EntretenimentoSem categoria

A história de como esse pai criou sua filha vai te arrepiar

0

Nascer com uma deficiência e conviver com ela, é algo que apenas quem passa por essa situação pode entender, principalmente no que se trata de uma vida cheia de dificuldades, além da própria deficiência. O preconceito, problemas em se comunicar e ter uma vida “normal”, são exemplos de marginalização dessas pessoas. Que nada mais são do que diferentes, que possuem suas próprias características, coisa que não pode ser considerada defeito.

Outra coisa extremamente difícil é ser pai/mãe/responsável. Criar, cuidar, ensinar… uma pessoa a viver, a como viver, ajudá-la a se tornar uma boa pessoa, um cidadão de bem. A levar sua vida da melhor maneira possível. A ajudar as pessoas, a não ser egoísta, a enxergar o mundo muito além do material. A ter sucesso, a não cometer os mesmo erros que você – coisa que fará, da  própria maneira.

Ambas situações são complexas, exigem maturidade, paciência, conhecimento e aceitação. Claro, isso seria o ideal, mas quando se trata de ser humano, não é bem assim que as coisas funcionam. Se elas já são complicadas, cada uma em seu patamar, imaginem uni-las. Mais que isso, pensem em um homem, surdo, pai, solteiro, com uma filha adolescente. Sim, essa seria a combinação do inferno para qualquer pessoa sensata.

Não para esse pai. Apesar da pobreza, das dificuldades da vida, das que mencionamos anteriormente e das quantas mais você for capaz de imaginar, esse homem alegre fez o que pôde parar mostrar à sua filha que a vida é bonita, mesmo com todas as “pedras no meio do caminho”.

Confira essa bela e reflexiva história no vídeo a baixo:

Legenda do vídeo:

Eu quero um pai melhor.

Alguém que não é surdo-mudo.

Pai surdo e burro.

Um pai como qualquer outro.

Pai surdo e burro.

Um pai que possa ouvir meus sonhos e medos.

Um pai que fala. Que me entenda.

Por favor, não deixe nada acontecer com minha filha.

Tenho dinheiro. Tenho casa. Pegue tudo.

Minha filha não pode morrer!

Coma mais querida, isso ajuda você a crescer.

Preste atenção na aula.

Hoje é o aniversário da minha filha.

Feliz aniversário! Muitas felicidades. Amor, papai.

Eu nasci surdo-mudo*.

Me desculpe por isso.

Não posso falar como os outros pais, mas eu quero…

que saiba que te amo de todo o coração.

Use o meu sangue.

Não existem pais perfeitos.

Mas um pai sempre amará perfeitamente.

Lembre-se de cuidar daqueles que cuidam de você!

Esse vídeo é um um comercial tailandês, conhecido como storytelling. Apesar de, aparentemente, não ser uma história real, nos faz repensar algumas vezes sobre o valor que damos às pessoas que são importantes em nossas vidas. O esforço que elas fazem, independentemente de suas próprias dificuldades, quebrando barreiras para estar ao nosso lado e nos proporcionar o melhor da vida. Principalmente, quando se trata de nossos pais.

*O termo surdo-mudo é incorreto, devido ao fato de que, apesar de algumas pessoas não poderem falar, ainda emitem sons.

Então pessoal, o que acharam dessa história? Comovente ou não? Quais outras vocês conhecem? Gostariam de compartilhar alguma com a gente? Encontraram algum erro na matéria? Ficaram com dúvidas? Possuem sugestões? Não se esqueçam de comentar!

7 coisas que Jesus nunca disse mas você acreditou que sim

Artigo anterior

A história que ninguém nunca te contou sobre o Nazismo

Próximo artigo