• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


9 ilustrações deprimentes de uma sereia que vive nos tempos atuais

POR Jesus Galvão    EM Entretenimento      05/07/19 às 15h58

A história de A Pequena Sereia foi escrita pelo autor dinamarquês Hans Cristian Andersen, em 1836. Mais de um século e meio depois, o conto já foi retrabalhado algumas vezes. Sem dúvida alguma, a versão preferida das pessoas é o filme produzido pela Disney em 1989. Tal versão, que completou 30 anos recentemente, está prestes a ganhar uma versão live-action. A escolhida para dar vida à protagonista Ariel, foi a atriz estadunidense Halle Bailey.

Muito provavelmente inspirada pela personagem do mundo de Walt Disney e de Andersen, a artista alemã Stephanie Hermes criou a sua própria versão do que seria uma sereia vivendo nos oceanos da modernidade. Sua obra recebeu o nome de The Little Trashmaid, algo como 'A Pequena Serelixo', em livre tradução.

Suas ilustrações recriam muito precisamente a triste realidade de nossos oceanos nos dias atuais, cada vez mais poluídos. Repletos de plásticos, que vão parar nos oceanos devido ao descarte de modo indevido desses materiais, e que tanto tem feito nossa fauna marinha sofrer. Além de outros prejuízos.

A artista, que também é conhecida por S0s2, em entrevista ao portal Bored Panda disse: "Eu gostava de desenhar desde que era pequena. Felizmente, meus ótimos pais me apoiaram e encorajaram desde o começo. Depois da escola, pude estudar arte por três anos. Em seguida, trabalhei em um emprego na indústria de jogos. Atualmente, estou me tornando uma artista freelancer. Mas, independentemente da sua educação, acredito que todos podem se tornar um artista, desde que tenham paixão e motivação para continuar!".

Além de comentar um pouco a respeito do estilo de ilustração com o qual ela resolveu trabalhar. "Eu diria que meu estilo foi inspirado principalmente por desenhos animados americanos dos anos 1990, com um toque de anime japonês. Eu realmente amo desenhar expressões engraçadas e desenhos animados são perfeitos para isso", disse a alemã.

Hermes também contou como um de seus amigos a inspirou na criação da 'Serelixo'. "Em maio, um amigo próximo sugeriu desenhar uma sereia, para que eu pudesse participar de um desafio na internet", disse ela, adicionando detalhes sobre como resolveu trazer para sua personagem um reflexo da atual situação de nossos oceanos hoje em dia.

"Quando comecei a desenhar, me perguntei o que ela deveria estar vestindo. Para ser honesto, acho esses sutiãs clássicos de conchas chatos e pensei comigo mesmo: 'Preciso de algo mais realista. O que uma sereia usaria hoje em dia? O que ela encontraria no oceano?'", explicou. "Foi quando a sacola de plástico veio à minha mente. Isso desencadeou muitas idéias novas e eu criei mais e mais coisas para adicionar. 'A sereia moderna não teria uma vida bonita como Ariel', pensei. 'Ela teria que lidar com nosso plástico!'".

Abaixo, você confere algumas ilustrações que integram a série de Stephanie Hermes sobre as aventuras de uma sereia em um caótico oceano tomado pela poluição. Para conhecer mais sobre seu trabalho, visite seu perfil no Webtoon e suas contas no Twitter e Instagram. Além do mais, a artista criou uma conta no Patreon, para o financiamento coletivo de seu trabalho. Por lá, onde 20% das doações serão destinadas a organizações de preservação oceânica. Confira!

A Pequena Serelixo

#1

#2

#3

#4

#5

#6

#7

#8

#9

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Via   Bored Panda  
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+