Notícias

McDonald’s confirma vazamento de dados de clientes

0

O vazamento de dados vem sendo um problema recorrente entre as empresas nas quais milhões de pessoas confiam suas informações pessoais. Agora, a rede de fast-food mais conhecida do mundo, presente em 119 países e territórios, McDonald’s, confirmou que sofreu um vazamento de dados de seus clientes.

Entre as informações vazadas, estão nome, estado civil, endereço, e-mail, CPF e número de telefone. Com isso, no último domingo (17), o McDonald’s enviou e-mail comunicando o ocorrido para alguns de seus consumidores.

De acordo com a empresa, “não houve acesso a dados sensíveis”. Esses dados considerados sensíveis podem englobar dados raciais, étnicos, religiosos, filosóficos, políticos, genéticos, biométricos, de saúde e/ou de vida sexual, segundo a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Em um comunicado enviado a Tilt, a Arcos Dourados confirmou o vazamento de dados. Essa é a empresa que opera o McDonald’s no território brasileiro e em outros países da América Latina. A empresa explicou que o vazamento ocorreu em um prestador de serviço. Estão, tomou-se as medidas cabíveis, o que inclui avisar aqueles que foram afetados pelo incidente.

Vazamento de dados do McDonald’s

A mensagem que o McDonald’s enviou declara que o vazamento ocorreu depois que um dos colaboradores da empresa sofreu “um incidente que permitiu o acesso não autorizado a dados pessoais de alguns de nossos clientes”.

Além disso, o McDonald’s afirmou que está adotando as medidas cabíveis e que está sempre reforçando os processos de proteção de dados. Para que os clientes possam esclarecer potenciais dúvidas, a empresa disponibilizou alguns e-mails, sendo eles sac@mcdonalds.com.br e privacidade.lgpd@br.mcd.com.

Com o vazamento, alguns consumidores compartilharam as mensagens recebidas pela empresa de fast-food.

https://twitter.com/JuanLourenco/status/1515683366775009283?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1515683366775009283%7Ctwgr%5E%7Ctwcon%5Es1_&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.uol.com.br%2Ftilt%2Fnoticias%2Fredacao%2F2022%2F04%2F19%2Fvazamento-dados-mcdonalds.htm

Possíveis riscos

Dados sensíveis são aqueles que possuem informações que podem causar algum dano para os envolvidos, conforme explica Marcelo Chiavassa, professor de direito digital da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

“O dano está ligado à intimidade da pessoa. É muito mais prejudicial para mim que saibam minha filiação partidária e religião, por exemplo, do que vazar meu nome ou CPF. Essas informações são aquelas que permitem que a pessoa seja perseguida ou segregada por aquilo que ela é em seu íntimo”, afirma Chiavassa.

Visto que não houve vazamento de dados sensíveis, de acordo com o McDonald’s, o risco é menor. No entanto, os consumidores devem permanecer atentos quanto a possíveis golpes.

Dessa forma, com informações como nome, CPF e telefone, os criminosos podem se passar por empresas e convencerem as vítimas a transferir dinheiro ou a fornecer mais dados, como informações de cartão bancário. Os criminosos também podem se passar pelas vítimas para realizar golpes em conhecidos.

Alerta é previsto pela LGPD

De acordo com Chiavassa, o aviso que o McDonald’s enviou aos consumidores faz parte das normas previstas pela LGPD. Por essa razão que a ação ocorreu. “Em caso de incidente de segurança da informação, o controlador dos dados, nesse caso o McDonald’s, tem a obrigação de informar a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) e os titulares dos dados, se entender que esse incidente acarreta risco considerável aos titulares”, explica o professor.

Sobre o assunto da possibilidade da empresa pagar multa por conta do vazamento, o professor diz que a ANPD é o órgão que realiza a avaliação. “Existe a possibilidade de multas, mas a ANPD está preferindo, nesse primeiro momento, ter foco mais na conscientização das empresas, do que numa esfera punitiva”, conclui.

Comunicado da McDonald’s

A Arcos Dorados, responsável por operar os restaurantes McDonald’s em toda América Latina, afirmou que “repudia esta atividade criminosa e trabalha continuamente para reforçar as medidas de proteção dos dados pessoais dos seus clientes. Lamentamos a situação e disponibilizamos canais de comunicação para esclarecer quaisquer dúvidas dos consumidores”.

Fonte: Super Interessante, UOL

Essa noiva organizou um casamento econômico, com vestido de R$ 200

Matéria anterior

Isis Valverde é barrada em restaurante nos EUA por usar jeans rasgado

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos