Entretenimento

Jogos divertidos que o Google esconde

0

Uma das coisas que mais crescem na atualidade é o consumo de jogos eletrônicos. O videogame, desde a sua criação, vem ganhando cada vez mais fãs e até deixou de ser voltado apenas para passatempo. O meio eletrônico cresceu e está se tornando um esporte, visto que existem competições com premiações milionários e milhões de jogadores ao redor do mundo.

Mas nem todo mundo gosta desses novos jogos. Existem aquelas pessoas que têm uma nostalgia de um tempo mais simples, em que alguns jogos já vinham com os computadores, os simples que vinham nos celulares ou até mesmo os videogames antigos.

Para essas pessoas, tem uma notícia que talvez nem todos sabiam. O Google tem alguns jogos escondidos. Para que eles apareçam para você, basta saber os comandos certos que a tela do buscador irá se transformar em um daqueles jogos antigos que todo mundo gostava para passar o tempo. Mostramos aqui quais são eles e como fazer para acessá-los.

1 – Paciência

Google

Esse talvez seja um dos jogos mais conhecidos no mundo todo e não apenas para quem tem computador. Até porque, na realidade, Paciência é um jogo de cartas, mas é claro que ele tem sua versão online.

Se você é uma das pessoas que amava jogar Paciência nos anos 1990 e ainda tem vontade de jogar nos dias atuais é simples. Para que o Google se transforme no jogo, basta digitar na barra de busca de seu navegador “Paciência”. Isso te dará acesso ao Google Solitaire. Com isso, é só você escolher entre os níveis fácil, médio e difícil e se divertir.

2 – Snake Game

Google

Quem não ama o famoso “jogo da cobrinha”? Ele com certeza tem um lugar muito especial no coração de todo mundo que cresceu no começo dos anos 2000. Nele, o jogador comandava uma cobra que ia crescendo seu rabo conforme ela ia “comendo” os quadradinhos na tela.

A boa notícia para os saudosistas desse jogo é que, durante as comemorações do Ano Novo Chinês de 2013, o Google lançou a sua versão do jogo. Ela está disponível para quem quiser relembrá-lo.

3 – Atari Breakout

Google

Muitas pessoas nem sabem o que é a Atari, mas ela era uma empresa de eletrônicos e foi uma das principais responsáveis pela popularização dos videogames, com o seu produto de mesmo nome, e por, consequentemente, deixar as pessoas vidradas em jogos.

Os que se lembram desse game podem ter uma vontade de jogar de novo o “Breakout”, o jogo que era uma bolinha derrubando blocos voadores. Ele foi criado em 1972 por Steve Wozniak e Steve Jobs. A melhor notícia é que depois de várias décadas, ele está disponível no Google. Basta entrar no Google Images e buscar “Google Atari Breakout Game.

4 – T-Rex Running

Google

Hoje em dia, uma das piores coisas que pode acontecer é ficarmos sem internet. Parece que quando isso acontece não sabemos nem mais o que fazer. Felizmente, pensando nessa situação, o Google inventou o “T-Rex Running” para ser jogado quando nossa internet cai por algum motivo.

O que muita gente pode não saber é que é possível jogá-lo mesmo com a conexão da internet perfeita. Para isso, é só digitar “chrome://dino” na barra de navegação do Chrome no PC ou no celular.

5 – Campo minado

Google

Dentre os jogos clássicos do Windows, “Campo minado” é um dos mais lembrados. Para aqueles que têm vontade de jogar de novo e passar o tempo em algum momento, basta digitar “Campo minado” ou “Minesweeper” no Google. Então, é só clicar em “jogar” e escolher entre os níveis fácil, médio e difícil.

6 – Pacman

Google

Dos jogos antigos e que têm um lugar no coração das pessoas está esse que veio diretamente dos fliperamas dos anos 1980. Quando “Pacman” fez 30 anos de sua criação, o Google lançou um Doodle especial para que as pessoas pudessem relembrar como era jogar nas máquinas de fliperama. O bom é que ainda é possível jogá-lo digitando “Pacman” na barra de busca.

Fonte: Tecmundo

Imagens: Google

Menina com “coluna em S” dá os primeiros passos após cirurgia

Previous article

Pirâmide do século 2 a.C. feita debaixo da terra não pode ser aberta

Next article

Comments

Comments are closed.