• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

É verdade que o governo vai implantar um chip de identificação em todos os brasileiros?

POR Rafael Miranda    EM Ciência e Tecnologia      15/04/15 às 17h48

Estão espalhando um boato nas redes sociais de que  a presidente Dilma Rousseff teria sancionado uma lei obrigando o uso de um chip de identificação em todos os brasileiros. Será verdade? De acordo com o texto, acompanhado de um vídeo de um pronunciamento da própria presidente, Dilma teria afirmado que todos os brasileiros passariam a ser identificados unicamente através de um chip, que seria implantado sob a pele.

Claro que não. Dilma não sancionou nenhuma lei sobre o implante de microchips nos brasileiros. O que ela está falando no discurso mostrado no vídeo é a respeito de um novo documento de identificação que substituirá o RG até 2019, segundo o Governo Federal. O novo cartão se chama Registro de Identidade Civil (RIC) e possui, sim, um chip interno (semelhante ao que muitos brasileiros possuem em seus bilhetes usados para se pagar passagens de ônibus) onde serão gravadas diversas informações do cidadão, tais como nome, sexo, data de nascimento, impressão digital, foto, filiação, assinatura, data de expedição e de validade.

Ficou na promessa

13

O documento chegou a ser lançado oficialmente no dia 30 de dezembro de 2010, os primeiros cartões foram distribuídos em sete cidades: Brasília(Distrito Federal), Rio de Janeiro (Rio de Janeiro), Salvador (Bahia), Hidrolândia (Goiás), Ilha de Itamaracá (Pernambuco), Nísia Floresta (Rio Grande do Norte) e Rio Sono (Tocantins). Depois dessa primeira fase, o projeto foi suspenso sem data para ser retomado. Uma lei aprovada em 1997 previa o Registro de Identidade Civil (RIC), uma carteira de identidade nacional.

Biochip para fins de identificação já são usados ao redor do mundo

16

Em um edifício comercial em Estocolmo, na Suécia, cerca de 400 pessoas que possuem acesso às empresas instaladas no local já são identificadas apenas com um chip instalado sob a pele. Para chegar ao escritório, e até acionar a máquina de fotocópia, os funcionários precisam aproximar a mão do leitor de chips. A novidade faz parte de um projeto organizado por um grupo cibernético sueco.

O objetivo é que esses chips se tornem um tipo de identidade virtual, que possibilite logar a computadores ou até mesmo realizar pagamentos apenas com um toque da mão. A tecnologia usada na Suécia é RFID (identificador de radiofrequência) e promove a interação com os sistemas utilizados nas empresas.

Perigos do biochip

15

Especialistas em segurança estão alertando contra o uso de RFID para autenticação de pessoas devido ao risco de roubo de identidade. Seria possível, por exemplo, alguém roubar a identidade de uma pessoa em tempo real. Devido a alto custo, seria praticamente impossível se proteger contra esses ataques, pois seriam necessários protocolos muito complexos para saber a distância do chip.

 

 

Próxima Matéria
Rafael Miranda
Criando forças para segurar o forninho de cada dia. Instagram: @rafaelmiranda17
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+