Curiosidades

Avião some e reaparece meio século depois

0

Pode parecer o enredo de uma produção fictícia, mas uma aeronave desapareceu por meio século e depois reapareceu. Esse caso, o voo CS59, da British South American Airways, intrigou autoridades, visto que o seu sumiço teria sido um grande mistério. Outro fato estranho é que não havia nenhum sinal aparente ou pedido de socorro.

Além disso, o último contato do piloto com a forte foi realizado quatro minutos antes da previsão de chegada do voo à capital chilena. Porém, após isso, o avião desapareceu completamente.

O desaparecimento do avião

Skeptoid Podcast

Em 2 de agosto de 1947, às 17h41, o voo CS59, da companhia aérea British South American Airways, acionou a torre de controle do aeroporto de Los Cerrillos, em Santiago, no Chile. Naquele momento, o piloto informou que estava perto de aterrissar a aeronave no país. Porém, o avião nunca mais foi visto.

Depois de algumas horas do desaparecimento, foi montada uma equipe de busca. O grupo objetivava encontrar algum sinal que poderia explicar o sumiço do avião. Após o passar dos dias, o caso ficou ainda mais enigmático, o que intrigou as autoridades.

Em seguida, foram relatados dois novos acidentes aéreos envolvendo a mesma companhia, o que iniciou as suspeitas de sabotagem. Entre os passageiros do voo CS59, estava um diplomata britânico. Por causa disso, levantou-se a hipótese de um atentado terrorista.

Outra curiosidade é que a última mensagem que o piloto enviou para central fez com que algumas pessoas acreditassem que o desaparecimento teria acontecido por causa de ações de seres extraterrestres.

A última transmissão, feita em código morse dizia: “ETA (tempo de chegada estimado) Santiago 17h45 STENDEC”. Como a última palavra nunca foi explicada de forma considerada satisfatória, muitas pessoas começaram a acreditar que seria uma mensagem subliminar relacionada a seres extraterrestres.

O reaparecimento

Domínio Publico

Durante quase 53 anos, a falta de informações sobre o acidente acompanhou o cotidiano dos familiares das vítimas. No entanto, em janeiro de 2000 os restos mortais e fragmentos de um avião foram achados perto do vulcão Tupungato, na Argentina. Depois das autoridades investigarem o local, foi declarado que aqueles destroços eram do voo CS59. Com isso, iniciou-se uma longa investigação.

Primeiro, essa descoberta intrigou os investigadores pelo fato de o avião que estava prestes a pousar aparecer a mais de 80 quilômetros do destino final. Outro fato que os deixou intrigados foi porque a área já tinha sido investigada antes.

Em seguida, foi descartada a hipótese de bombas, visto que estava a mais de 80 quilômetros do destino final. A perícia também notou que a distribuição dos destroços indicavam que a aeronave teria tido um impacto direto com a montanha. Isso teria gerado uma avalanche, o que impossibilitou que as primeiras equipes de resgate encontrassem o avião.

Estima-se que a neve tenha coberto os destroços do voo CS59, porém, devido à movimentação natural do gelo, anos depois, foi possível localizar a aeronave. À época, autoridades competentes ligaram a causa do acidente a um fenômeno atmosférico natural e invisível: o jetstream. 

Apesar de ser pouco frequente, o fenômeno produz uma forte corrente de vento gerada em grandes altitudes. Além disso, em 1947 poucas aeronaves podiam sobrevoar tão alto, por isso, acredita-se que o jetstream tenha alterado a velocidade do avião e afetado os cálculos aéreos. 

Os investigadores estimam que o piloto subiu mais de 24 mil pés, tentando evitar uma tempestade que afetou a Cordilheira dos Andes. Por causa disso, ele foi atingido pelo jetstream, o que provocou danos à aeronave. Em seguida, quando desceu, o avião teria batido contra a montanha.

Apesar de hoje em dia o mistério estar resolvido, os especialistas ainda não identificaram o que a palavra Stendec significa.

Fonte: Aventuras na História

O reator da China acabou de quebrar um novo recorde mundial

Matéria anterior

Essas formigas conseguem ”curar” árvores feridas

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos