É muito interessante como, mesmo após setenta anos após o fim desse grande conflito, a Segunda Guerra Mundial continua a causar interesse e sempre traz novidades e gerando notícias, talvez porque até mesmo as explicações para as atrocidades que ocorreram no contexto ainda são insuficientes ou insatisfatórias.

Como prova disso, são as várias matérias que já escrevemos aqui na Fatos Desconhecidos. Algumas delas são: 7 coisas sinistras que os nazistas fizeram com os presos em campos de concentração; 18 fotos do holocausto que provavelmente você nunca viu; Como é a popularidade de Hitler na Alemanha nos dias atuais?; Qual é o significado do pentagrama? E da suástica?; entre tantas outras.

Quando se fala em resistência ao regime nazista, normalmente, se pensa sobre a resistência francesa, os partidários iugoslavos ou os guerrilheiros russos mas, houveram outros movimentos, menos conhecidos, que se opuseram ao avanço do nazismo.

É muito importante lembrarmos que não temos o intuito de criticar, julgar, muito menos impor verdades absolutas. nosso objetivo é único e exclusivo de informar e entreter. Por isso, o conteúdo dessa matéria se destina àqueles que se identificarem. E, foi pensando no quanto esses, mesmo que pequenos, grupos tiveram sua importância é que a nossa redação selecionou essa listinha com 5 grupos desconhecidos que resistiram ao Nazismo. Confira:

1 - A Orquestra Vermelha

01

Se tratava de uma rede de espionagem e resistência, criada por comunistas russos e alemães em 1936. Era responsável pela transmissão de informações aos Aliados em operações militares alemãs, promover a desobediência civil e sabotagem nos países ocupado e dentro da Alemanha.

Entre seus grandes sucessos está o papel que exerceu como informante dos movimentos logísticos e militares dos alemães durante a batalha de Stalingrado. E a essa rede é atribuída a ajuda que influenciou na causa de pelo menos 250 mil vítimas entre os alemães.

Publicidade
continue a leitura

A Gestapo conseguiu desmontar e eliminar vários grupos da Orquestra Vermelha, mas essa rede chegou a ter mais de cinco centenas de células, um verdadeiro sistema de orquestras.

2 - Os protestos de Rosenstrasse

02

Em 1943, logo após a derrota em Stalingrado, a Gestapo, apoiada por uma divisão da SS, fez a detenção de 1.800 judeus em Berlim, que foram levados a um centro de detenção temporário numa rua dessa cidade, Rosenstrasse.

Esses judeus não haviam sido detidos até o momento por realizarem trabalhos para o Reich ou estarem casados com mulheres não judias, e ainda há dúvidas sobre quais seriam seus destinos, se seriam enviados para Auschwitz ou se era apenas uma operação de controle.

Mas, o que aconteceu foi que mulheres e familiares, para descobrir o que tinha acontecido a eles, apareceram em frente ao prédio, em um número aproximado de seis mil manifestantes, e a pressão foi tão grande que os carcereiros foram obrigados a libertar os prisioneiros. A maior parte desses judeus sobreviveu à guerra.

3 - O Círculo de Solf

Publicidade
continue a leitura

03

Ou Solf Circle, ou Solf-Kreis, foi um pequeno movimento de intelectuais alemães agrupados em torno da figura de Hanna Solf (Susanne Elisabeth Johanna Dotti, 1887-1954), viúva do embaixador alemão no Japão e promotora de um grupo de resistência ao Nazismo.

O Círculo Solf colabourou com a fuga de muitos judeus da Alemanha, mas foram infiltrados pela Gestapo e quase todos seus membros foram presos, julgados e executados. Hanna Solf e sua filha sobreviveram.

4 - Swing Kids

04

Podem até ser considerados como um dos precursores da "cultura underground" dos anos sessenta, unindo música e política. Esse foi um movimento, principalmente, entre os jovens de Hamburgo, que formavam clubes para dançar "swing", um ritmo estadunidense, que causava furor por toda a Europa, local onde, também, expressavam sua rejeição ao regime nazista.

Publicidade
continue a leitura

Os Swing Kids foram protagonistas de lutas e vandalismos, vários integrantes acabaram se unindo a grupos de resistência de maior risco, como a Rosa Branca. A partir de 1941, os clubes de swing começaram a serem fechados e mais de um jovem rebelde terminou seus dias em um campo de concentração.

5 - A Rosa Branca

05

Foi um movimento de curta duração, entre 1942 e 1943, formado principalmente por estudantes universitários que tinham sido membros da Juventude Hitlerista, mas que, agora, se opunham ao Nazismo.

Os integrantes distribuíam panfletos com slogans de oposição e também pintavam paredes, mas não eram a favor do uso de violência.

Os principais líderes desse grupo eram os irmãos Scholl e Christoph Probst, que foram traídos pelo conselho da universidade e executados no dia 22 de fevereiro de 1943. Consequentemente, o movimento se dissolveu sem resistência.

Houveram outros grupos e outras formas de oposição ao regime nazista, apesar do apoio popular para uma das maiores loucuras da história. Mas a dignidade humana sempre encontra uma maneira de se manifestar, mesmo nos momentos mais sombrios.

O que vocês acham pessoal? Já conheciam esses grupos? Conhecem outros que acreditam valer a pena citar e que não estão nessa lista? Encontraram algum erro? Possuem sugestões? Dúvidas? Não se esqueçam de comentar com a gente!

Publicado em: 11/08/16 22h58