Curiosidades

Estudo mostra que casais que se zoam são bem mais felizes

0

Muitas pessoas têm o sonho de ter um relacionamento, mas nem sempre ele resulta em uma relação saudável ou duradoura. No entanto, existem casais que parecem ser mais felizes do que outros, e isso não é somente uma percepção de “a grama do vizinho é mais verde”.

Outra máxima popular diz que rir é o melhor remédio. E esse ponto é uma realidade para além da saúde. De acordo com um estudo feito por psicólogos da Universidade Luterana de Halle-Wittenberg, na Alemanha, o riso também é um fator determinante para os casais.

Esse estudo mostrou que os relacionamentos que “dão certo” têm brincadeiras e zoações entre os casais. Ou seja, aqueles que riem de si próprios junto com seu parceiro ou parceira tem uma propensão maior de ser feliz.

Relação bem humorada

Hypeness

No entanto, essa zoação tem limites. Claro que ela não pode ser abusos ou bullying, mas sim levar a relação com um bom humor e leveza no cotidiano do casal. Segundo os pesquisadores, as pessoas que têm um medo de serem ridicularizadas acabam confiando menos em seus parceiros e trocam menos dentro do próprio relacionamento.

Além da felicidade dos casais, essa falta de humor e brincadeiras entre os dois pode se refletir também na satisfação sexual.

Por mais que não seja garantia, encontrar uma pessoa parecida geralmente faz com que os envolvidos no casal tenham mais assunto e consequentemente mais felicidade. Portanto, a palavra chave desse estudo é compatibilidade.

Entretanto, o estudo faz um alerta de que mesmo que os casais sejam muito felizes, o confronto é fundamental na vida deles. Além disso, se uma das partes não gostar de ter um tratamento bem-humorado o relacionamento pode estar fadado a ter problemas.

Essas conclusões foram feitas se baseando no estudo feito com 154 casais heterossexuais da Alemanha. Embora o método tenha sido restrito, chegar à conclusão de que o humor é uma peça fundamental para a saúde de qualquer relacionamento não é uma coisa tão difícil.

Casais mais felizes

Catraca livre

O humor pode ser um dos pilares importantes para a felicidade de um casal e deixar a relação deles mais feliz quando comparado a outros casais. No entanto, ele parece não ser o suficiente para fazer com que os casais heterossexuais tenham a relação mais feliz de todas.

Isso porque, segundo duas pesquisas divulgadas pela revista científica Developmental Psychology, elas concluíram que os casais homossexuais têm uma tendência a serem mais felizes do que os casais heterossexuais.

Um desses estudos também revelou que os gays têm uma tendência maior a serem mais comprometidos com o relacionamento do que os héteros.

O primeiro estudo foi feito pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos. Segundo ele, os casais homossexuais estão mais satisfeitos, independentemente se o casamento para eles for ou não legalizado. Essa realidade é vista por conta da pressão que os casais heterossexuais sofrem, e tem como consequência as pessoas optando por ficarem juntas mesmo se elas não estiverem felizes naquela relação. Quem observou isso foi Kimberly Balsan, a líder desse estudo.

A Universidade de Washington, também nos Estados Unidos, fez o segundo estudo. Ele foi feito através da análise dos casais. Como resultado, observou-se que as pessoas do mesmo sexo são igualmente comprometidas como os heterossexuais.

Ao todo, o estudo observou 442 casais, sendo 30 casais gays, 30 casais lésbicos e 50 héteros, durante três anos. Esse estudo também acompanhou 40 casais idosos e outras formas de namoro. Para conseguir chegar em uma conclusão, os pesquisadores se basearam nas repostas dadas pelos participantes nos questionários e também na observação entre os casais durante uma sessão de laboratório. Com isso, eles chegaram à conclusão de que as lésbicas tiveram uma sintonia maior do que os héteros.

Fonte: Hypeness, Observatório IG

Imagens: Hypeness, Catraca livre

Homem realiza sonho de ‘virar lobo’ no Japão e gasta mais de R$120 mil

Artigo anterior

História de influenciador brasileiro e seu cachorro que morreram virará filme

Próximo artigo