Curiosidades

Por que os casais começam a ficar “iguais” com o tempo?

0

Dizem por aí que os opostos se atraem! Muitos discordam dessa frase, enquanto outros realmente acreditam que para um casal dar certo, um tem que completar o outro. Por isso, acabam procurando por pessoas com diferenças para servirem como uma “extensão” do seu próprio corpo, da sua personalidade. No entanto, é mais comum ver casais que se parecem do que casais realmente diferentes em vários pontos.

Realmente é mais fácil lidar com alguém parecido, que goste das mesmas coisas, pois assim é mais fácil planejar uma viagem, jantar em um restaurante de culinária específica, assistir a um show ou até mesmo na hora de escolher um simples filme para passar a noite em casa.

Esse assunto sempre causa divergência de pensamentos e as pessoas ficam divididas. Então, aprofundando um pouco mais, a semelhança dos casais com o passar dos anos deixa de ser apenas psicológica ou comportamental, ou seja, ela se torna física.

Você já reparou que, de fato, casais que estão juntos há muito tempo e se amam bastante, também se parecem fisicamente? O formato do rosto e outras partes do corpo chamam muito a atenção por causa de sua semelhança. Cientistas já estudaram isso e podem afirmar que essa questão é complexa e vai muito além de uma simples atração.

Estudo com casais que se parecem fisicamente com o passar dos anos

Quando paramos para observar os casais que se amam bastante e estão juntos por anos, podemos notar algumas semelhanças físicas, ou seja, eles se parecem entre si. Então é comum imaginar que trata-se apenas de uma escolha certeira, que eles se escolheram por serem parecidos. Mas eles não se amam muito porque se parecem.

Alguns cientistas que estudam esse tipo de situação descobriram que esse fator vai um pouco além de uma simples atração. Ultrapassa ainda a opção inicial. Quanto mais tempo ficamos com alguém, ou seja, namoramos uma pessoa, mais ficamos parecidos com eles.

A conclusão quanto ao assunto vem de um estudo clássico em que os estudantes universitários foram convidados a analisar fotografias de casais. Esses eram supostamente noivos ou estavam juntos há 25 anos. Os estudantes notaram dois rostos de cada vez e foram convidados a avaliar o quão parecidos eram cada casal.

Enquanto isso, em outros casos eram apenas fotos de duas pessoas aleatórias, com idades semelhantes, apenas para nível de comparação. Diante disso, os pesquisadores descobriram que os participante classificaram os rostos dos casais por mais tempo como os mais semelhantes do que os de casais com menos tempo de relacionamento.

Sendo assim, as pessoas mais parecidas eram as que estavam há mais tempo juntas, de fato. Além disso, outro lado curioso foi obtido nesse trabalho: os rostos que foram considerados mais parecidos pertenceram aos casais que mais relataram estar felizes com o relacionamento.

Mas por que isso acontece?

Os pesquisadores não conseguiram chegar a uma conclusão concreta a respeito do assunto, mas que esse fato estaria relacionado a uma questão de empatia. A ideia é que os casais sentem empatia uns com os outros e, desta forma, acabam “compartilhando” seus estados emocionais.

Então, compartilhando as emoções, acabam compartilhando as expressões faciais. Todo o mecanismo aumentaria de forma natural a semelhança física. Por exemplo: quando movemos os músculos faciais da mesma forma por anos, ficamos com as rugas em determinados pontos do rosto. Assim acontece com os parceiros que imitam nossas expressões.

De acordo com os estudiosos, a semelhança física entre os casais pode estar ligada ao fato de ambos morarem juntos, comerem o mesmo tipo de coisa, terem hábitos similares, etc.

Fonte: Mulher

Veja 7 mistérios espaciais que são inexplicáveis

Artigo anterior

Conheça a musica que durará 639 anos

Próximo artigo