7 razões para acreditar que nossa vida não é tão ruim quando você pensa

POR Jesus Galvão    EM Entretenimento      03/05/18 às 18h04

Apesar dos noticiários e dos constantes combates no oriente médio, o mundo não é um lugar tão terrível quanto ele aparenta ser. Nossas vidas podem não estar em nível de perfeição quanto gostaríamos, mas na grande maioria dos casos, ela é já bem melhor do que viveram nossos antepassados.

A grande mídia e muitas vezes a forma como nossas mentes funcionam podem ser os responsáveis por essa onda de negatividade que nos cerca. Listamos alguns fatos que podem te provar que a vida na verdade não é tão ruim quanto parece. E aqui vai um spoiler: a tendência é que tudo ainda vá melhorar ainda mais. Confira!

1 - A mídia nos engana para pensar que as coisas estão piores

Aquilo que vemos sobre o mundo através da TV nos faz acreditar que a vida é realmente daquela forma. E há uma razão para isso. Quando assistimos ou lemos as notícias, nossos cérebros não percebem totalmente que estamos olhando para uma tela artificial. Dessa forma, entendemos que o mundo em que estamos vivendo é o mesmo que estamos vendo na história contada ali.

Este conceito é chamado de Síndrome do Mundo Médio. E foi desenvolvido na década de 90. Pessoas que veem muita violência na TV tem maior probabilidade de apresentar comportamento violento, e aquelas que assistem muitos noticiários tem mais medo do que as que não assistem.

2 - Vivemos na era mais pacífica de todas

Apesar de todos os problemas que vemos todos os dias através dos noticiários, TV e internet, nunca houve um momento tão seguro para se viver do que hoje. Nos primórdios da vida humana, genocídios e guerras faziam parte do nosso cotidiano. Com bases em evidências arqueológicas, acredita-se que cerca de 15% das vidas das primeiras civilizações terminaram em assassinatos.

Em geral, as taxas de assassinatos em massa e genocídios tem diminuído significativamente e de forma constante. E elas nunca foram menores do que são hoje em dia. As taxas mundiais de homicídios também estão diminuindo e já são menores do nunca.

3 - As pessoas são mais iguais do que nunca

Pela primeira vez na história da humanidade não há nenhum país no mundo em que a escravidão seja algo legal. O número de países com leis que discriminam as minorias também já são menores do que nunca. As mulheres estão conquistando mais direitos, e atualmente representam cerca de 40% da força de trabalho do mundo.

A homssexualidade foi descriminalizada em muitas partes do mundo e a luta pelos direitos das pessoas LGBTQI+ já são pautas importantes em muitos países. Obviamente que muito ainda se tem a melhorar, mas pelas tendências as coisas continuarão a melhorar.

4 - As crianças estão mais seguras

Devido ao medo, acabamos por criar muitos mecanismos de proteção e hoje em dia os pais se preocupam muito mais com a segurança dos filhos. As taxas de criminalidade nos EUA, por exemplo, estão mais baixas do que nunca. E, a probabilidade de uma criança ser sequestrada é de 1 em 1,5 milhão. Os abusos físicos e sexuais domésticos contra crianças também diminuíram, muito provavelmente pelo aumento dos programas de proteção e denúncias.

5 - A democracia está mais difundida do que nunca

Há mais países democráticos no mundo do que nunca. Muitas pessoas estão protestando e manifestando suas indignações políticas mundo afora atualmente. Mas só fato delas poderem fazê-lo já é uma grande conquista. E isso só foi possível graças a conquista da liberdade de expressão, não comum em estados e governos opressores. E mesmo em países autocráticos, como a China, as pessoas são mais livres do que há algumas décadas atrás.

6 - Menos pessoas estão vivendo na pobreza

Atualmente 9,6% da população mundial vive com uma média de US $1,25 por dia. Esse número pode ser ruim, mas em 1820, cerca de 94% vivia em estado de extrema pobreza. E isso não significa que o problema esteja resolvido, mas significa que menos pessoas estão morrendo de fome do que nunca. E que estamos caminhando para erradicar a pobreza extrema completamente. Isso segundo o que afirma o Banco Mundial.

7 - Eventos ruins tem maior impacto em nossa mente

Naturalmente tendemos a registrar mais as más notícias e acontecimentos não to bons do que as coisas "boas". Isso devido a um aspecto psicológico chamado de efeito de assimetria positivo-negativo. Aparentemente nossa mente tenta filtrar coisas boas das ruins para garantir que nós nos conectaremos a essas cosias boas. Dessa forma, nossa psique nos impede de nos odiarmos, porém gastamos mais tempo e energia mental percebendo e analisando aspectos e coisas "negativas".

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Via   Listverse  
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento tem o único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+