Notícias

Criminoso desiste de aplicar golpe do PIX e flerta com vítima por rede social

0

Uma estudante de Bauru, no interior de São Paulo, sofreu uma tentativa de golpe, mas também acabou recebendo flertes do próprio criminoso. Na ocasião, ele desistiu do roubo e mandou cantadas para a vítima ao se encantar por sua foto de perfil na rede social.

Instagram /Reprodução

Em entrevista ao g1, Priscila Campolim de Campos contou que percebeu que se tratava de um golpe de imediato pela forma como a mensagem que recebeu foi escrita. Nela, o criminoso tentou se passar por um representante de um banco.

“Meu contato é referente a uma transação aprovada em meu sistema no valor de R$ 2.769,93 às 13h32. Caso tenha o reconhecimento desta transação digite SIM, caso desconheça digite NÃO”, dizia a mensagem.

Então, a estudante mandou a primeira mensagem já com o objetivo de mostrar ao criminoso do outro lado do celular que ela sabia que se tratava de um golpe. Irritado com a situação, o golpista retrucou e afirmou ter clonado o cartão da vítima pelo menos duas vezes. “Sei tudo seu”, disse.

Surpreendida, Priscila explicou que, na sequência, o golpista enviou uma série de informações pessoais dela por mensagem. Logo, apesar do medo, ela decidiu agir diferente para descobrir como o golpista conseguiu acesso às informações. A estudante perguntou: “de onde tu pegou essas informações?”.

“Eu não sabia que ele tinha acesso a tudo isso de informação, nem o meu NIS eu sabia, mas ele tinha o número”, lembra Priscila. Além disso, o golpista ainda afirma que a estudante é vendedora. Porém, ela desmentiu novamente ao contar que não trabalha mais na área.

Flerte

Logo depois, Priscila se espantou com a primeira cantada que o criminoso enviou. “Nossa Pri. Mas você é uma gatinha hein. Manda uma foto sua para eu ver. Pri, vem se envolver ‘bb'”, flertou o criminoso. Ao perceber que poderia evitar um golpe, a estudante cumpriu o pedido e enviou uma foto ao criminoso, que recuou com sua ideia inicial.

Golpe vira flerte

Priscila Campolim de Campos/Arquivo pessoal

“Você é loirinha mesmo. Jesus amado, até largo o golpe para ficar com você. Desculpa aí amiga. ‘Nóis’ tá na luta. Não sabe quem é quem. Você tem entendimento. PIX tá bloqueando. Civil tá atrás. Tá puxado”, recua por mensagem.

O golpista ainda finalizou a conversa deixando um alerta para a estudante. “Avisa a família que ‘nóis’ ‘tamo’ na city, para tomar cuidado tá bom. Fica com Deus amiga, desculpa qualquer coisa. Agora vou pro próximo. Quem sabe alguém faz o PIX hoje”, conclui.

“Eu não esperava essa reação dele, achei que ele não fosse nem me responder. Não nos falamos mais, mas fica o alerta porque muitas pessoas caem nesse tipo de golpe, mesmo sendo comum. Então tomem cuidado”, pede a estudante.

Humor no crime

Em casos como o de Priscila, é possível passar por um crime e sair rindo. Além dela, muitos outros tiveram essa experiência.

Dinheiro falso

Em 2011, Michael Anthony Fuller, de 53 anos, da Carolina do Norte, EUA, entrou em uma loja do Walmart e comprou um aspirador de pó e um micro-ondas por US$ 476. Até agora nada de errado com isso, certo? Bem, Michael tentou pagar suas compras usando uma nota de um milhão de dólares de Monopoly.

Então, depois de exigir o troco de US$ 999.524 do caixa, a polícia foi prontamente chamada e ele foi preso. Ele foi acusado de tentar obter propriedade por falsos pretextos com uma fiança de US$ 97.500.

Redes sociais

Em 2015, Christopher Wallace, um jovem criminoso de 24 anos do Maine, EUA, estava fugindo da polícia após supostamente roubar equipamentos de cozinha. Tendo escapado com sucesso da polícia por semanas, ele começou a ficar arrogante, postando no Snapchat que estava em casa se escondendo da polícia. Ao ver isso, alguns de seus seguidores alertaram a polícia, que então foi revistar sua casa.

Infelizmente, apesar da denúncia, a polícia não teve sorte em encontrá-lo e cancelou a busca. Foi quando Christopher postou novamente dizendo que a polícia estava em sua casa e ele estava escondido em um armário. A polícia foi alertada novamente e vasculhou armários para encontrar panelas, frigideiras e um par de pés. Christopher foi preso.

Fonte: G1

Cidade holandesa proíbe propaganda de carne

Artigo anterior

Viviane Araújo e Guilherme Militão mostram fotos do filho Joaquim

Próximo artigo