Curiosidades

iPhone 15 e iPhone 15 Pro já podem ser comprados no Brasil; veja datas de entrega

0

A cada nova geração do iPhone, novos recursos são apresentados e outros são melhorados. E a espera para saber quais seriam as mudanças e melhorias do iPhone 15 acabou no dia 12 de setembro, quando a Apple fez o seu evento Apple Wonderlust.

Nessa quarta-feira, 27 de setembro, a pré-venda do iPhone 15 e 15 Pro começou no Brasil. Contudo, mesmo que leve esse nome, alguns dispositivos já estão com data de entrega para essa semana. Enquanto isso, nos EUA, os celulares da nova linha já estão sendo comercializados desde semana passada.

No nosso país, os iPhones irão custar entre R$ 7,3 mil, para o modelo básico de 128 GB, até R$ 14 mil, na versão 15 Pro Max de 1 TB. Esses preços podem ser parcelados em até 12 vezes, nas lojas oficiais da Apple, e sem juros com os cartões American Express, Visa ou MasterCard. E no caso de compra à vista no cartão de crédito é dado um desconto de 10%.

De acordo com o Tecmundo, os iPhones comprados nessa pré-venda começarão a ser entregues a partir da próxima sexta-feira, dia 29 de setembro. No entanto, as versões na cor titânio do 15 Pro Max de 1 TB e 15 Pro de 128 GB têm datas de entrega entre 20 e 27 de outubro.

Preços

Tecmundo

Esses são os preços de todos os modelos da nova linha de iPhone.

iPhone 15

  • 128 GB: a partir de R$ 7,3 mil;
  • 256 GB: a partir de R$ 8,1 mil;
  • 512 GB: a partir de R$ 9,6 mil.

iPhone 15 Plus

  • 128 GB: a partir de R$ 8,3 mil;
  • 256 GB: a partir de R$ 9,1 mil;
  • 512 GB: a partir de R$ 10,6 mil.

iPhone 15 Pro

  • 128 GB: a partir de R$ 9,3 mil;
  • 256 GB: a partir de R$ 10,1 mil;
  • 512 GB: a partir de R$ 11,6 mil;
  • 1 TB: a partir de R$ 13,1 mil.

iPhone 15 Pro Max

  • 256 GB: a partir de R$ 11 mil;
  • 512 GB: a partir de R$ 12,5 mil;
  • 1 TB: a partir de R$ 14 mil.

iPhone 15

Tecmundo

Uma das mudanças mais aguardadas era o novo conector do dispositivo, indo do antigo exclusivo do iPhone, o Lightning, para a entrada USB-C. E mesmo que esse tipo de entrada seja a mesma dos celulares com sistema Android, a Apple parece não querer que seus usuários compartilhem o mesmo cabo.

Segundo informações da imprensa internacional, os usuários da China disseram que as lojas da Apple no país estavam desaconselhando as pessoas a usarem os cabos de Android no iPhone 15.

Para justificar essa recomendação, a empresa teria dito que tem preocupações com o super aquecimento dos celulares enquanto carregam com outros cabos. No entanto, especialistas acreditam que isso é somente um protecionismo do mercado de componentes para que os lucros fiquem com a Apple.

E essa recomendação não foi vista somente na China. Ela seria uma recomendação feita pelas lojas da Apple no mundo todo. Contudo, mesmo que essa recomendação seja vista nas lojas oficiais, a empresa não divulgou nenhuma nota a respeito desse assunto.

Com a mudança no iPhone 15 para o USB-C vieram alguns benefícios, como por exemplo, uma integração maior entre os dispositivos de companhias diferentes. Com ela, pode ser possível que o mesmo cabo seja usado em todos os dispositivos do ecossistema Apple e também usar um celular com o sistema de carregamento reverso para carregar a bateria do iPhone 15.

Mesmo com a indicação dos funcionários das lojas Apple sobre não usar o cabo de Android para carregar o celular, cabe ao usuário decidir qual cabo ele irá usar para isso.

E mesmo que os novos modelos tenham acabado de chegar ao mercado, parece que um deles apresenta um problema que a Apple já está trabalhando para consertar no iPhone 16.

De acordo com o vazado pelo Apple Insider, a empresa está trabalhando para solucionar um problema que é visto no iPhone 15 Pro Max, que no caso pode ficar bem quente enquanto carrega, e isso pode acabar danificando o aparelho.

Quem vazou a informação foi o analista da Apple Ming-Chi Kuo, que tem um bom histórico de acertos sobre suas previsões. De acordo com ele, a Apple está criando um novo design para o iPhone 16 Pro para que sua dissipação de calor seja melhorada.

Esse superaquecimento do modelo 15 Pro Max foi dito por várias pessoas no período de teste do modelo. De acordo com elas, o celular fica tão quente que até para segurá-lo é desconfortável. E em alguns casos, o próprio iPhone desligou sozinho para se proteger de possíveis danos.

Mesmo com essas informações vazadas, a Apple não comentou nada sobre o assuntou. No entanto, pelo que Kuo disse, a empresa está ciente do problema e por isso está trabalhando em uma solução.

Fonte: Tecmundo, Tudo celular, Forbes

Imagens: Tecmundo

Corrente do Golfo pode estar perto do colapso: entenda as consequências

Previous article

EA remove todos os jogos de FIFA das lojas de consoles e PC

Next article

Comments

Comments are closed.