7 acidentes fatais em parques de diversão

POR Lucas Franco    EM Entretenimento      29/09/15 às 17h18

Vamos para parques temáticos com a única e clara intenção de se divertir, mas, como os filmes deixam bem claro, nada é 100% seguro neste mundo. Embora nunca pensemos nisto, quase todas aquelas máquinas são controladas por pessoas, e elas, como todo mundo, podem errar. Mesmo os computadores podem funcionar de modo errôneo uma vez ou outra.

Estas falhas geralmente não são perigosas, já que tomamos muitas precauções de segurança antes de qualquer coisa. E este é o problema. Às vezes, os acidentes acontecem quando há um erro na segurança que se torna incapaz de proteger as pessoas contra as eventuais falhas. Ainda que a maioria dos parques de diversões sejam uma forma segura de passar o tempo com amigos e famílias, por vezes acidentes podem acontecer. Veja aqui na Fatos alguns exemplos, e lembre-se, segurança é fundamental!

1 - Kings Island: Ohio, Estados Unidos

Kings

Em 9 de junho de 1991 a morte estava solta em Kings Island. Dois acidentes fatais aconteceram em um único dia, resultando na morte de quatro pessoas. No primeiro acidente, um homem caiu em uma lagoa. Um amigo de 20 anos de idade, além de um empregado do parque, pularam na água para resgatá-lo. Todos os três homens na água foram eletrocutados fatalmente. Mas não acabou por aí.

Menos de uma hora depois, uma mulher de 32 anos de idade, Candy Taylor, caiu de um popular brinquedo chamado Flight Commander (foto) e morreu devido ao impacto. Desde então, o parque é considerado mal-assombrado. Não é pra menos!

2 - Oakwood Theme Park: Pembrokeshire, Gales

1

Hayley Williams, de apenas 16 anos, visitou o Oakwood Theme Park com toda sua família. Eles estavam andando na famosa montanha russa aquática do parque quando, de repente, a adolescente caiu de uma altura de 30 metros. Hayley morreu no hospital devido a ferimentos internos. O parque foi multado em 250 mil dólares pela negligência depois que uma investigação constatou que os empregados raramente verificavam a barra de fixação e o cinto de segurança do brinquedo. O parque foi fechado durante um tempo após o incidente, até ser reaberto com um novo nome.

3 - Action Park: New Jersey, Estados Unidos

Alpine

Action Park teve uma das piores reputações em todos os parques de diversão do mundo. O lugar ficou conhecido por ser uma verdadeira zona, com visitantes bêbados frequentes, brinquedos inseguros e funcionários negligentes.

Não é nenhuma surpresa que muitas lesões ocorreram durante o funcionamento do parque. Pelo menos seis pessoas morreram: três afogados, um eletrocutado e outro sofreu um ataque cardíaco causado pelas águas geladas do parque. Uma das piores mortes aconteceu quando um carro do Alpine saltou para fora da pista, fazendo com que um homem batesse a cabeça em uma pedra. As lesões continuaram a se acumular, até o parque finalmente fechar suas portas em 1998.

4 - Battersea Fun Fair: London, England

Battersea

Em 1951, o Battersea Park, em Londres, abriu a sua nova Feira da Diversão como parte de um festival da Grã-Bretanha. A maior atração foi uma montanha-russa de madeira chamada The Big Dipper. Em 1972, o brinquedo foi cenário de um acidente grave, quando um dos carros se soltou e rolou de volta para a estação. Muitas pessoas ficaram feridas e cinco crianças foram mortas no acidente. As mortes acabaria com o festival, mas ele ainda continuou aberto por mais dois anos.

5- Six Flags Great Adventure: New Jersey, Estados Unidos

SIx Flags

A Casa Assombrada no Six Flags Great Adventure era como qualquer outra atração de horror; uma caminhada rápida através de espaços escuros, nevoeiros falsos e funcionários vestidos como fantasmas para assustador adolescentes saltitantes. Em 11 de maio de 2004, as pessoas que procuraram por uma emoção barata experimentaram um verdadeiro horror quando a casa pegou fogo.

A maioria dos visitantes foram capazes de sair em segurança, mas oito adolescentes ficaram presos e morreram no incêndio. Seus corpos tiveram que ser identificados pela arcada dentária, uma vez que foram severamente incendiados. O parque foi processado porque a casa assombrada não tinha condições básicas de segurança, incluindo detectores de incêndio e sprinklers.

6 - Six Flags Darien Lake: New York, Estados Unidos

Six Flags2

Em 2011, o veterano de guerra e sargento James Hackemer morreu durante um acidente triste no Six Flags Darien Lake. Hackemer perdeu ambas as pernas durante a explosão de um carro no Iraque e foi autorizado a embarcar na montanha-russa com as próteses de aço. Ele foi lançado para fora do brinquedo de 60 metros, ainda que não se saiba exatamente em qual ponto isto aconteceu. O mais provável é que a falta de segurança tenha sido a responsável pelo acidente. Os funcionários não teriam sabido como colocá-lo em segurança, devido à sua falta de membros. Hackemer estava com sua família na época, que alegou que ele estava determinado a realizar aquele passeio.

7 - Hopi Hari: São Paulo, Brasil

Hopi

A adolescente Gabriela Michimura, de 14 anos, morreu em fevereiro de 2012 no Hopi Hari depois de se soltar do assento do La Tour Eiffel, um elevador de quase 70 metros. Na atração, os participantes caem em queda livre, alcançando uma velocidade de 94 km/h. Gabriela se desprendeu, foi jogada para o alto, e caiu. A adolescente teve um traumatismo craniano após a queda. Ainda que tenha sido reanimada no parque, morreu devido a uma parada cardíaca. De acordo com o parque, falha mecânica pode ter desencadeado o acidente. Normalmente, o brinquedo não permite a subida das cadeiras no caso de alguma não estiver trancada.

Lucas Franco
O cara que gosta do Batman! @heymac14

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+