7 crimes reais piores que filmes de terror

POR Isabela Ferreira    EM Mistérios & Horror      10/05/18 às 15h11

O ditado diz que a vida imita a arte, mas não seria ao contrário? Será mesmo que não é a arte que imita a vida? Quando você assiste um filme de terror, por exemplo, é normal que se conforme, afinal... Aquilo tudo não passa de uma obra de ficção. Na vida real não poderiam existir pessoas tão sádicas e sedentas por sangue, não é mesmo? Bem, é aí que você se engana.

Ao longo da história humana já foram registrados diversos casos simplesmente absurdos. Alguns deles acabaram inspirando filmes de terror, tanto que nos assustamos quando vemos aquele "baseado em fatos reais". A partir daí, nos resta a reflexão: o quanto irracional e cruel pode ser a mente humana? Pensando nisso, nós aqui da Fatos Desconhecidos separamos abaixo 7 crimes reais piores que filmes de terror. Confere aí!

1 - "Meu pai comeu meus olhos"

Por mais estranho que pareça, é exatamente isso. Foi em maio de 2009 que Angelo Mendoza, de 34 anos, atacou seu próprio filho, mordendo seu olho esquerdo. O pior é que era apenas uma criança de 4 anos. Sem contar que ele ainda mutilou o rosto de outras pessoas. Acha que já é o bastante? Não... As coisas realmente pioram.

Após desfigurar o filho, ele se dirigiu parra o quintal de casa, se acorrentou em uma árvore e pediu para o vizinho começar a rezar. Em seguida, pegou um machado e começou a dar golpes nas próprias pernas. Quando a polícia chegou ao local, ele teve a audácia de afirmar que haviam sofrido um ataque da máfia mexicana. Enquanto isso, o menino estava muito assustado pelo terror que viveu e foi encontrado pelos vizinhos atrás de um guarda roupa, muito ferido e completamente nu.

Ele foi levado imediatamente para um hospital da Califórnia. Quando os médicos lhe perguntaram o que havia acontecido, respondeu em pânico: "Meu pai comeu meus olhos!". O homem foi acusado de tortura e crueldade infantil, chegando a ser preso. No entanto, ele foi liberado em fevereiro de 2011, após ser declarado com transtornos mentais.

2 - Mais um caso de olhos arrancados

Sim, e aqui temos mais um caso que envolve um rosto sendo desfigurado. Em 2017, após entrar em uma luta corporal com a mãe de seu filho, Michael Roberson acabou a ferindo gravemente. Tudo aconteceu na frente do filho e de um vizinho de 16 anos, que estava por perto. A agressão foi tão cruel que em algum momento, ele chegou a arrancar os olhos da mulher.

Quando os policiais de Chattanooga, cidade do Tennessee, chegaram ao local do crime, encontraram a mulher desesperada ao lado de seus olhos arrancados. Também havia sido esfaqueada no estômago e peito. O garoto de 16 anos contou que tentou ajudar, mas não houve jeito. Quando questionado sobre os motivos de ter feito isso, Roberson alegava não se lembrar de nada.

3 - Cozido vivo

Foi no ano de 2012 que um Jose Melena, de 62 anos, sofreu uma morte horrível e digna de filme de terror. Ele havia entrado em um forno industrial de 11 metros de altura, da empresa Bumble Bee Foods,  para fazer sua manutenção. No entanto, um de seus colegas de trabalho acreditou que ele estava no banheiro e decidiu encher o forno com  aproximadamente 5.400 quilos de atum, e em seguida, o ligou.

Mais tarde, o gerente percebeu que Melena havia desaparecido e então convocou uma equipe para fazer uma busca. No entanto, foi tarde demais. O corpo foi encontrado duas horas depois, e como o forno atingiu 132 graus, ele foi literalmente cozido junto aos peixes. A empresa e dois de seus gerentes foram acusados de violar as normas da Administração de Segurança e Saúde Ocupacional. Foram obrigados a pagar 6 milhões de dólares como forma de indenização à família, que teve a infeliz notícia da morte.

4 - Abuso doentio

Foi em julho de 2011, que a garotinha Ame Deal, de apenas 10 anos de idade morreu, por culpa da própria família. Certo dia, seus pais a colocaram dentro de uma caixa que media 78 x 36 centímetros. A trancaram lá dentro e colocaram a caixa do lado de fora da casa, deixando a menina exposta ao frio e sem condições necessárias para respirar, visto que tinha apenas um pequeno furo. Então você se pergunta: "Mas por quê fizeram isso?"... Bem, digamos que foi apenas porque ela tomou um sorvete sem ter permissão para isso.

