Curiosidades

IA do YouTube vai dublar vídeos automaticamente

0

A inteligência artificial (IA) é uma tecnologia que dá às máquinas a possibilidade de terem conhecimentos através de experiências, e permite que elas se adaptem ao seu meio e desempenhem tarefas quase da mesma maneira que um ser humano faria. A princípio, isso é uma ótima ideia. No entanto, ninguém sabe ao certo até onde essa tecnologia pode nos ajudar ou então ser a nossa ruína.

Mesmo assim, o seu desenvolvimento tem acontecido de uma forma impressionante e coisas que a IA está conseguindo fazer tem impressionado e assustado as pessoas ao mesmo tempo.

Uma dessas ferramentas foi anunciada pelo YouTube. Ela irá permitir que dublagens em outros idiomas sejam feitas de maneira automática. Essa nova ferramenta se chama Aloud e usa a IA generativa para conseguir entender o conteúdo que está sendo falado no vídeo e assim cria a dublagem sem a necessidade de um humano. A plataforma de vídeos revelou essa novidade durante a VidCom 2023 e disse que ela é uma parceria com a Area 120, incubadora de novidades do Google.

De acordo com o YouTube, essa nova ferramenta promete entregar dublagens com alta qualidade “em apenas alguns minutos” justamente por conta do poder da IA. A tecnologia usada nela será responsável por fazer as traduções em texto se baseando nas dublagens originais e, logo depois, irá ser possível revisar e editar de forma manual todos os diálogos.

Se tudo correr bem, o Aloud produzirá a dublagem e ainda permitirá que a pessoa escolha diferentes narradores. Ele também terá recursos extras de publicação e irá ser disponibilizado de graça para todos os criadores do YouTube.

Testando a IA do YouTube

Até os usuários da plataforma já podem testar essa IA. Para isso, as pessoas podem acessar um vídeo experimental, que está em inglês, e escolher uma dublagem em espanhol que o Aloud faz. Para fazer isso basta seguir alguns passos.

Acessar o vídeo teste youtube.com

Selecionar o ícone de engrenagem.

Escolher a opção “faixa de áudio”.

Selecionar “espanhol (América Latina) dublado”.

Segundo Amjad Hanif, vice-presidente de gerenciamento de produtos do YouTube, o Aloud está e teste com “centenas” de criadores, no entanto, a quantidade de idiomas que estão disponíveis ainda é limitado. Até o momento a IA consegue criar dublagens em inglês, espanhol e português. Mas outras línguas devem ser colocadas com o passar do tempo.

No evento, o Google também comentou sobre como a possibilidade de aplicar essa IA pode ampliar o público dos criadores sem eles precisarem de dubladores humanos ou usar aplicativos de terceiros. E a empresa também garantiu que a IA será aperfeiçoada no futuro para que a dublagem seja parecida com a voz original do criador.

Até o momento, o Aloud não tem data de lançamento para o público geral. Contudo, o esperado é que a ferramenta esteja disponível para mais pessoas em breve.

Mais recursos

No caso do Aloud, ele irá traduzir a fala dos criadores. Mas existem algumas coisas que, mesmo que escritas no idioma nativo das pessoas, precisam de tradução, como por exemplo, a famosa “letra de médico”.

Mesmo que hoje em dia vários médicos já imprimam a receita ao invés de escrevê-la, ainda existe a conhecida situação em que o paciente não entende nada do garrancho escrito pelo médico. Por conta disso, a Google pensou em uma possível solução. A empresa desenvolveu uma tecnologia que diz que irá traduzir a famosa “letra de médico”.

O Google está trabalhando em um modelo de IA que consegue decifrar alguma caligrafia difícil de ler. Mas o foco dela são as anotações e prescrições médicas. Essa nova tecnologia estará integrada com o Google Lens e poderá ser usada para mais do que somente receitas médicas.

Alguns exemplos que essa inteligência artificial poderá decifrar são documentos antigos ou que estejam danificados, e com uma caligrafia ruim. Isso pode ajudar no processo de pesquisas documentais.

Até o momento, o Google já fez uma demonstração dessa ferramenta com ela conseguindo decifrar quais eram os medicamentos escritos à mão na receia médica. Essa demonstração foi feita em um evento na Índia. Mesmo assim, a empresa disse que “ainda há muito trabalho a ser feito antes que este sistema esteja pronto para o mundo real”.

Fonte: Canaltech,  Mundo conectado

Imagens: YouTube

Jovem que morreu em submarino estava apavorado antes da viagem, diz tia

Artigo anterior

10 filmes de ficção científica que previram tecnologias dos dias atuais

Próximo artigo