internet é um sistema global de redes de computadores interligadas, que utilizam um conjunto próprio de protocolos (Internet Protocol Suite ou TCP/IP), com o propósito de servir progressivamente usuários no mundo inteiro. É uma rede de várias outras redes, que consiste de milhões de empresas privadas, públicas, acadêmicas e de governos, com alcance local e global e que está ligada por uma ampla variedade de tecnologias de rede eletrônica, sem fio e ópticas.

Com o passar dos anos, a internet foi se popularizando cada vez mais. Mas ainda não é possível, termos uma internet quântica. Há mais de 20 anos, os pesquisadores tentam criar uma rede quântica. E a maior dificuldade que eles tiveram, até hoje, é em enviar sinais quânticos por grandes distâncias sem perda.

Desde as primeiras tecnologias da informação, como o telégrafo, até a internet de fibra ótica, os sinais se degradam e se perdem, quando são transmitidos em longas distâncias. Exatamente por esse problema é que, na metade dos anos 1800, os repetidores foram inventados.

Depois de 200 anos, a técnica é usada nas comunicações de longa distância. Para que os erros sejam amplificados e corrigidos. O ruim desse processo é que ele é vulnerável a ataques.

Mas os pesquisadores e autoridades dos EUA estão formando os fundamentos para uma internet quântica intransponível e virtualmente não hackeável. Ela será baseada nos princípios da nova tecnologia de computação quântica.

Publicidade
continue a leitura

Essa estratégia da nova internet foi apresentada na quinta-feira da semana passada, pelo Departamento de Energia dos EUA (DOE, sigla em inglês) em um relatório. No documento, ele fundamenta o projeto da criação de uma internet quântica, que usa a mecânica quântica para que os dados sejam inalcançáveis para os hackers.

Nova internet

Os pesquisadores estão trabalhando em conjunto com a Universidade de Chicago. E o objetivo é criar um protótipo disso em dez anos. Tanto os pesquisadores do Departamento de Energia dos EUA quanto a universidade projetaram um loop quântico de 83 quilômetros no começo desse ano.

Publicidade
continue a leitura

O objetivo é desenvolver uma rede quântica separada e com uma segurança maior. A internet quântica é uma rede que se baseia nos princípios de envio e recebimento de partículas subatômicas ou do emaranhamento quântico.

"O fundamento das redes quânticas baseia-se em nossa capacidade de sintetizar e manipular com precisão a matéria na escala atômica. Incluindo o controle de fótons individuais", disse David Awschalom, professor da Universidade de Chicago e cientista sênior do Laboratório Nacional Argonne.

Essa complexidade da transmissão de informações quânticas é muito grande para ser desembaralhadas. Por isso, o propósito é criar uma rede que seja impossível de ser hackeada.

"Os cientistas planejam usar essa característica para criar redes praticamente inatacáveis", informou o Departamento de Energia.

Publicidade
continue a leitura

Uso

A princípio, essa internet quântica seria usada para assuntos de segurança nacional, comunicação entre aeronaves. E também pelo setor bancário e pelos serviços de saúde. E os 17 laboratórios nacionais da agência vão servir como espinha dorsal para essa internet quântica. Que está tendo o financiamento inicial do governo.

E depois, em um futuro, essa rede quântica pode ser colocada nos celulares para ter um uso mundial e mais amplo.

Publicado em: 27/07/20 15h29