Curiosidades

7 atrações mais mortais de todos os tempos

0

Embora pareçam ser seguros, há algumas atrações que podem ser mortais. Isso mesmo. Por mais que sejam verificados, coisas ruins podem acontecer em uma pequena fração de segundos, enquanto estamos usufruindo de alguns brinquedos dos mais famosos de parques de diversão.

Ao longo da história, algumas dessas atrações se destacaram por ter ocasionado ferimentos graves ou até mortes. E que atrações são estas? Estão todas aqui na nossa lista. Confira.

1 – Derby Racer, Revere Beach, Massachusetts

O Derby Racer começou a funcionar em 1910. O proprietário do parque temático, logo após fazer uma apresentação sobre o quanto o local era seguro, resolveu ser um dos primeiros participantes a inaugurar a montanha-russa. Um dos carros se soltou, enquanto a atração estava funcionando. O proprietário morreu na hora. Obviamente, essa não foi a única tragédia. Em 1917, um indivíduo perdeu o chapéu, enquanto estava montanha-russa e, ao tentar recuperá-lo, caiu na pista oposta. Foi atingido por um dos vagões e morreu.

2 – Mission: Space, Disney World, Florida

O Mission Space é como se fosse um simulador de voo espacial. Entre os verões de 2005 e 2006, os funcionários do parque tiveram que lidar com inúmeras situações complicadas. Não se sabe, ao certo, quantas pessoas passaram mal, porém, inúmeras pessoas sofreram lesões após subirem na atração. Muitas, nesse ínterim, acabaram sofrendo desmaios. Além disso, no mesmo período, duas pessoas morreram. As vítimas foram um menino de 5 anos e uma mulher de 49 anos.

3 – Batman: The Ride, Six Flags Over Georgia, Georgia

Essa é uma das atrações que não foi feita para aqueles que possuem o coração delicado. A montanha-russa, por exemplo, atinge uma velocidade de 80 km/h e possui uma queda livre de 10 metros. O primeiro acidente, aqui, envolveu um funcionário. O homem ficou preso de cabeça para baixo, em um dos trilhos e, infelizmente, o vagão da atração o atingiu. O funcionário morreu no hospital. Uma outra tragédia ocorreu logo depois. Um menino perdeu o boné e, para recuperá-lo, acessou a área restrita do brinquedo. Um do vagões apareceu do nada e o jovem foi decapitado.

4 – Rough Riders, Coney Island, New York

O brinquedo foi inaugurado em 1915 e era totalmente diferente das montanhas-russas modernas, pois cada vagão era conduzido por um funcionário. Como se fosse um metrô, por exemplo. Aqui, no caso, três pessoas morreram depois que um dos funcionários ultrapassou a velocidade permitida. O vagão acabou saindo dos trilhos. Apenas duas pessoas conseguiram sobreviver ao acidente.

5 – Verrückt Waterslide, Schlitterbahn, Kansas City

Verruckt inaugurou em julho de 2014. Na época, era o toboágua mais alto do mundo. No ano seguinte, na inauguração, ao menos 13 pessoas sofreram lesões. O gerente do parque tentou encobri-las, mas a tentativa foi em vão. Com o tempo, mais e mais pessoas começaram a sofrer ferimentos leves. Uma dessas pessoas acabou processando o parque e, por isso, os acidentes acabaram caindo no conhecimento da população.

6 – Fujin Raijin II, Expoland, Suita, Japan

Até maio de 2007, a montanha-russa operou sem ocasionar nenhum acidente. Porém, nesse fatídico ano, um dos carros saiu dos trilhos. Uma mulher morreu e 18 pessoas sofreram ferimentos graves. Nesse ínterim, descobriu-se que o brinquedo nao havia passado por uma manutenção em 15 anos. Três funcionários tentaram encobrir o fato e foram culpados por negligência.

7 – Big Dipper, Battersea Park, London, England

Os incidentes aqui foram considerados os piores de toda a história. Dos acidentes que ocorreram desde a inauguração, o pior deles ocorreu em 1972, quando 31 pessoas foram lançadas para fora dos trilhos a uma altura de 15 metros. Cinco pessoas morreram e o gerente do parque foi condenado por homicídio culposo. Porém, quando um dos promotores descreveu a atração como motora, o profissional acabou sendo absolvido.

20 montagens maravilhosas de celebridades nas diferentes redes sociais

Matéria anterior

7 coisas mais incríveis que aconteceram durante o incêndio da Austrália

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos