Curiosidades

Missão da NASA identifica gases que causam efeito estufa

0

Que o nosso planeta enfrenta sérios problemas, não é novidade para ninguém. O descuido com ele está resultando em uma série de acontecimentos que não deveriam ocorrer. As ondas extremas de calor ou nevascas desenfreadas são causadas pelo efeito estufa, bem como as mudanças climáticas drásticas. Mas o que causa o efeito estufa? Desmatamento, alguns gases em específico, a poluição causada por carros e várias outras coisas que devemos nos atentar!

Diante da situação em que estamos, a NASA realiza diversas missões em busca da fonte dos problemas. A missão EMIT (Earth Surface Mineral Dust Souce, ou Fonte de Poeira Mineral na Superfície da Terra, em tradução livre), por exemplo, foi lançada pela NASA em julho de 2022, e tem como objetivo monitorar partículas de poeira mineral. O equipamento utilizado pela empresa passou a detectar gás metano. Esse é um dos maiores contribuintes para o efeito estufa.

Diante dos dados coletados durante quatro meses da operação EMIT, os estudiosos responsáveis pelo equipamento puderam identificar mais de 50 “super transmissores” de metano. Esses estavam na Ásia Central, no Oriente Médio e nos Estados Unidos. Os supertransmissores incluem instalações e outras estruturas que estão ligadas aos setores de combustíveis fósseis, agricultura e resíduos sólidos.

Missão para parar o efeito estufa

Via Terra

Um administrador da NASA, Bill Nelson, afirmou estar satisfeito com os resultados da missão. “Frear as emissões de metano é vital para limitar o aquecimento global […], a Estação Espacial Internacional e a NASA têm mais de duas dúzias de equipamentos no espaço para investigar o clima da Terra e o EMIT está se provando uma ferramenta crítica entre eles”, disse.

Quando comparado ao carbono, o metano não aparece tanto assim na atmosfera, mas ainda causa o efeito estufa. O problema, no entanto, é sua capacidade de reter o calor, cerca de 80 vezes maior que o próprio dióxido de carbono. Vale lembrar ainda que a vida do metano na atmosfera é mais curta que a do CO2.

Diante dos dois fatores juntos, reduzir emissões de metano é o mesmo que melhorar os efeitos do aquecimento global a um prazo mais curto. O EMIT funciona como um parâmetro: trata-se de um aparelho potente capaz de identificar substâncias a partir da luz que elas absorvem ou, em alguns casos, refletem em diferentes comprimentos de onda. Cada uma dessas substâncias tem o seu próprio padrão de refletância e absorção. Isso é chamado de assinatura espectral.

Além dele, a NASA ainda lançou no ano passado mais seis fragmentos de pesquisa a respeito das condições climáticas do nosso planeta.

Gases que mais causam problemas à camada de ozônio

Pensamento Verde

O metano é um dos gases que causam sérios problemas, resultando no efeito estufa. No entanto, existem outros que trazem problemas, como o tetracloreto de carbono (CTC), brometo de metila, halon, hidrofluorcarbono (HCFC) e clorofluorcarbono (CFC).

Mas alguns estudos realizados na britânica Universidade de East Anglie apontam que existem novos gases contribuindo de modo preocupante para a deterioração da nossa barreira natural. No entanto, essas substâncias ainda estão sendo estudadas, já que suas origens são desconhecidas. Diante disso, a maior suspeita é de que elas sejam utilizadas em fabricações de materiais eletrônicos, inseticidas e produtos de limpeza.

Fontes: Terra

Misturar álcool com remédios? Veja por que essa não é uma boa ideia

Artigo anterior

Acidente de carro tira vida da promessa do futebol americano

Próximo artigo