Curiosidades

Jagdterrier, a poderosa raça alemã de cães caçadores

0

Os alemães são experts em diversas áreas e uma das que merece destaque aqui é a caça. Colocamos o segmento em pauta por causa do jagdterrier, uma raça de cão de pequeno a médio porte cuja melhor qualidade é caçar. A raça surgiu em meio às duas guerras mundiais, uma época em que o nacionalismo alemão e o sentimento de superioridade estavam em alta.

Tudo começou quando os cinologistas Walter Zangenberg, Carl Erick Grunewald e Rudolph Friess perceberam que os alemães deixaram de criar popular Fox Terrier, como cão de caça, para transformá-lo em um simples animal de estimação. Para suprir tal lacuna, os cinologistas decidiram criar uma nova raça de cão de caça.

A raça, nesse ínterim, deveria ser superior às raças britânicas e americanas. Para criar o jagdterrier, os especialistas utilizaram como base o fox terrier puro-sangue, mas o resto da das raças usadas no processo permanece, até hoje, sendo um mistério. Alguns profissionais da área acreditam que o Welsh Terrier e o Old English Terrier estiveram envolvidos no processo. Outros apostam que os Teckels e os Pinchers também estão envolvidos na criação.

A exata “receita” nunca foi revelada, tem-se apenas certeza que os citologistas foram extremamentes fiéis aos rigorosos critérios de seleção estabelecidos entre os profissionais.

A raça

Independente de quantos cães foram utilizados no processo, o jagdterrier revelou-se uma perfeita máquina de caçar. Com qualidades físicas excepcionais e um instinto apurado, o jagdterrier é altamente destemido ao se tratar de uma perseguição. Mesmo sendo um cão de pequeno a médio porte, o animal é capaz de enfrentar diversos tipos de presas, até mesmo as de grande porte.

Infelizmente, a Segunda Guerra Mundial influenciou de forma negativa o desenvolvimento da raça. Após o fim da guerra, restavam apenas 32 jagdterriers em toda a Alemanha. A raça se recuperou em 1965, com o evento World Dog Show, realizado em Brno. A famosa exposição internacional de cães despertou novamente o interesse dos alemães pela raça.

Relativamente pequeno – de 33 a 40 centímetros e com 7,5 a 10 kg -, a performance do jagdterrier é muito mais admirada quando se trabalha em equipe de 3 a 4 cães. Juntos, são capazes de derrubar facilmente um javali, por exemplo. Existem casos de até ursos já terem sido caçados pela raça.

Obviamente, alguns podem sair feridos. No entanto, se conseguem se levantar, esses tenazes caninos fazem questão de entrar novamente na briga. Segundo os especialistas, a tolerância à dor desses animais é lendária. Muitos, de acordo com relatos de com veterinários e dos próprios caçadores que os criam, são capazes de serem suturados sem o uso de anestésico.

Curiosidades

Também conhecido como Terrier Alemão de Caça, o jagdterrier só foi introduzido em solo francês na década de 1950. Como dissemos, a raça é conhecida por desempenhar um ótimo trabalho em matilhas, tanto na caça de javalis e lebres, assim como no trabalho individual, que geralmente envolve desentocar texugos e raposas. Além disso, também é excelente para seguir rastros de sangue.

Em suma, é um cão com múltiplos talentos, dócil, fácil de treinar, gosta de água e é bastante vigoroso.

ONU faz alerta sobre fome de ‘proporções bíblicas’ em 2021

Matéria anterior

Mangá de Attack on Titan receberá republicação colorida no Japão

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar