Júpiter é o quinto planeta em nosso Sistema Solar. Ao menos era. Na verdade, o que acontece é que o planeta é tão grande, mas tão grande que de fato não orbita o Sol. Com uma massa 2,5 maior que a de todos os outros planetas do sistema solar juntos, o planeta é grande o suficiente para que o centro da gravidade entre ele e o Sol não fique dentro do sol.

Ao invés disso, ele está localizado em um ponto no espaço acima da superfície de Sol. Quando um objeto menor orbita um outro maior no espaço, ele não viaja em um círculo perfeito ao redor do maior. No caso, ambos os objetos orbitam um centro de gravidade combinado.

Como tudo funciona?

Publicidade
continue a leitura

A Terra, por exemplo, orbita o Sol, que é muito maior do que ela. Seu centro de gravidade fica tão próximo do centro do Sol que o impacto desse fenômeno é insignificante. Como o Sol é maior, ele parece não se mover e a Terra então "desenha" um círculo ao seu redor.

Quando a Estação Espacial Internacional (EEI) está orbitando a Terra, tanto a Terra quanto a EEI orbitam seu centro de gravidade combinado. Porém, por este centro de gravidade ser tão próximo do centro da Terra, o movimento do planeta ao redor de tal ponto é quase impossível de ser percebido. Assim a EEI "desenha" um círculo quase perfeito ao redor do nosso planeta.

Publicidade
continue a leitura

E isso também acontece quando a maioria dos planetas orbitam o Sol. O Sol é muito maior do que a Terra, Vênus, Mercúrio e até mesmo Saturno, tanto que os centros de suas massa com o Sol estão todos dentro da própria estrela. O que não ocorre no caso de Júpiter.

O gigante gasoso é tão grande que o centro de sua massa com o Sol está a 1,07 raios solares do meio do sol ou 7% de um raio de Sol acima da superfície do Sol. Ambos então, Sol e Júpiter, orbitam em torno desse ponto no espaço. Como pode ser visto na imagem acima, produzida pela NASA, e que ilustra exatamente como tudo ocorre.

Publicidade
continue a leitura

Em essência, apesar de Júpiter ainda ser muito pequeno em relação ao Sol, essa é a maneira como ele se movimenta no espaço. Então, na próxima vez que a órbita dos planetas surgir em uma conversa com seus amigos, você pode surpreendê-los ao dizer que Júpiter não orbita o Sol.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Publicado em: 07/11/18 18h58