Curiosidades

Como um ovo de páscoa é feito?

0

A Páscoa está chegando e, com o dia especial se aproximando, é possível ver os supermercados ficando cheios de ovos de páscoa coloridos e chamativos. Já nas vitrines de confeitarias, pode-se observar doces incríveis e o famoso ovo de Páscoa de colher, que conquista pessoas ao redor do mundo. Contudo, você sabe como o ovo de Páscoa é feito?

Essa tradição brasileira de ovo de Páscoa começa com o cacau, a matéria prima do chocolate. Além do fruto, também adiciona-se manteiga de cacau em dois tanques. Então, liga-se a máquina e a manteiga de cacau é derretida, descendo por um cano. Em seguida, ela é transformada em grãos finos e uma concha retira sua acidez.

Com essa separação do cacau derretido da manteiga de cacau, o fabricante pesa cada um dos ingredientes para fazer a receita. Com isso, adiciona-se outros ingredientes que dependem da empresa e do sabor escolhido, como o chocolate ao leite. Nesse caso, usa-se manteiga de cacau, cacau e açúcar para fazer o ovo de Páscoa.

Depois que se mistura os ingredientes, o chocolate se forma e passa por uma temperadeira. Essa máquina a 32 graus Celsius deixa os cristais da manteiga de cacau uniformes, que só se formam quando o chocolate esfria. Dessa forma, com o chocolate pronto e uniforme, é hora de montar o ovo de Pácoa.

O primeiro passo, claramente, é criar as cascas. Para isso, derrama-se o chocolate dentro de uma forma de chocolate, que vai para a geladeira a 5 graus Celsius, entre 10 e 15 minutos.

Depois desse passo, se for um ovo de Páscoa simples, o chocolate é desinformado e as cascas são derretidas apenas nas beiradas para que possam se colar. Então, o fabricante embala o ovo e envia para a distribuição.

Ovo trufado

Reprodução/Ana Maria Braga

Contudo, no caso de um ovo de Páscoa trufado, coloca se um recheio dentro das cascas e uma camada de chocolate por cima. Em seguida, resfria-se o produto por até 15 minutos.

Depois, os dois lados do ovo são desinformados. No processo de montagem, o fabricante coloca bombons dentro do ovo, que é colado, pesado e embrulhado em papel alumínio. Em seguida, o fabricante embala o doce e o armazena em caixas para distribuição.

Tradição do ovo de Páscoa

O ovo de Páscoa surgiu ainda na tradição pagã, que já via o ovo como um símbolo de fertilidade e renascimento da vida. Sendo assim, muitos séculos antes de Cristo, a troca de ovos no Equinócio de Primavera, que ocorre no dia 21 de março, era um costume de celebração do fim do inverno e início da primavera no hemisfério norte. Além disso, para garantir uma boa colheita, os agricultores enterravam ovos nas terras de cultivo.

Dessa forma, quando começaram a celebrar a Páscoa cristã, a prática da cultura pagã de festejar a primavera foi integrada na Semana Santa. Logo, os cristãos passaram a ver o ovo como símbolo da ressurreição de Cristo.

Então, a tradição de pintar os ovos de galinha para comemorar a data se iniciou, considerando que as cores alegres remetem ao clima festivo. Contudo, outras culturas também possuem a prática de pintar ovos ocos, como os gregos e os egípcios, porém, em datas diferentes.

Assim, o ovo de Páscoa de chocolate nasceu nos Pâtissiers franceses, que recheavam os ovos de galinha ocos com chocolate. Em seguida, pintavam por fora. Os pais escondiam esses ovos nos jardins para que as crianças os encontrassem na época de Páscoa.

Nos dias atuais, ainda é possível encontrar os ovos tradicionais. Mas, com melhores tecnologias, a partir do século 19, temos os ovos totalmente feitos de chocolates, difundidos ao redor do mundo.

Fonte: Recreio

Remédio contra câncer pode eliminar o HIV do organismo

Matéria anterior

Loteria premiou de faxineiras a executivos e provocou briga na empresa

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos