Faz mal beber água da chuva ou do ar condicionado?

POR A redação    EM Mistérios & Horror      23/09/15 às 19h54

Para os dias quentes, até que não seria uma má ideia se deliciar com um banho de chuva e beber um pouco dessa maravilha que a natureza nos traz. Agora imagine quando levamos um baita pingo-d"água na cabeça vindo de aparelhos de ar-condicionado nos prédios?

Para quem não sabe, a água que está na superfície da Terra, ao ser aquecida pelo calor do Sol, evapora e se mistura com o ar. No alto da atmosfera o ar é muito frio. Nessa região o vapor de água se condensa, formando pequenas gotinhas de água ou minúsculos cristaizinhos de gelo que flutuam no ar, dando origem às nuvens. Com o tempo, a água tende a condensar cada vez mais, aumentando o tamanho das gotinhas. Quando o peso não lhes permite mais ficarem suspensas, as gotas de água caem de volta para a superfície da Terra, e formam as gotas de chuva!

Mas a pergunta que não quer calar: faz mal beber água da chuva e do ar condicionado?

Chuva

Banho-de-chuva-Atual-Estetica
Podemos beber água da chuva, mas não é a opção mais saudável. Como as gotinhas se formam na atmosfera, elas captam todos os gases que estão ao redor, até mesmo os que formam poluição como amônio (decomposição de matéria orgânica), espécies de nitrato, sulfato e ácidos orgânicos emitidos pela queima de combustíveis.

Além disso, a água traz consigo poeira e fuligem (fumaça preta) que encontra pelo caminho ao cair. Mas esse tipo de chuva é mais comum em cidades grandes. No campo, em geral, é rica em cálcio e potássio que vêm da evaporação do solo. Já onde há praia, tem sódio, que evapora com o sal do mar.

Beber chuva não faz mal para o sistema digestivo, mesmo que seja da cidade. Em geral, os elementos poluentes prejudicam mais se forem inalados, atacando o sistema respiratório. O maior perigo é a forma como a água é coletada. Se passar pelo telhado, por exemplo, pode trazer fezes de pássaros e demais sujeiras que estiverem por lá. Ou seja, é bom evitar a água que cai do céu em cidades grandes e poluídas. Mas, se não tiver alternativa e desde que não faça disso um hábito, pode beber!

Ar condicionado

Splits-1.jpgGLOBOSão milhares desses equipamentos produzindo certa quantidade de água que tem como destinos as calçadas das cidades ou as cabeças dos cidadãos. Nos atuais modelos split, o gotejamento é menor, mas existe em um compartimento para drenagem. Será que essa água poderia ser aproveitada para outros fins mais úteis, por exemplo, para o consumo humano?

A verdade é que, a maior parte do gotejamento do ar-condicionado é apenas de vapor de água condensada que vem do ar do interior dos edifícios. Os aparelhos são projetados para drenar essa água na parte de trás, fazendo com que ela escorra para fora.

Na maioria dos aspectos, essa água é como a da chuva (que também se forma pelo vapor de água condensado) ou da umidade que se acumula por fora da lata de refrigerante gelado, não representando grandes riscos. No entanto, em casos raros, pequenas quantidades de água podem ficar estagnadas no interior do ar condicionador, tornando-se um meio fértil para as bactérias.

A verdade é que de vez em quando, beber água da chuva ou do ar condicionado, não faz mal à ninguém. Mas não faça disso uma rotina. Afinal, como é bom tomar banho de chuva, não é mesmo?

Fonte: Galileu 

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+