Curiosidades

Copa do Mundo não terá bebidas alcoólicas dentro dos estádios

0

A Copa do Mundo é uma competição internacional de futebol que acontece a cada quatro anos. Ela foi criada na França em 1928 e até hoje é um dos torneios mais esperados pelos fãs de futebol e até mesmo por aqueles que não são muito ligados ao esporte. O evento une bilhões de pessoas e atinge mais de 46% da população mundial.

De quatro em quatro anos o futebol se torna o centro das atenções. 32 seleções jogam disputando a taça de campeã do mundo e torcedores mostram total comprometimento com suas seleções nos estádios.

Como cada Copa do Mundo acontece em um lugar diferente todo ano, algumas regras e o que pode ou não se fazer dentro e fora dos estádios mudam. Por exemplo, a Copa desse ano será no Catar, onde o consumo de bebidas alcoólicas em lugares públicos é ilegal.

Cerveja

ESPN

Segundo a agência britânica Reuters, essa lei não mudará na época da Copa do Mundo. Por isso, a venda de cerveja acontecerá em horários restritos e em certas partes das fan zones, especialmente no parque Al Bidda, em Doha, mas não irá acontecer dentro dos estádios e nem durante as partidas.

No fan zone, a venda de cerveja acontecerá todos os dias. Além disso, a Fifa e um porta-voz dos organizadores explicaram que irão anunciar os planos sobre a disponibilidade de álcool no tempo adequado. No entanto, eles não estipularam um prazo para falar sobre isso.

“Nos estádios, os planos ainda estão sendo finalizados, mas a discussão atual é permitir que os torcedores tomem cerveja na chegada e na saída do estádio, mas não será servida durante a partida ou dentro do estádio”, informaram eles.

Polêmica

R7

Essa não é a primeira polêmica da Copa do Mundo 2022. De acordo com o jornal Daily Star, os torcedores que forem até o Catar para ver o evento irão ser comunicados que podem pegar até sete anos de prisão por causa de um encontro sexual fora do casamento. Isso porque, no país, o sexo fora do casamento também é ilegal.

Jogos

Buscapé

Os brasileiros adoram acompanhar a Copa do Mundo, ainda mais porque nos jogos da seleção existe aquela “desculpa” para beber e reunir os amigos a hora que for. Mas será que os trabalhadores devem ser dispensados para ver todo jogo do Brasil na Copa desse ano?

Por ser um torneio tão esperado, não é de se surpreender que os ânimos já estejam exaltados para os jogos do Brasil na Copa desse ano. Infelizmente, eles serão em dias úteis. Mesmo assim, as pessoas já esperam que sejam liberadas do expediente. Contudo, será que isso é uma regra que deve ser cumprida por todos?

Infelizmente, a resposta é: depende. Diferente da Copa do Mundo de 2014, que aconteceu no Brasil, a desse ano, que será no Catar, não conta como ponto facultativo nos dias de jogo da nossa seleção.

Portanto, a dispensa do trabalho, total ou parcial, varia para cada empregador. É ele quem tem autonomia total para decidir se liberará ou não os funcionários para ver cada jogo da seleção.

“Alguns ramos são possíveis para o empregador se ausentar. Já em outros, não, como a indústria, que trabalha de forma contínua”, pontuou a advogada trabalhista e membro da Comissão da Advocacia Trabalhista da OAB-SP, Manuela Tavares.

Em todo caso, Manuela ressalta que existem alternativas para quem gosta muito de ver os jogos. Dentre elas, a compensação da jornada de trabalho que ficou em aberto. A reposição tem que acontecer no mesmo mês e pode ser acordada tanto verbalmente como por escrito.

Outra possibilidade é para aqueles trabalhadores que têm banco de horas em seu trabalho. Nesse caso, se eles tiverem horas sobrando, eles podem deixar de trabalhar no dia que o Brasil for jogar. Caso não tiverem horas sobrando, eles podem repor de várias formas, dependendo do modelo acordado na empresa.

Fonte: Metrópoles, Money times

Imagens: ESPN, R7, Buscapé 

Polícia intima grávida falecida há dois meses a depor

Previous article

Estudo aponta que chocolate contribui com bem-estar de idosos com câncer

Next article

Comments

Comments are closed.