Mulher com suspeita de tuberculose estava com camisinha no pulmão
Tempo de leitura:2 Minutos, 50 Segundos

Mulher com suspeita de tuberculose estava com camisinha no pulmão

A vida de médicos e enfermeiros parece um verdadeiro filme, onde todos os dias diversas surpresas acontecem. Essas vão desde casos muito simples, até casos extremamente raros. Dentro de um hospital, várias coisas inusitadas podem acontecer num prazo de apenar 24 horas. Várias vezes, casos que parecem ser uma coisa, acabam revelando outras que nem mesmo os profissionais imaginavam. Um desses casos chamou a atenção do mundo recentemente, tendo surpreendido até mesmo a equipe médica. Uma mulher deu entrada na emergência se queixando de sintomas respiratórios, dor e tosse. A princípio, suspeitaram do que era mais óbvio: tuberculose.

A tuberculose (TB) é uma doença dolorosa que afeta os pulmões. Anualmente, mata mais de um milhão de pessoas em todo o mundo. Estima-se que cerca de um quarto da população mundial esteja infectada com a bactéria da tuberculose, mesmo não tendo desenvolvido a doença. Se não forem tratadas, 45% das pessoas com toberculose acabam morrendo. Essa porcentagem aumenta em pacientes que também sejam HIV positivos. Embora possa ser vista como uma doença do passado, é preciso se atentar até os dias atuais.

No entanto, nem sempre o diagnóstico é o que realmente parece. Muitas vezes, pode ser apenas uma camisinha. Esse caso foi divulgado em um relatório médico publicado na National Library of Medicine, o que chamou a atenção de muitas pessoas. Confira conosco mais detalhes e surpreenda-se.

Paciente de 27 anos com sintomas de tuberculose

Tudo começou quando a mulher, de 27 anos, procurou a emergência, relatando febre, tosse e um muco persistente que já durava seis meses. Quatro meses antes disso, ela já havia procurado um hospital e se consultado. Na ocasião, o diagnóstico havia sido de tuberculose e um kit de remédios foi receitado. Ela seguiu o tratamento, mas os simplesmente não desapareciam por nada, o que fez com que ela procurasse novamente a emergência.

No hospital, desta vez, os médicos coletaram o escarro da paciente que não foi identificada. O material resultou negativo para tuberculose, o que deu início a uma longa investigação. Uma tomografia revelou então uma lesão no lobo superior direito de seus pulmões. Os médicos seguiram com a investigação e encontraram o que parecia ser um saco invertido no brônquio. A equipe removeu o misterioso material. Embora a maior parte tenha sido destruída pelo processo, ainda dava pra notar que era um preservativo.

A descoberta deixou os médicos surpresos. É bastante difícil imaginar como uma camisinha por ter parado no pulmão de uma pessoa. Desta forma, os médicos começaram a questionar a paciente, tentando compreender a origem da história.

Fim do mistério

O que parecia ser um mistério é, na verdade, algo muito simples. Durante as conversas, a paciente e o marido se lembraram de um episódio de meses atrás. Durante um momento íntimo, a mulher fazia sexo oral no marido quando a camisinha se soltou. Ela se lembra de ter tossido mas, no momento, nenhum dos dois deu importância para o ocorrido, pois imaginaram que seria expelido de forma natural.

Para os médicos, o constrangimento do casal pode ter colaborado para que a situação durasse todo esse tempo. Se tivessem contado isso logo, os médicos teriam suspeitado rapidamente. No entanto, é muito difícil para um casal contar algo desta forma. A paciente teve uma recuperação tranquila e ficou feliz por não ser tuberculose.

E aí, o que  você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo.