• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Conheça o terrível drone submarino do ''juízo final'' da Rússia

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      03/01/19 às 22h02

O avanço tecnológico é um grande passo para todos os ramos do nosso mundo, mas assim como quase tudo, ele pode ser usado para um lado bom ou para o ruim. E o veículo não tripulado de propulsão atômica da Rússia, Poseidon, é o motivo de preocupação de alguns analistas e da mídia ocidental. Também porque ele irá se tornar o novo dissuador nuclear russo.

Segundo o Daily Express, essa arma conseguiria causar uma explosão que fazia um tsunami radioativo de 100 metros de altura que terminaria com grandes cidades costeiras americanas. E para dar um embasamento, a mídia cita Christian Whiton, ex-conselheiro de Donald Trump e George W. Bush, que disse em uma entrevista recente que a preocupação é genuína.

Segundo Whiton, a explosão criaria uma onda altamente radioativa. "Seria pior ser atingido por uma explosão nuclear de vários megatons do que pela onda que seria causada por ele, já que a água pode absorver grande parte da força criada por uma explosão", explica.

O físico Rex Richardson disse que essa explosão nuclear perto da costa, com capacidade de dezenas de megatons, poderia fazer um tsunami muito mais destrutivo do que aquele que devastou o Japão em 2011.

Resposta

O especialista militar russo, Alexei Leonkov, diz que os danos que esse drone nuclear pode causar, podem ser maiores que o tsunami radioativo. "Também é possível uma onda sísmica subterrânea que destruirá tudo dentro da zona costeira", disse.

Mas o que Leonkov ressalta é que o Poseidon é uma arma para represália caso a Rússia sofra um ataque. Se ocorresse um ataque, o drone faria "danos irreparáveis ??a tudo na costa de um inimigo em potencial, tanto alvos militares quanto civis, causando a destruição total devido à carga que ele transporta a bordo".

Testes

Os testes com o drone russo já começaram avançando pelo mar. As pessoas souberam da existência de Poseidon através de uma revelação do presidente Vladimir Putin, em março de 2017, onde ele também anunciou várias outras armas avançadas que a Rússia desenvolveu para neutralizar a expansão do escudo anti-míssil dos EUA ao redor das fronteiras russas.

Esse torpedo submarino pode viajar até 10 mil quilômetros entre 60 e 70 nós, que são de 110 a 130 quilômetros por hora, isso por causa de uma usina nuclear em miniatura, que tem capacidade de destruir portos e cidades costeiras.

Próxima Matéria
Via   Actualidad  
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+