• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Ivar, o viking aleijado que liderou uma invasão à Inglaterra

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      03/04/19 às 17h49

Ivar, o Desossado, foi um dos nomes mais temidos da história dos Vikings. O mais curioso é que, na tradição Viking, alguém como ele teria sido morto ao nascer. Entretanto, por ser filho de um chefe poderoso, Ivar teve sua vida salva. Tudo isso porque o viking nasceu deficiente e não conseguia se manter de pé sem ajuda de uma outra pessoa.

Seu verdadeiro nome era Ivar Ragnarsson e, apesar de suas limitações, o homem liderou seu exército pagão na invasão mais brutal que já aconteceu na Inglaterra. Seu corpo era muito frágil e ele precisou ser protegido com um escudo quando em batalha.

O desossado

A mente de Ivar, ao contrário de seu corpo, era muito astuta. Talvez uma das mais rápidas e nítidas ao seu redor. Junto de seu grande exército, o Viking, no final do século IX, Ivar aterrorizou a nação inglesa, de modo que eles conquistaram tudo. De Essex àDublin. Sob a liderança do viking, inaugurou-se uma era de domínio Viking na Grã-Bretanha, o que só terminou muito depois de sua morte.

Segundo o que contam as lendas, Ivar não possuía um osso sequer em seu corpo. Por isso, o apelido de "o desossado". No entanto, a verdade sobre a vida de Ivar, além do que contam os ingleses, é um pouco difícil de se determinar. Segundo as fontes britânicas, ele é apresentado como um verdadeiro enviado dos infernos, que levou à destruição e à morte para seu país.

Segundo as lendas nórdicas, Ivar é filho de Aslaug, uma xamã, e de Ragnar Lodbrok, um famoso líder e guerreiro viking. Depois que eles se casaram, Aslaug disse a Ragnar que eles deveriam esperar três noites para consumar o casamento. Caso isso não fosse respeitado, o filho do casal nasceria com problemas. Ignorando o que havia ouvido, Ragnar forçou o intercurso sexual e Ivar, o desossado, nasceu.

Considerando que uma pessoa sem ossos teria pouquíssimas chances de sobreviver no mundo real, tomamos como certo de que, algumas coisas sobre a história de Ivar, possam ser apenas invenção. Alguns historiadores modernos possuem interessantes teorias sobre porque Ivar era chamado dessa forma.

A grande maioria deles acredita que Ivar tinha uma doença hereditária chamada de osteogênese imperfeita, também conhecida como ossos de vidro. Alguns Vikings teriam o descrito como alguém muito grande. Registros do século XVII mostravam que os restos mortais de Ivar, encontrados por um fazendeiro, indicavam que ele tinha quase dois metros de altura.

O grande exército pagão

Diferente do que é apresentado na série Vikings, Ivar não tinha desavenças com sua família. Muito menos matou um de seus irmãos. Na verdade, Ivar, aparentemente, era completamente dedicado a seus familiares. E eles, por sua vez, o respeitavam muito. Tanto que, quando seu pai Ragnar morreu, seus irmãos se voltaram a ele para liderá-los.

Ragnar foi capturado e morto pelo rei Aelle da Nortúmbria. Quando a notícia chegou, Ivar desejou saber todos os detalhes de como seu pai morreu. E assim, ele prometeu vingança. Logo, ele deu início a formação do que foi chamado pelos ingleses como o Grande Exército Pagão.

Ivar era o mentor por trás de todas as estratégias e táticas usadas pelo exército. "É duvidoso que alguém tenha sido mais sábio do que ele", escreveram outros vikings sobre ele. Uma vez que ele era incapaz de andar, toda sua força vinha de sua mente. Entretanto, há relatos de que ele teria lutado com seus companheiros na linha de frente. Uma clara demonstração de coragem, embora ele não pudesse verdadeiramente lutar.

Seu exército conseguiu conquistar toda a Inglaterra e matar o rei Aelle. "O exército invadiu aqui e ali e encheu todos os lugares com derramamento de sangue e tristeza. Eles destruíram igrejas e mosteiros com fogo e espada. Quando partiu de um lugar, não deixou nada em pé além de paredes sem teto", escreveu o escritor inglês Simeon de Durham.

A morte de Ivar

Por volta de 870 d.C., o domínio do viking se estendia por toda a Grã-Bretanha até Dublin. Entretanto, em 873, ele morreu. Sem o menor registro do que possa ter acontecido. Uma das explicações mais prováveis é de que qualquer doença possa ter feito os ossos de Ivar ficarem ainda mais fracos do que eram, e assim ele faleceu.

A unica informação que se tem, provém de um livro chamado Anais da Irlanda. "O rei norueguês morreu de uma doença súbita e hedionda", dizia. "Assim, agradou a Deus". Deixando a entender que eles ficaram muito felizes com a morte de Ivar.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.




Matérias selecionadas especialmente para você

Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+