Fatos NerdNotícias

Dick Grayson, o Asa Noturna, mata o Universo DC em novo quadrinho

0

O primeiro Robin, detentor do manto do Batman por um tempo e atual Asa Noturna, Dick Grayson é, provavelmente, um dos mais puros e verdadeiros heróis do universo DC Comics. O que então poderia motivá-lo a, não apenas se posicionar contra seus amigos super-herói, mas também caçar e matar todos eles? Essa é uma questão a ser explorada em Nightwing: The New Order, nova minissérie elseworld escrita por Kyle Higgins e desenhada por Trevor McCarthy.

A notícia foi divulgada pelo site americano Screen Rant, no qual eles alegam que a história é sobre “um mundo futuro, onde superpoderes foram eliminados e proibidos por lei”. No centro da trama encontra-se Dick Grayson e sua equipe de seguidores, os quais perseguiram e eliminaram pessoas com habilidades meta-humanas. Em entrevista ao site, o roteirista Kyle Higgins comenta que ele sempre gostou de quadrinhos da DC que mostravam personagens queridos por todos e os colocavam em situações aterrorizantes, trabalhando questões morais e problemas que não fossem tão simples de serem resolvidos. “Ultimamente, essas histórias dizem algo sobre nosso próprio mundo. E é isto que buscamos fazer com a série do Asa Noturna, através dos olhos de uma futura geração de heróis”, explica Higgins.

A intenção pode até ser boa, mas a recepção dos fãs ficou longe disso. Muitos leitores e admiradores, tanto da DC quanto do personagem, receberam a notícia com certa irritação e parte disso se deve ao fato da atual posição da Marvel com Capitão América, já que a editora transformou um de seus maiores ícones do heroísmo em um grande vilão. Entretanto, apesar de lembrar alguns pontos, New World Order está bem distante de ser um Império Secreto. Para começar, a trama da DC é uma elseworld – ou seja, são cenários possíveis, porém, nenhum de seus acontecimentos afetará o universo regular da principal linha editorial. O oposto da Marvel.

Neste universo, Asa Noturna não será retratado como um vilão, Higgins explica: “Seu amor, otimismo e crença nas pessoas é algo inigualável. Por isso que é tão inquietante o fato de que daqui a vinte anos ele se tornará o rosto da proibição de poderes meta-humanos. Como alguém como ele chegou a esse ponto? O que ele perdeu? Quão ruim o mundo se tornou? E quão melhor está agora? Realmente está é uma história sobre como as pessoas boas podem vir a acreditar em coisas terríveis. É um olhar para um possível futuro do Universo DC. ” Para finalizar e tentar acalmar de uma vez por todas a indignação dos fãs, Kyle Higgins postou em seu Twitter: “Para todos que estão me twittando, Asa Noturna não sairá por ai matando pessoas. Ele não cometeu genocídio. Isso não é sobre o que os quadrinhos tratam”.

Para quem ainda não está familiarizado com quadrinhos elseworlds, são histórias que frenquentemente exploram realidades alternativas para os heróis. A DC Comics possui diversos títulos nessa linha, alguns como Superman: Entre a Foice e o Martelo e Reino do Amanhã se tornaram clássicos no meio. O que você acha dessa história? Está animado para conferir? Ou acredita que isso pode causar sérios problemas para a editora? Compartilhe sua opinião com a gente.

7 maneiras de melhorar a maneira que você faz contas de cabeça

Matéria anterior

10 imagens de Marte como você nunca viu

Próxima matéria

Mais em Fatos Nerd

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.