Curiosidades

É assim que os japoneses produzem madeira sem derrubar árvores

0

A madeira se tornou necessária na vida das pessoas. Trata-se de um material produzido a partir do tecido formado por plantas lenhosas e tem funções de sustentação mecânica. Usamos bastante, pois é um material naturalmente resistente e relativamente leve. É possível encontrar as madeiras em maior quantidade sendo utilizadas para fins estruturais e de sustentação de construções. Por ser algo com diversos padronagens de tonalidades e texturas, é muito versátil e comumente utilizado na arquitetura de interiores. Para que a usemos, é preciso desmatar florestas e esse é um grande problema do mundo atual, não sendo novidade para ninguém.

No entanto, no Japão, por exemplo, as árvores têm um papel fundamental na preservação da atmosfera solene e do entorno natural. Algumas árvores conseguem crescer e atingir grandes alturas. Essas são então preservadas como monumentos naturais. É possível encontrar no país, por exemplo, árvores com mais de dois mil anos, que não podem em hipótese alguma ser danificadas por humanos. Além disso, após eventuais desflorestamentos e incêndios florestais, os japoneses aguardam a recuperação das áreas de pinheiros, especialmente em locais ensolarados onde eles geralmente crescem.

Diante de tudo isso, não é de se surpreender saber que os japoneses encontraram uma solução para esses problemas. Eles criaram uma técnica com o intuito de produzir madeira sem precisar derrubar árvores. E foi pensando um pouco sobre isso, que decidimos trazer essa matéria para você, caro leitor. A redação da Fatos Desconhecidos buscou mais informações sobre como os japoneses produzem madeira sem derrubar árvores. Confira conosco.

Para obter madeira, não é preciso cortar totalmente as árvores

Daisugi é o nome da técnica japonesa. Essa permite a retirada de troncos retos sem precisar cortar toda a árvore. Para isso, eles usam o sugi, que também é conhecido como cedro-japonês, amplamente plantado em volta de templos. O daisugi pode criar uma aparência bonsai gigante, o que dá a impressão de que árvores pequenas estão sendo cultivadas sobre outras maiores. E como se fosse pouco, a mesma técnica permite ainda que, a partir de uma única árvore, possam ser retiradas diversas mudas para replantar e criar ou renovar um bosque inteiro.

A poda correta permite obter madeira e preservar a árvore

Embora seja uma técnica de gestão florestal, o daisugi também tem encontrado espaços nos jardins no Japão. Graças à isso, mudas são produzidas por meio da poda de árvores, como se fossem grandes bonsais. Tais mudas crescem de forma vertical, sem nós e perfeitamente uniformes. Isso então permite que a madeira seja aproveitada sem que haja uma necessidade do corte da árvore inteira. Com isso, uma única árvore pode render até 100 mudas de uma só vez, garantindo madeira durante 200 anos pelo menos.

Esse é um sistema sustentável valorizado pela arquitetura japonesa tradicional, que normalmente usa o material pela resistência, pela aparência sem nós e pela superfície lisa e brilhante que possui. Essa técnica não impressiona apenas por seus resultados, mar ainda por todo o processo, incluindo a plantação da árvore sugi, que é extremamente especial. Ela representa aproximadamente 44% de todas as plantações coníferas do país, o que permitiu que a espécie voltasse a ser vista em áreas onde sua presença havia se reduzido.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo.

7 atores que quase morreram nos sets de filmagem

Matéria anterior

Essa foto de tirar o fôlego no Havaí mostra dois fenômenos raros no céu

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.