Notícias

Humorista brasileiro viraliza após entrevista no aeroporto de Lisboa

0

Um humorista brasileiro fez sucesso ao ser entrevistado no último sábado (2). Na ocasião, Adbías Melo viralizou após responder perguntas no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, em meio ao caos nos aeroportos da Europa, considerando a greve de trabalhadores de duas companhias aéreas.

Assim, quando a jornalista da emissora RTP perguntou sobre sua situação, o humorista e empresário diz “estar com a mesma cueca faz 6 dias”. “Eu não tomei banho, tô fedendo. Um absurdo. Meu sovaco está fedendo. E eles não fazem nada. Simplesmente falam assim: ‘vamos resolver’. Aí, botam um voo, dá o cartão de embarque, cancela. Eu só consigo fazer cocô em casa. Eu tô preso, sem fazer cocô”, contou.

Dessa forma, o próprio humorista falou com a jornalista depois da entrada ao vivo e também se desculpou caso tivesse lhe causado algum constrangimento. Em suas redes sociais, Adbías havia publicado um vídeo em que reclamava em um guichê, reproduzindo as mesmas frases em tom de deboche.

A entrevista com o humorista gerou várias reações nas redes sociais, tanto com celebridades quanto com anônimos reproduzindo e dublando o vídeo. Até domingo (3), o humorista ainda não conseguiu voltar para o Brasil, conforme relata em suas redes sociais.

Segundo a mídia portuguesa, 65 voos foram cancelados no aeroporto de Lisboa. Além disso, há impacto na Espanha, França, Alemanha e no Reino Unido.

Greve nas companhias aéreas

Ryanair companhia aérea

REUTERS/Jon Nazca

A greve da Ryanair e da EasyJet, em Madri, que são duas companhias aéreas de baixo custo, tem como objetivo melhores salários e condições de trabalho. Porém, a mobilização coincidiu com o final do ano letivo na Europa e as férias de verão, momento de alta movimentação.

Assim, a greve dos tripulantes da Ryanair na Espanha, onde a empresa possui cerca de 1,9 mil colaboradores, começou no dia 24 de junho. Na EasyJet, na sexta-feira (1º).

Às 13h locais (08h em Brasília) do último sábado (2), dez voos da Ryanair e cinco da EasyJet foram cancelados e 175 estavam atrasados (123 da Ryanair e 52 da EasyJet), informaram os sindicatos em comunicado.

Assim sendo, o sindicato da categoria afirma que os funcionários da Ryanair planejaram paralisações em três períodos de quarto dias: 12 a 15 de julho, de 18 a 21 de julho e de 25 a 28 de julho nos dez aeroportos espanhóis em que a empresa irlandesa opera.

Nos seis dias anteriores de greve, mais de 1,2 mil voos se atrasaram ou foram cancelados. Já os trabalhadores da EasyJet anunciaram greves durantes os três primeiros fins de semana de julho, também exigindo melhores condições de trabalho e que elas sejam de acordo com as de outras companhias aéreas da região.

“Depois destes 6 dias de greve e vendo a impassibilidade da empresa por não ouvir os seus trabalhadores e preferir deixar milhares de passageiros em terra em vez de sentar-se para negociar um acordo segundo a lei espanhola, fomos obrigados a convocar novos dias greve”, disse Lidia Arasanz, representante do sindicato.

Atrasos na França

Na França, passageiros foram surpreendidos com dezenas de voos cancelados no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, onde os bombeiros estão em greve desde quinta-feira (30). Isso obrigou as autoridades a reduzir, por prevenção, o número de pistas.

Entre as 7h e as 14h locais, um em cada cinco voos tendo Paris como origem ou destino foi cancelado, segundo o órgão de operação operador aeroportuária.

Além disso, aeroportos do Reino Unido e da Holanda também têm enfrentado dificuldades para lidar com o aumento do tráfego no início do ano. Na Alemanha, o problema tem sido agravado pela falta de pessoal disponível nos aeroportos e no quadro de funcionários da empresa Lufthansa.

Aliado a isso, na última segunda-feira (27), as companhias aéreas dos Estados Unidos também cancelaram quase 700 voos enquanto lutam para acompanhar o aumento na demanda de viagens com a falta de funcionários, de pilotos a tripulantes.

Assim, o total de cancelamentos de voos às 07h07 (horário de Brasília) era de 669, de acordo com o site de rastreamento de voos Flightaware.com. Quase 860 voos foram cancelados no domingo.

Delta Air Lines, United Airlines e Republic Airlines tiveram mais de 100 cancelamentos cada, enquanto a American Airlines cancelou 51 voos no início de segunda-feira.

Fonte: G1

Trabalhadora rural se emociona ao receber notícia de aposentadoria

Previous article

Mulher flagrada ao atropelar cachorro de rua diz que quer adotar animal

Next article

Comments

Comments are closed.