Curiosidades

‘Masterdating’: conheça a nova tendência de namoro que tanto solteiros quanto casados estão tentando

0

Praticamente todos os segmentos da sociedade têm suas tendências e mudam conforme o tempo vai passado. Com o relacionamento entre pessoas isso não é diferente. Na era das conexões digitais, curtidas e deslizadas para direita ou esquerda, não é de se surpreender que uma nova tendência tenha surgido. Ela é o que se chama de masterdating.

O mais interessante é que essa tendência não muda somente a forma como as pessoas enxergam os relacionamentos, mas como elas percebem o amor próprio e o crescimento pessoal.

Masterdating

Lad bible

Explicando, masterdating é uma mistura entre domínio e namoro. Ele é a arte de se presentear com todas as coisas boas de um encontro, mas sozinho. Ou seja, é um relacionamento com a própria pessoa, uma celebração do eu, um desvio das normas convencionais de um relacionamento.

Isso pode ser feito assistindo uma comédia romântica ou tendo um jantar à luz de velas sozinho. Essa tendência de desfrutar da própria companhia é vista no mundo todo. E ela é um incentivo para as pessoas gostarem de estar consigo mesmas, mesmo que sejam casadas.

No entanto, o relacionamento moderno não é feito somente do masterdating. Ele é composto por uma complexa teia de comportamentos que, em alguns casos, pode deixar a pessoa confusa.

Outros termos a respeito de relacionamento

CNN

Um outro termo é o phubbing. Isso é quando a pessoa está em um encontro, mas os olhos de quem está junto dela não saem do celular. Ou seja, é quando uma pessoa esnoba a outra para ficar com a atenção no smartphone.

Além dele existe o cookie jarring. Quem pratica essa tendência mantém a pessoa reservada enquanto ela está em um relacionamento. Ou seja, a pessoa parece ter medo de apresentar com quem está se envolvendo para os outros e fazendo uma rede de segurança para seu próprio coração caso a relação não dure.

Já o chamado benching é quando a pessoa percebe que ela é o plano B ou C de alguém. Segundo a especialista em namoro Dennie Smith, por mais que essa seja uma dura realidade, o parceiro da pessoa pode estar deixando a pessoa de lado em busca de um relacionamento melhor.

Ainda existe o breadcrumbing, que é quando uma pessoa ilude a outra sem a intenção de ter um relacionamento e se comprometer. É um grande flerte, mas sem nenhuma conclusão.

Tendência

Culpada confesso

Nem todas as tendências no modo de se relacionar são ruins, como por exemplo, o chamado hardballing, traduzido como “jogar pesado”. Esse termo quer dizer um enfoque mais sensato a respeito dos encontros.

O objetivo principal dessa tendência é ser sincero e explicar de cara quais são as intenções e as expectativas com os possíveis relacionamentos. Tudo isso antes mesmo de um primeiro encontro.

Segundo Lakshmi Rengarajan, criadora do podcast Paired by the People, a pandemia do coronavírus criou o ambiente perfeito para o surgimento dessa nova tendência.

“Nós reduzimos a velocidade para recomeçar e pensar em tudo o que dá sentido às nossas vidas. A vida é curta e preciosa, e as pessoas são exigentes, de forma que não há tempo a perder com relações românticas indefinidas”, pontuou ela.

A tendência do hardballing realmente mudou a forma como as pessoas veem os relacionamentos. Por exemplo, temos esses dois solteiros que reforçam o motivo pelo qual os encontros amorosos nunca mais serão os mesmos para eles.

Mary, nome fictício, de 25 anos, conta que os encontros na capital do Quênia são bem difíceis.

“Passei por muitas situações em que meu sucesso profissional não agradou à outra pessoa e ele quis que eu me encolhesse. Se precisasse escolher entre um homem e meu trabalho, com certeza escolheria minha segurança. Cresci na pobreza e não quero nunca estar em uma relação em que o meu parceiro não possa desenvolver seu lado profissional e contribuir financeiramente como eu”, explicou.

Por conta disso, Mary tem seus requisitos que ela quer que sejam atendidos em seus relacionamentos. Além do trabalho seguro, tem sua fé, seus valores fundamentais e a importância da família.

“Agora, quando chego a conhecer pessoas no primeiro encontro, já apresentei meus conceitos básicos e sei se estou ou não disposta a continuar”, relatou.

A mesma tendência é seguida por Owen Moore, em Washington, nos Estados Unidos. Ele também percebeu que os encontros por lá também têm seus desafios.

“Acredito que, devido à natureza transitória da cidade, realmente tem sido difícil encontrar pessoas que desejem criar raízes. Realmente acredito nos encontros em que há honestidade e boa intenção. Mas realmente estou enfrentando dificuldades para fazer com que eles não sejam necessariamente incômodos”, comentou ele.

Fonte: Mistérios do mundo, BBC

Imagens: Lad bible, CNN, Culpada confesso

O truque para cheirar bem o dia todo sem usar desodorante

Previous article

Por que a maioria dos aviões são brancos? Veja os motivos

Next article

Comments

Comments are closed.