Entretenimento

Curiosidades sobre Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr. que você não conhecia

0

10 Curiosidades sobre Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr.

Foto: Reprodução

1. Local de nascimento
Com uma forte ligação em Santos, e por sempre ter levado o nome da cidade em seus shows e canções, muitos acreditam que Chorão teria nascido na baixada santista. O eterno vocalista do Charlie Brown Jr, que faleceu no dia 6 de março de 2013, é natural de São Paulo. O artista foi residir no litoral apenas em sua adolescência, após o término de seus pais. 

2. Apelido
Alexandre Magno Abrão, vulgo ‘Chorão’, ganhou esse apelido nos anos 80 pelo skatista Fabio Bolota durante algumas sessões de skate no Ibirapuera. O apelido foi dado a Alexandre porque era de costume do rapaz ficar de canto e com cara de choro ao errar algumas manobras. Mediante aos erros e à reação, Bolota o incentivou a parar de ficar triste e colocou o apelido no cara.
3. Primeira experiência como vocalistaChorão sempre teve o sonho de ter uma banda, pois queria tocar nos campeonatos de skate. Entretanto, até então, ele não tinha a mínima intenção de levar a música para o lado profissional.

Certo dia, ao ver um show em Santos, percebeu que o vocalista da banda precisou ir ao banheiro e se ausentar do palco por um certo período de tempo. Chorão se aproveitou da brecha que surgiu, subiu ao palco e pediu para que a banda puxasse uma musica com nome ”War Inside My Head”, de uma banda chamada Suicidal Tendencies. Mediante ao pedido atendido, um dos maiores vocalistas do rock nacional de todos os tempos soltou a voz e encantou o público presente.

O fato curioso dessa ocasião é que assim que o vocalista original da banca que se apresentava voltou, o público não queria mais ele, pois ficaram impressionados com a voz de Chorão nos vocais. Foi ai que começaram a gritar seu nome para que permanecesse como frontman.

4. Metaleiro

Naquele mesmo dia em que a oportunidade de soltar a voz em público surgiu e ele teve a chance de mostrar o seu talento, Chorão passou a ter um papel diferente do que faria posteriormente com o Charlie Brown Jr.

Após sua primeira apresentação, o artista foi convidado para ser vocalista de uma banda de metal e acabou tendo sua primeira chance concreta. A banda responsável pelo convite tinha musicas somente em inglês e se chamava ‘What’s Up’.

5. O nome Charlie Brown Jr.

Quando a banda “What’s Up” se desfez, Chorão decidiu que criaria sua própria banda, mas ainda não tinha nenhuma ideia de nomes. Certo dia, durante uma forte chuva em Santos, o vocalista acabou perdendo o controle do seu carro, derrapou e consequentemente, acabou se chocando contra uma barraca de coco cujo nome era ‘Charlie Brown’.

Na concepção de Chorão, este foi, para ele, o grande sinal para batizar sua banda que viria a ser criada.  Posteriormente, ele adicionou o ‘Jr’, pois acreditava que sua banda, recém formada, era os juniores de uma grande era do Rock Nacional dos anos 80 e 90.  E assim nasceu o Charlie Brown Jr.

6. Dificuldades do início

Para que Charlie Brown Jr acontecesse, Chorão passou por varias situações difíceis. Foi despejado de uma pequena casa onde morava e chegou a passar fome, conforme relata a música ‘Confisco’. Em certo período, teve que vender algumas coisas da casa de seu pai para poder arcar com os custos da fita demo, instrumentos e etc.


7. Fez um filme

Alexandre, que era mais conhecido como Chorão, era apaixonado por artes das mais diversas formas, entre elas, o cinema. O próprio vocalista era quem comandava alguns clipes do Charlie Brown Jr.

Devido à sua paixão pelo cinema, Chorão acabou escrevendo um filme, op qual foi nomeado como ‘O Magnata’, lançado em 2007 e que foi dirigido por Johnny Araújo.

O filme conta a historia do personagem Magnata, um rockstar que era de uma família bem rica, que por causa de traumas da infância devido ao casamento complicado de seus pais, ele acaba se envolvendo em situações que causam grandes consequência em sua vida pessoal.

O personagem principal do filme escrito por Chorão foi interpretado por Paulo Vilhena. Posteriormente, o artista escreveu um segundo filme, ‘O Cobrador’. O roteiro deste último está nas mãos de seu filho, Alexandre.

8. Polêmicas

Chorão passou por alguns momentos conturbados que deixaram marca em sua carreira, como quando se envolveu em um acidente de carro em Santos.

Porém, o episódio mais polêmico aconteceu quando Chorão deu um soco e uma cabeçada em Marcelo Camelo, vocalista do Los Hermanos, no aeroporto de Fortaleza.

Segundo Camelo, vocalista da banda Los Hermanos, houve um mal entendido, por parte de Chorão, devido a uma entrevista sua para uma revista. Na ocasião, ele teria falado sobre um comercial de TV, para um marca de refrigerante, que foi estrelado pelo Chorão.

9. Solidário em silêncio

Em toda sua carreira, Chorão apadrinhou diversos projetos sociais e ajudou bastante os mais necessitados, porém sempre fez questão que essas boas ações não fossem divulgadas. Prova disso é que muitas delas só vieram à tona depois de sua morte.

Dentre os projetos sociais que contaram com a ajuda do artista estão as diversas ONGs que tiram crianças das ruas e as levam para o esporte e o custeamento para a compra de próteses mecânicas e cadeiras de rodas para pessoas que não tinham condições.

Por diversas vezes, Chorão abria mão de alguns cachês de shows para que esse dinheiro pudesse ser revertidos para as comunidades carentes pelas cidades que passava. Estes são só alguns pontos, dentre tantos outros, que o músico fez em prol de diversas comunidades ao longo do território nacional.

Seu maior ato solidário foi quando ele arcou, com toda a parte financeira, na construção de um prédio no Hospital do Câncer de Barretos, conhecido atualmente como Hospital de Amor. O compartimento do prédio que foi custeado por Chorão é onde ficam alojados os motoristas que transportam os pacientes do hospital.

Esta ação teve um significado especial para Alexandre, pois o bloco que ele ajudou a construir carrega o nome do seu pai, Geraldo Abrão de Jesus, que veio a falecer de câncer.

10. Vida pessoal

É de conhecimento público que Chorão era primo da apresentadora Sônia Abrão. O que muitos não sabem é que Marcelo Nova, vocalista da Banda Camisa de Vênus, foi padrinho de casamento de Chorão em sua união com a estilista Graziela Gonçalves, em 2003.

Fonte: Cultura Uol

O que realmente aconteceu com Amelia Earhart?

Matéria anterior

4 perguntas que você deve se fazer antes de começar uma aposta esportiva

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos