Notícias

Autora de Harry Potter, J.K. Rowling, recebe ameaça de morte no Twitter

0

A autora que fez sucesso ao redor do mundo após produzir a saga de Harry Potter, J.K. Rowling, recebeu uma ameaça de morte no Twitter. Isso ocorreu depois que a autora manifestou sua indignação com o ataque contra o também escritor Salman Rushdie. Um homem a respondeu, dizendo que ela também está com a vida em risco.

“Estou me sentindo muito mal agora. Espero que ele fique bem”, comentou J.K. Rowling sobre a tentativa de homicídio de Rushdie. Em seguida, o usuário @MeerAsifAziz1 a respondeu, dizendo: “Não se preocupe, você é a próxima”.

Em seguida, a escritora pediu ajuda ao suporte do Twitter e agradeceu às mensagens de apoio. “Obrigado pelas mensagens. A polícia já está envolvida nesta e em outras ameaças”, escreveu.

Já o dono do perfil que ameaçou J.K. Rowling, que agora está desativado, se intitulava como “estudante, ativista social, ativista político e ativista de pesquisa”. Segundo o tabloide britânico Daily Mail, Meer Asif Aziz é paquistanês e extremista islâmico. Assim sendo, além de ameaçar de forma explícita, ele elogiou diversas vezes o homem que cometeu o ataque contra Rushdie, Hadi Matar, de 24 anos.

Salman Rushdie

Salman Rushdie

Luiz Munhoz / Divulgação

O escritor britânico Salman Rushie, autor do livro “Os versos satânicos” e jurado de morte pelo regime do Irã desde a década de 1980, sofreu um ataque na última sexta-feira (12). Na ocasião, ele estaca prestes a dar uma palestra em Chautauqua, no estado de Nova York.

Segundo a polícia, Rushdie foi esfaqueado no pescoço e no torso por Hadi Matar, que correu para o palco e atacou o autor no momento em que ele estava sendo apresentado ao público.

De acordo com a agência de notícias Associated Press, Rushdie, de 75 anos, levou entre 10 e 15 golpes. Já o número de facadas foi menor, visto que entre os golpes, estavam aqueles feitos com as mãos. Então, ele foi levado de helicóptero a um hospital local. Lá, o médicos o submeteram a uma cirurgia.

O agente literário de Rushdie afirmou que ele provavelmente irá perder um olho. Além disso, os nervos de um braço foram decepados e seu fígado foi atingido e danificado. Por enquanto, ele está com um aparelho para respirar e não consegue falar.

Já o autor do atentado foi detido por policiais que estavam presentes no evento. Natural de Nova Jersey, a polícia ainda não estabeleceu o motivo do crime, conforme disse em entrevista. As autoridades também acreditam que ele agiu sozinho.

Vale destacar que o livro de Rushdie, “Os versos satânicos”, foi proibido no Irã em 1988, visto que muitos muçulmaos consideraram a obra uma blasfêmia. Dessa forma, em 1989, o falecido líder do Irã, o aiatolá Ruhollah Khomeini, emitiu uma fatwa, ou pedido a morte de Rushdie.

Revolta

Os líderes da comunidade muçulmana consideraram a obra ofensiva porque inclui um personagem inspirado no profeta Maomé. Além de Rushdie, um outro participante, que o entrevistaria no evento, sofreu ferimentos no pescoço.

Uma pessoa que assistiria à palestra relatou à Associated Press que o ataque durou cerca de 20 segundos. “Um cara subiu no palco e começou a golpear Rushdie. No início ficamos nos perguntando: ‘o que está acontecendo’, mas ficou bastante claro em alguns segundos que ele estava sendo agredido”, afirmou Charles Savenor.

A governadora de Nova York, Kathy Hochul, emitiu um pronunciamento sobre o ataque. “Nossos pensamentos estão com Salman e com seus entes queridos após esse acontecimento terrível”, declarou. Já o Irã ofereceu mais de US$ 3 milhões em recompensa para quem matar Rushdie.

No ano de 1998, Teerã assegurou que a fatwa não seria aplicada. No entanto, o sucessor de Khomeini declarou, em 2005, que Rushdie era um apóstata e que poderia ser morto impunemente. Então, o governo do conservador Mahmoud Ahmadinejad declarou, em 2007, que a fatwa ainda era válida.

Fonte: G1

Jovem viraliza após usar fantasia de Batman para buscar namorada em cursinho

Artigo anterior

Homem procurado por roubar carro é encontrado dentro de um urso de pelúcia gigante

Próximo artigo