Cientista descobre como criar embriões sem espermatozoide e óvulos

POR Gustavo Camargo    EM Ciência e Tecnologia      24/04/18 às 18h14

Yue Shao é um cientista que não estava estudando como criar um embrião, mas acidentalmente fez uma descoberta incrível em seu laboratório na Universidade de Michigan. Ele trabalha com vários tipos de células-tronco com o objetivo de formar estruturas. Uma delas foi rapidamente organizada na forma de um círculo desviado. Após analisar cuidadosamente, concluiu que isso se tornaria algo bastante semelhante a um ser humano no seu estágio inicial.

Apesar de toda a importância dessa experiência, as estruturas celulares parecidas com embriões não estavam completas e não poderiam dar origem a uma pessoa sem a intervenção de engenharia genética. Eles não possuem os tipos de celulares que seriam necessários para criar uma placenta, um coração ou até mesmo um cérebro. Nomeados de "embrioides de Michigan', eles são realistas o suficiente para que o laboratório decida destruí-los para ter certeza que eles não se desenvolveriam mais.

Importância para a ciência

cientista

Esse é uma descoberta incrível, já que dá uma visão diferente em alguns tópicos e até mesmo esclarecer alguns problemas mais difíceis da biologia reprodutiva. A mais de quarenta anos após o nascimento do primeiro bebê de proveta, a pesquisa genética está prestes a alcançar novos tópicos.

No entanto, especialistas em bioética advertem que devemos reconsiderar o que significa reproduzir e criar um bebê humano. Em especial, enfatizam a grande responsabilidade sobre as possíveis conseqüências éticas, sociais, legais ou ambientais de tais tecnologias e experimentos.

E aí, o que acharam da matéria? Comenta aí e não se esqueça de compartilhar com os amigos, lembrando que seu feedback é sempre muito importante.

Via   Actualidad  
Imagens ciberia
Gustavo Camargo
A verdade é que eu queria ser astronauta, mas na minha cidade ainda não tem a escolinha. Instagram: gustavoloopi

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+