Mas tudo indica que esse tipo de "castigo" não era novidade para Ame. Vizinhos contam que já viram a mesma caixa sendo jogada na piscina e que após trancarem a garotinha lá dentro, seus parentes chutavam a caixa ou sentavam por cima dela. Com certa frequência era possível escutar o choro da criança. No dia da tragédia, ela sufocou até a morte. Os adultos da casa pegaram penas entre 10 a 76 anos. No entanto, aqueles que a trancaram no dia da fatalidade, foram condenados à morte.

5 - Aborto forçado

Uma garota do Texas, de apenas 14 anos, engravidou após sofrer um abuso sexual de um parente. Inconformados com a gravidez, membros de sua família decidiram agir da pior forma possível: espancaram a garota até que ela sofresse um aborto. Tudo isso aconteceu porque uma de suas parentes, que já tinha filhos, ficou com medo que as autoridades descobrissem o abuso e que uma menor estava grávida em decorrência disso. Dessa  forma, acreditou que os policiais poderiam levar seus filhos embora.

Inicialmente, alguns primos da garota de 14 anos tentaram lhe dar pílulas abortivas em meio à comida, mas pareceu não dar muito certo. Foi quando decidiram amarrá-la na sala de estar. Em seguida, começaram a lhe dar socos no estômago, até que ela começou a vomitar sangue. Não pararam até que ela expulsasse o que parecia o feto natimorto... Uma verdadeira cena de terror.

Quando finalmente conseguiram o que queriam, jogaram o feto em um balde de plástico e tentaram queimar. Por fim, as autoridades tomaram conhecimento do caso e quatro parentes da menina foram acusados de atividade criminosa, condenados à prisão. Um quinto parente ainda foi acusado pela agressão sexual.

6 - Mordidas de rato

Em maio de 2017, um casal do Arkansas foi preso após as autoridades encontrarem seu bebê morto. Detalhe: ele tinha apenas 15 dias de vida. Certo, tragédias acontecem e esta poderia ter sido apenas uma delas. Mas não foi o caso. Isso porque o bebê apresentava entre 75 a 100 mordidas de ratos, e ainda tinha uma profunda ferida na testa, que expunha seu crânio.

Os pais alegaram que colocaram o bebê no berço e foram dormir. Então cerca de 2 horas depois acordaram com seu choro e quando chegaram no quarto, já o encontraram morto. Entretanto, após análises feitas no corpo da criança, os médicos disseram que aquela "destruição severa da pele" teria levado horas para ocorrer. Sim, os ratos literalmente se alimentaram do pobre bebê... Durante horas!

E não só os pais sabiam que a casa era infestada por ratos, como o bebê dormia na mesma cama que eles. Ou seja... Eles simplesmente ignoraram os gritos de agonia do filho, ou pior, o entregaram de banquete para os animais. Apesar desse verdadeiro crime de filme de terror, os dois foram condenados a apenas 5 anos de prisão.

7 - Comeu humanos

Austin Harrouff, que tinha 19 anos na época, cometeu dois assassinatos completamente cruéis em agosto de 2016. Ele estava jantando com os pais em um restaurante local quando por algum motivo, acabaram discutindo. Ele se levantou furioso e foi embora, seguindo em direção à casa de Michelle e John Stevens. O mais perturbador é que ele sequer conhecia os dois. Quando conseguiu invadir a casa, começou a atacar o casal sem motivo algum. Deu várias facadas com um canivete e com todo objeto pontiagudo que encontrou pelo caminho. Chegou a ferir até mesmo um vizinho que tentou intervir.

Assim que a polícia chegou ao local, encontrou Harrouff agachado sobre o corpo de Stevens, todo ensanguentando e mordendo pedaços de seu rosto. Segundo o que relataram os policiais, ele fazia barulhos estranhos, como se estivesse rosnando, e agia coo um animal. Eles presenciaram ele morder o rosto do homem várias vezes e cuspir sangue no chão. Os oficiais tentaram pará-lo usando armas de choque e seu cão, mas não adiantou. Só conseguiram quando 4 de seus homens o seguraram.

Ele foi levado para o hospital e quando questionado sobre o que havia comido, disse: "Humanos, eu comi humanos!". Ele enfrenta acusações de homicídio em primeiro grau. No entanto, seus advogados pretendem utilizar como argumento de defesa, a alegação de que o garoto sofre de transtornos mentais.

E então pessoal, o que acharam? A realidade as vezes pode superar um filme de terror, não acha? Compartilhem com a gente suas ideias aí pelos comentários!

Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+