Curiosidades

Como a morte das árvores afeta o ciclo de carbono na Terra? Primeiro estudo desse tipo responde

0

Grandes e robustas, as árvores nunca são pensadas de maneira diferente do senso comum, ou seja, um bom lugar para fazer sombra e, às vezes, render alguns frutos para o consumo. Mas elas, que muitas vezes são vistas só como parte de uma paisagem maior, têm suas peculiaridades. E são muitas.

Somos ensinados, desde sempre, que as árvores são extremamente importantes para o nosso planeta. São imprescindíveis para a vida na Terra. Ainda mais agora que estamos passando por mudanças climáticas profundas por conta do descaso com a natureza.

Um dos motivos para as árvores serem tão importantes é que consomem e armazenam carbono da atmosfera em sua madeira. Mas e quando uma árvore morre o que acontece?

Ciclo

Arvore1, Fatos Desconhecidos

Essa pergunta é tão complexa que até os dias de hoje não se entende bem como todo o processo acontece. A madeira morta, que é composta por árvores caídas, árvores mortas em pé  e troncos e galhos caídos, atualmente tem aproximadamente 8% de todo o carbono que já está na atmosfera.

Contudo, o quadro completo que a madeira em decomposição tem no ciclo global do carbono é difícil de se estimar. Por conta disso, vários experimentos novos estão sendo feitos para colocar um número nessa parte que é tão importante no ciclo de carbono do nosso planeta. Eles sugerem que os insetos têm um papel invisível, mas muito importante.

Os estudiosos acreditam que anualmente cerca de 10,9 giga toneladas de carbono são liberadas de matéria lenhosa em decomposição ao redor do mundo. Isso é o equivalente a 115% das emissões anuais de combustíveis fósseis, e um quarto do carbono liberado dos solos todos os anos.

Entretanto, isso também é uma parte natural da renovação da floresta. Já que a decomposição é uma parte crucial do ciclo de vida da floresta. Mais de 90% dessas emissões vêm da desintegração da madeira nos trópicos. E quase 30% são liberads pelos insetos em decomposição.

“Até agora, pouco se sabia sobre o papel das árvores mortas. Sabemos que as árvores vivas desempenham um papel vital na observação do dióxido de carbono na atmosfera. Mas até agora, não sabíamos o que acontece quando essas árvores se decompõem. Acontece que isso tem um impacto enorme”, disse o ecologista e biólogo conservacionista David Lindenmayer, da Australian National University (ANU).

Carbono

Arvore2, Fatos Desconhecidos

Claro que nem todo o carbono que é liberado pela madeira morta vai direto para a atmosfera. Um pouco fica preso no solo ou em criaturas que usam a madeira como alimento ou abrigo

De acordo com um estudo feito no começo desse ano, se descobriu que as árvores mortas em pé podem não estar emitindo tantos gases de efeito estufa por conta própria quanto o solo. E essas árvores podem, na realidade, agir como palha e sugar carbono ou metano do solo e os emitindo na atmosfera.

A velocidade com a qual a madeira morta vai se decompor depende principalmente das interações entre o clima local e a atividade dos decompositores. Como por exemplo, os fungos, micro-organismos e insetos.

Um exemplo disso são os besouros chatos de madeira e os cupins que são conhecidos por devorar parte do carbono da madeira para si. Mas até o momento não se sabia quanto esses insetos tinham um papel no processo da decomposição.

Estudo

Arvore3, Fatos Desconhecidos

Para descobrir, os pesquisadores fizeram um experimento de campo em 55 sítios florestais em seis continentes. Com isso, eles descobriram que os insetos nem sempre aceleram a decomposição da madeira como se presumia. Ao invés disso, o papel  deles no ciclo global do carbono parecia depende muito do clima do local.

Os pesquisadores viram que a mudança climática pode aumentar a decomposição da madeira nas regiões tropicais e subtropicais conforme as temperaturas vão subindo. Isso, desde que ainda tenha umidade nessas regiões. E nas áreas secas, a decomposição da madeira provavelmente irá diminuir mesmo se as temperaturas forem altas.

A conclusão que se chegou foi que as florestas  temperadas e boreais mais ao norte, representam menos de 7% do carbono liberado da madeira morta anualmente. O resto vem dos trópicos. Os pesquisadores descobriram que nesses lugares a precipitação e insetos chatos de madeira juntos tem um papel bem crítico na reciclagem das árvores mortas.

Fonte: https://www.sciencealert.com/first-of-its-kind-study-finds-dead-trees-worldwide-release-more-carbon-than-fossil-fuels

Nem sempre é bom confiar no seu instinto e a ciência explica o motivo

Matéria anterior

Conheça a doença que faz o ator de ”Hannah Montana” parecer jovem para sempre

Próxima matéria

Você também pode gostar

Mais em Curiosidades

Comentários

Comentários não são permitidos