Não cansamos de nos surpreender com o mundo animal, né? Todos os dias, é possível encontrar diversas novidades no meio, que nos deixam de queixo caído. Isso porque os animais, com suas individualidades, conseguem realizar coisas que nunca sequer imaginamos. Entre os seres mais curiosos da natureza, podemos destacar, com facilidade, o peixe-elétrico. Isso porque esses animais possuem um órgão composto por células que se diferenciam, a partir dos músculos durante sua evolução. Com a contração dos músculos, em trabalho com as células, esses peixes conseguem descarregar uma quantidade de energia continuamente. Seus corpos são como armas, basicamente.

A força do peixe-elétrico pode variar, sendo capaz de até mesmo matar um humano. No dia 04/09/2007, um caso de morte por causa desses peixes chamou a atenção. Um estudante, de 17 anos, pescava em um igarapé, no Pará. Durante a pesca, ele recebeu a descarga. Após o forte choque, provocado pelo peixe-elétrico, o jovem caiu na água e morreu afogado, em Eldorado do Carajás. O IML de Marabá confirmou, no mesmo dia, a causa da morte do jovem. Ele teria, de fato, recebido uma descarga elétrica de um peixe-elétrico de aproximadamente 1,5 metro de comprimento. Nesse sentido, um caso recente tem chamado também a atenção na mídia. Um peixe-elétrico viralizou acendendo luzes de uma árvore de natal com sua energia. Confira conosco.

Peixe-elétrico acendendo luzes da árvore de Natal

Publicidade
continue a leitura

Miquel Wattson é o nome da enguia do Aquário do Tennessee. O peixe virou um ícone, admirado no mundo inteiro por ser o responsável pelo controle do clima festivo no local onde vive. Ela ainda possui uma conta no Twitter e a alimenta com conteúdos por meio de suas descargas. Ficou confuso com o que o animal pode fazer, né? Nós explicamos.

O Aquário do Tennessee encontrou uma forma bem diferente de celebrar a temporada natalina. A enguia do Aquário, o Miquel Wattson, é capaz de controlar as luzes de sua própria árvore de Natal. "Sempre que o Miquel descarrega eletricidade, sensores na água distribuem a carga para um conjunto de alto-falantes". Isso foi dito por Joey Turnipseed, um especialista de produção audiovisual do aquário. "Os alto-falantes convertem a descarga no som que você escuta e nas luzes piscando", completou ele.

Publicidade
continue a leitura

Além de divertido, esse projeto tem uma função educacional, visto que a duração da iluminação corresponde ao "status de energia" do peixe-elétrico. "O piscar rápido e fraco das luzes é causado pelas constantes e baixas tensões de eletricidade que ele libera quando tenta encontrar comida. Os flashes maiores são causados pelos choques de tensão. Esses são mais altos que ele pode emitir quando está comendo ou animado", disse a aquarista, Kimberly Hurt.

A conta no Twitter do peixe já acumula 40,3 mil seguidores. Essa também é controlada por seus choques. E então, assim como acende sua árvore de Natal, esses sensores permitem que ele envie tuítes. Isso acontece quando ele emite descargar elétricas. Confira conosco o seu vídeo.

Vídeo

Publicidade
continue a leitura

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para nós.

Publicado em: 10/12/19 13h59