7 armas futuristas que podem entrar no campo de guerra futuramente

POR Isabela Ferreira    EM Inovação      03/05/18 às 16h00

Embora representem um dos maiores males da humanidade, as armas existem desde que nos entendemos por gente. É claro que no tempo das cavernas, por exemplo, nossos antepassados não eram nem capazes de imaginar o que estaria por vir no futuro, mas já usavam pedras e lanças como armas de caça. À medida que o tempo foi passando, a curiosidade humana fez com que desenvolvêssemos tecnologia de ponta.

Atualmente, grandes nações se preocupam em desenvolver seu poder bélico, seja se preparando para um ataque ou para defesa. A grande questão é que nosso poder de letalidade está cada vez mais forte e pode ser que em um futuro não tão distante, estejamos expostos a enorme automatização dentro dos campos de guerra. Dá uma olhada!

1 - Modo camuflagem que se adapta

É comum que tanques de guerra tenham aquela pintura em tons de verde, o que costumamos chamar de camuflado. E este é realmente o principal objetivo, "esconder" o veículo em situações de exposição. No entanto, uma nova tecnologia pode ser capaz de camuflá-lo de verdade.

 BAE Systems desenvolveu o que chamaram de sistema ADAPTIV. Faz o uso de módulos hexagonais que cobrem toda a parte externa do veículo blindado. As células ali presentes, permitem ajustar o resfriamento e o calor a partir da temperatura ambiente. Isso faz com que sensores infravermelhos e imagens térmicas de outros objetos sejam mascarados, o que proporciona uma confusão visual no inimigo. O processo faz com que o veículo se torne praticamente invisível por meio de detecção de calor.

2 - Robôs assassinos

Se você ainda duvida que em algum momento possamos ter robôs assassinos, recomendamos que reconsidere. O Sistema Modular Avançado Robótico Armado, que tem a sigla em inglês como MAARS, é um robô terrestre em forma de veículo não tripulado. Equipado com configurações de armamento, foi projetado para missões de vigilância, reconhecimento e aquisição de alvos. Possui detectores de movimento, câmeras que permitem visão diurna e noturna e até mesmo um sistema que pode detectar incêndios. Enfim, é uma máquina para matar.

De forma bem parecida, ainda existe o Cavaleiro Negro, que nada mais é do que um pequeno tanque de guerra que não exige operação humana em seu interior. Ele é controlado à distância, permitindo que os humanos que estariam a bordo, se mantenham salvos.

3 - Rifles inteligentes

Por mais de 20 anos o desenvolvimento de rifles inteligentes existe, mas até então não haviam conseguido nada muito concreto. No entanto, parece que finalmente os obstáculos que tinham foram superados. Chamado de Mil Maker, o novo rifle foi desenvolvido com a capacidade de determinar exatamente onde a bala irá acertar. Por meio de sistemas computadorizados implantados na arma, ela consegue fazer os cálculos necessários para que isso seja possível.

Tal tecnologia permitiria que pessoas comuns, ou seja, não treinadas como atiradoras, fossem capazes de acertar cerca de 70% de seus disparos. Atualmente, tal porcentagem já é alta até mesmo para atiradores de elite.  É possível que a arma ainda suporte transmissão de vídeo, o que permitiria que equipes de apoio vissem o que está sendo visto pelo rifle e pudessem ajudar a cumprir a missão. Imagina isso em uma guerra?

4 - Arma veloz

Mesmo com toda a tecnologia envolvida para desenvolver armas de energia, a marinha dos Estados Unidos ainda não abandonou o conhecimento antigo. Criaram uma arma de trilho, que não conta com a ajuda de propulsor para lançar projéteis, mas sim de ímãs que servem de condutores para empurrar a bala até o alvo. Tal procedimento permite que os projéteis sejam disparados a velocidades extremamente altas. Apenas para que você tenha noção, poderiam atingir a incrível velocidade de 10 mil quilômetros por hora!

5 - Demonstrador móvel de laser de alta energia (HEL MD)

Sem a intenção de ficar para trás no jogo de tecnologia de guerra, os Estados Unidos também investem pesado em novos sistemas de armas com energia dirigida. O demonstrador móvel de laser de alta energia apresenta um laser potente acoplado em um veículo tático. Ele tem a capacidade de rastrear ameaças com precisão e dentro de poucos segundos, posiciona e dispara contra o alvo inimigo. Dificilmente erra.

A partir do pressuposto de que a arma é transportada por um caminhão que é sua própria fonte de energia, podemos considerar que ela faz muito mais disparos a um custo bem mais baixo que outras armas cinéticas do exército. Os planos são de aumentar sua tecnologia, tornando-o ainda mais robusto e potente.

6 - Pistola centrífuga

O objetivo no desenvolvimento de tal arma é realmente introduzir uma tecnologia devastadora dentro dos campos de guerra. Por ser pequena, ela poderia ser carregada em veículos menores. Funcionaria a partir do ato de girar um disco, fazendo com que ela alcançasse velocidade de disparo impressionantemente alta, de moda que ela transmita energia cinética e centrífuga em uma bala disparada em direção ao alvo. Apenas para que você tenha noção, seriam cerca de 120 mil tiros por minuto! Seria a substituta perfeita para as metralhadoras convencionais.

7 - Insetos robóticos

Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA) trabalha incansavelmente para unir a tecnologia moderna com a utilidade que os insetos apresentam. Foi pensando nisso que desenvolveram o Sistema Micro-Eletro-Mecânico de Insetos Híbridos (HI MEMS), que é exatamente o que parece. São insetos que possuem circuitos eletrônicos que estimulam seus músculos a partir de impulsos elétricos.

É como se fossem ciborgues e que podem ser usados como espiões em missões de vigilância, sendo mandados para qualquer parte do mundo. A parte mecânica é implantado nos insetos antes que passem pela fase de metamorfose, fazendo com que o tecido ainda possa crescer ao redor. Alguns testes já foram executados e tudo foi um sucesso.

E então pessoal, o que acharam? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+