosos sobre o mundo inteiro.

Poderíamos criar um buraco negro

Buraco

Pois é, há também a pequenina chance de os cientistas no planeta serem os responsáveis pela catástrofe que irá acabar com tudo. Eles já tem a capacidade de desenvolver aceleradores de partículas que poderiam nos sugar para o esquecimento. Em 2008, o maior acelerador de partículas do mundo foi ligado e a comunidade científica começou a se perguntar sobre a possibilidade de ele se transformar em um buraco negro que poderia nos vaporizar.

Ainda que, obviamente, isto não aconteceu (até agora), a tecnologia existe e fomos nós mesmos quem a criamos. A chance de isso acontecer é uma em 50 milhões. Então fique tranquilo, todas as outras opções desta lista são mais prováveis de acontecer.

 

Lucas Franco
O cara que gosta do Batman! @heymac14

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+