• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


7 fatos que você provavelmente não queria saber sobre bebês

POR Toni Nascimento    EM Curiosidades      04/01/19 às 14h53

Se você ainda não é mãe ou pai, vai concordar comigo: bebês são nojentos. Se por algum acaso você já tiver o seu - ou seus - rebento, já terá se acostumado com as coisas excêntricas que os envolve. Essa é a consequência de ter que guiar outro ser vivo pela vida, como um pastor: você se acostuma. Se  você ainda é o filho, sabe que trocar fralda, ver o pequenino comer tudo o que vê pela frente - até comida do chão - e ver aquele catarro verde escorrer do nariz realmente são cenas muito fortes.

Mas se você acha tudo isso nojento, saiba que o buraco é bem mais embaixo. Existem coisas muito mais estranhas e nojentas, e que nunca mais deixará você enxergar bebês da mesma forma que antes. Está preparado para descobrir algumas delas? Saiba que se por acaso ainda tem planos de ter um bebê, essa matéria não é indicada. Você pode ficar assustado demais. Listamos 7 fatos que você provavelmente não queria saber sobre bebês.

1 - Bebês têm mais ossos que adultos

Se você ainda se lembra das coisas que aprendeu na escola, deve se lembrar que o ser humano possui 206 ossos ao todo. O que talvez você não saiba, é que os bebês possuem mais do que isso. Apesar de pequenos, eles possuem 300 ossos ao todo.

Acontece que eles estão cheios de cartilagem que irão se fundir com outras, transformando-se nos ossos que temos hoje. Isso acontece porque o bebê precisa de flexibilidade para passar pelo canal no parto. Apesar de ser uma questão evolutiva com vantagens, possuem a desvantagem de deixar aquela bolinha de água muito frágil.

2 - Cheiram e sentem sabor antes de nascer

Já percebeu que bebês são máquina de comer? Tudo o que eles tocam precisam colocar na boca. Mas por incrível que pareça, eles sentem cheiro e sentem sabor bem antes de nascer, através do líquido amniótico. Quer saber de uma coisa mais bizarra? Nós possuímos papilas gustativas na língua, já os bebês recém-nascidos, possuem na boca toda, desde a parte de trás da garganta até nas amígdalas.

3 - Bebês nascem cobertos de gosma branca e espessa

O líquido amniótico é extremamente ácido, por isso existe um certo verniz que protege o bebê dessa acidez. Esse vérnix é espesso e branco. Essa substância protege a pele do bebê, além de protegê-los de barulhos muito fortes aqui fora. Quando nasce, esse vérnix mais parece queijo ralado no corpo da criança, porém, é isso que mantém a pele dele hidratada.

Esse vérnix só sai completamente depois de algumas semanas do nascimento do bebê, quando ele praticamente "troca" de pele.

4 - Bebês menstruam

Quando se é pai de primeira viagem, pode ser que se assuste quando vai trocar a fralda de sua bebê e perceba que há sangue nela. Acontece com todos as bebês que têm útero. O que acontece é que, enquanto estão dentro da barriga, absorvem tudo por ali, inclusive estrogênio.

O estrogênio faz com que um revestimento uterino se forme, e a queda acentuada do estrogênio faz com que ele se solte. Então, quando o bebê tem um útero e sofre uma deprivação de hormônios da placenta, é exatamente isso que acontece.

5 - Quase todos os bebês são cobertos de cabelo

Alguns bebês saem da barriga como pequenas versões de lobisomem, cheios de cabelo por todo o corpo. Esse cabelo tem a utilidade de manter o bebê aquecido dentro do útero, e junto ao vértix costuma protegê-lo. Mas é claro, não são todos que nascem com uma camada tão espessa de cabelo.

6 - Bebês fazem cocô no útero

Chamado de Mecônio, o primeiro cocô de um bebê costuma ocorrer logo após o parto, porém, algumas vezes ele pode ocorrer ainda na barriga ou no canal do parto. Se feito no organismo da mãe, costuma ser absorvido pelo mesmo. Isso acontece porque esse primeiro coco não passa de líquido aminótico, que foi a única coisa com a qual o bebê se alimentou.

7 - O cocô da mãe faz bem para o bebê no parto

Se ninguém fala sobre isso, eu vou falar: existe uma grande chance de você fazer cocô quando for para o parto. Acontece que se faz tanta força, que é inevitável. Apesar de muita mulher tentar evitar fazer isso ao máximo, acontece que existem muitas pesquisas que afirmam que as fezes faz bem para o bebê. Ficar coberto de cocô durante o parto pode ajudar a iniciar o microbioma do bebê , que é a bactéria útil que vive dentro e nos seres humanos. Ajuda na digestão e fortalece o sistema imunológico.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta aqui com a gente e compartilha nas suas redes sociais. Para você que achou tudo isso meio nojento, aquele abraço.

Próxima Matéria
Via   Listverse  
Toni Nascimento
Nerd, mas principalmente amante do cinema. Mais em @nascimento_toni
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+