Fatos Nerd

Lanterna Verde confirma algo que somente humanos têm na DC

0

Em um novo lançamento da DC, a edição do Lanterna Verde veio confirmar algo inédito que apenas os humanos têm, ao menos no universo da Comics.

A Terra, localizada no Setor 2814, destaca-se como o único posto resguardado pela Tropa dos Lanternas Verdes, contando com mais de dois protetores.

Entre os guardiões estão Alan Scott, Hal Jordan, John Stewart, Guy Gardner e Kyle Rayner, além de novatos notáveis como Simon Baz, Jessica Cruz e Keli Quintela.

Com mais de 10 membros, incluindo alguns mais recentes, a singularidade dos humanos entre os decenautas alienígenas foi esclarecida pela DC Comics.

Via Terra

Durante a notável gestão do escritor Geoff Johns no Lanterna Verde nos anos 2000, a nova mitologia por ele forjada explicou por que a Terra diverge do protocolo dos Guardiões do Universo, que preconiza apenas dois lanternas por setor.

Segundo Johns, como a vida em todo o Universo DC teria se originado em nosso planeta, os humanos são os únicos capazes de sentir e desenvolver todas as nuances do espectro emocional.

Em resumo, os humanos são os únicos capazes de experimentar profundamente todas as emoções mais poderosas e significativas presentes nos seres vivos do Universo DC.

Essa característica se destaca, de certa forma, na saga Guerra dos Anéis, publicada em 2007.

Em um momento crucial, quando a Tropa Sinestro invadiu Coast City, Jordan e outros Lanternas Verdes humanos instruem a população a evacuar a cidade.

Contudo, em um gesto de apoio, coragem e confiança, os habitantes iluminaram suas casas com luzes verdes, transmitindo a mensagem: “vamos permanecer e lutar juntos”.

Humanos corajosos

Para ser selecionado pela Tropa dos Lanternas Verdes, é necessário possuir uma imensa força de vontade e coragem, capazes de sobrepujar o medo.

Um exemplo notável é Hal Jordan, reconhecido por possuir ambas as qualidades em um grau extraordinário.

Em uma fase recente, vale destacar que ele manifestou um anel energético próprio, independentemente da Tropa, utilizando apenas sua força de vontade.

Aviso de spoilers para Green Lantern #5!

No mais recente lançamento da edição de Lanterna Verde #5, o vilão Sinestro realiza o sequestro dos drones da empresa aérea Ferris Air, utilizando-os para bombardear diversas cidades ao redor do planeta.

O Lanterna Verde atravessa o globo, neutralizando as ameaças, até perceber que o verdadeiro objetivo do inimigo é instilar medo entre os terráqueos.

Isso porque o medo alimenta o Anel de Poder de Sinestro, buscando reenergizá-lo de volta à capacidade total.

É quando o Lanterna Verde interrompe uma transmissão de notícias ao vivo para se comunicar diretamente com a população da Terra. Hal compartilha informações sobre o plano de Sinestro, expressando sua convicção de que não terá êxito.

Ele destaca que, dentre todas as formas de vida alienígena que já testemunhou, nenhuma demonstra a notável coragem inerente à humanidade.

Portanto, na edição mais recente, Hal Jordan, o Lanterna Verde, reafirma que, entre todos os seres do Universo DC, os humanos são singularmente dotados da capacidade de desenvolver e explorar emoções de maneira tão abrangente e intensa.

Via Terra

Superpoder especial na edição de Lanterna Verde

Essa edição do Lanterna Verde pode não parecer especial por afirmar algo tão simples, mas o que encantou os fãs foi trazer algo simples e se tornar um superpoder.

Os humanos sempre aparecem como desbravadores, especialmente por lutar contra o mal e enfrentar todos os vilões. No entanto, até o momento, isso nunca tinha sido um superpoder, de fato.

Agora, é uma característica que influenciou diretamente na história, algo que não tinha acontecido antes.

Por isso, essa edição de Lanterna Verde chamou atenção, e animou os fãs que acompanham a reestrutração da DC Comics, com um novo universo, novas histórias e, agora, novas formas de emocionar.

 

Fonte: Terra

Imagens: Terra, Terra

Compradores da Tesla Cybertruck estão desistindo da caminhonete

Artigo anterior

O que faz GTA: Vice City ser tão especial para os fãs?

Próximo artigo