Natureza

Baleia com caso grave de escoliose é avistada por biólogos na Espanha

0

No sábado passado, dia 11, biólogos do Oceanário de Valência, na Espanha, ficaram surpresos ao registrar uma cena rara de baleia com escoliose.

O animal de 16 metros e 40 toneladas possuía uma deformidade na coluna. Inicialmente, os biólogos suspeitaram que a baleia teria ficado presa em uma rede de pesca, o que teria causado o problema, mas depois concluíram que a deformidade não estava relacionada a isso.

De fato, a baleia apresentava uma forma grave de escoliose, uma doença que causa rotação das vértebras e uma curvatura anormal na coluna. Essa condição não é exclusiva do mundo selvagem, já que muitos seres humanos também sofrem com escoliose.

Contudo, os registros em vídeo foram impressionantes, pelo porte e tamanho dessa espécie.

Monitoramento

A intenção inicial era implementar um chip na baleia com escoliose, para rastrear seu nado no mar aberto. No entanto, devido ao problema de coluna e às águas espanholas serem muito rasas, um animal desse porte não poderia vir para perto para o processo.

Por isso, os especialistas apenas alertaram sobre a baleia retornar para a costa, com dificuldade de locomoção. Nesse caso, ela pode ser vista nos arredores da região novamente.

A indicação é não realizar movimentos bruscos em embarcações próximas, e deixar o mar livre para ela nadar e realizar suas rotinas de alimentação sem maiores dificuldades.

Alguns biólogos ficarão na região para verificar outras possibilidades, mas as chances são de que o animal siga seu curso e não retorne tão cedo para a convivência urbana.

Embora os registros sejam surpreendentes, não é comum filmagens de animais desse porte dessa forma. Isso porque eles morrem na natureza, por terem deformidades que dificultam a defesa de predadores e a caça ao alimento.

Por isso, órgãos de proteção visam implementar chips em alguns animais, porém somente quando possível.

Existe baleia com escoliose?

Via Globo

Embora a escoliose seja mais comum em seres humanos, animais também podem desenvolver essa condição.

A escoliose é uma deformidade na coluna vertebral que causa uma curvatura lateral anormal. Ela pode ocorrer em animais de diferentes espécies, incluindo cães, gatos, cavalos e até mesmo baleias, como aconteceu na Espanha.

As causas da escoliose em animais podem ser diversas, incluindo doenças congênitas, lesões, inflamações ou problemas neuromusculares. Dependendo da gravidade da curvatura, a escoliose pode afetar a qualidade de vida do animal, limitando sua capacidade de se mover normalmente ou causando dor.

Se você suspeitar que seu animal de estimação tem deformidade na coluna vertebral, é importante levá-lo a um veterinário para uma avaliação adequada e tratamento, se possível.

Por outro lado, no caso da baleia com escoliose, a abordagem é um pouco mais difícil.

Tratamento

Assim como para qualquer outro animal, o tratamento de uma baleia com escoliose ou outra condição de saúde depende do diagnóstico e da gravidade da condição.

No entanto, o tratamento de baleias pode ser bastante desafiador. Afinal, esses animais são enormes e vivem no oceano, o que torna difícil o acesso e a intervenção médica direta.

Via Jovem Pan

Em muitos casos, os biólogos e veterinários trabalham para monitorar a condição da baleia. Assim, podem garantir que ela esteja recebendo nutrição adequada e outros cuidados básicos.

Existem situações mais graves, como quando uma baleia fica presa em uma rede de pesca ou tem uma lesão. Equipes especializadas podem ser chamadas para ajudar a libertar o animal ou fornecer outros tipos de assistência médica.

No entanto, a intervenção humana direta em baleias é geralmente limitada, pois esses animais são protegidos por leis ambientais e, em muitos casos, estão em perigo de extinção.

O objetivo principal é garantir a conservação das espécies e minimizar quaisquer impactos negativos causados pela ação humana.

 

Fonte: UOL

Imagens: Jovem Pan, Globo

Relembre a história da professora que morreu para salvar os alunos em Minas Gerais

Artigo anterior

Demissões em massa são culpa de ‘funcionários mimados’, segundo bilionário

Próximo artigo