• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 coisas cotidianas que abalam nossos sistema hormonal e você não sabia

POR Jesus Galvão    EM Ciência e Tecnologia      23/05/18 às 19h05

Os cuidados com a nossa saúde vão muito além do que apenas a prática de exercícios físicos. É quase redundante dizer que nosso comportamento e interações com o mundo podem afetar diretamente o funcionamento do nosso organismo.

Pequenas mudanças de comportamento e hábitos podem não somente melhorar nossa qualidade de vida a longo prazo quanto promover bem-estar, evitando doenças e males como o estresse e a depressão. Hoje, listamos 7 coisas do nosso cotidiano que podem abalar nossa saúde e que você provavelmente não sabia.

1 - Redes Sociais

Um estudo realizado por cientistas australianos afirma que reduzir seu acesso às redes sociais reduz os níveis de cortisol - hormônio causador do estresse. Os participantes do teste evitaram uma determinada rede social por 5 dias, enquanto os pesquisadores monitoravam os níveis do cortisol em seu corpo. E o resultado é que a concentração do hormônio diminuiu constantemente.

Eles explicaram que esse efeito é devido a falta da influência das redes sociais repletas de informações e que nos demandam esforços intelectuais significativos para processar tudo o que está acontecendo, o que acaba por fim provocando estresse. Eles indicam que os usuários, no mínimo, deixem de acessá-las ao menos uma hora antes de dormir.

2 - Sabonetes antibacterianos

O antibiótico triclosan, muito utilizado em detergentes, desodorantes e até mesmo cremes dentais, foi proibido nos EUA em 2016 por causar distúrbios hormonais e que afetam a função reprodutiva. O efeito substância foi confirmado pelos cientistas do Instituto de Biofísica Teórica e Experimental da Academia Russa de Ciências. Portanto, quando for comprar alguns desses itens, é melhor observar se há adição do triclosan na fórmula.

3 - Omelete e Leite

O leite e os ovos de galinha, em grandes quantidades, contém um aminoácido chamado triptofano. Ele provoca a liberação no cérebro de serotonina, o que afeta diretamente os níveis de ocitocina - o hormônio do amor. Dessa forma, quando quiser fazer uma amizade ou conquistar o coração de alguém, ofereça uma omelete ou um copo de leite.

4 - Trabalhar a noite

A sociedade tem evoluído e, dessa forma, novas configurações e maneiras de se ganhar nosso pão de cada dia tem surgido. Podemos trabalhar de forma remota de qualquer lugar do mundo, a qualquer hora. Porém, um estudo afirma que trabalhar a noite pode reduzir os níveis de melatonina. Esse hormônio regula o sistema endócrino, a qualidade do sono, auxilia na imunidade e retarda o envelhecimento.

Pela manhã, as concentrações desse hormônio são mínimas, enquanto durante a noite ele aumenta consideravelmente, nos preparando para o sono. Participantes do estudo que estavam trabalhando após a meia-noite reduziram em cerca de 15 % a produção de melatonina. Assim, a persistência em realizar atividades noturnas começam a se chocar com os processos biológicos naturais, o que pode acarretar em diversos problemas de saúde.

5 - Tomar café tem hora certa

Uma xícara de café pode se tornar sinônimo de estresse extra no seu dia. Isso porque os nossos níveis de cortisol variam com o passar do dia. E o ideal, é beber café quando esses níveis estão baixos. Níveis altos de cortisol são observados entre as 8 às 13h e entre as 17h30 às 18h30. Tomar café em um desses períodos poderá aumentar os níveis de estresse que o corpo irá enfrentar.

No entanto, vale lembrar que nossos organismos funcionam de formas diferentes, e que esses horários podem variar de acordo com muitas variantes, como por exemplo, o horário em que você acorda.

6 - Luzes muito brilhantes

Durante certos períodos do ano, como o inverno, a produção de testosterona diminui, o que está diretamente ligado a redução a exposição a luz do dia. Já na primavera, esse mesmo hormônio tende a aumentar. Um experimento substituindo a luz natural por luz artificial. Os voluntários passaram várias semanas sob uma forte luz brilhante e tiveram seus níveis de testosterona aumentados. O que experimento pode ser a chave para novos tratamentos para problemas de saúde masculinos.

7 - Jardinagem

Cuidar das plantas ao ar livre pode influenciar positivamente nos níveis de cortisol em nosso organismo. Essa conclusão parte de um estudo realizado por cientistas holandeses. Voluntários em um experimento foram instruídos a realizarem tarefas que não estivessem vinculadas aos seus hobbys. Após uma medição, foi constatado o aumento nos níveis de cortisol.

Depois, os mesmo participantes participaram de atividades ligadas a jardinagem, enquanto outros ficaram lendo. Todos os participantes do experimento diminuíram os níveis de estresse, no entanto, os que praticaram as atividades no jardim, a queda foi mais perceptível, com o acréscimo da sensação de bem estar e bom humor.

Então pessoal o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+