O Mandarim de Homem de Ferro 3 será apagado?
Tempo de leitura:2 Minutos, 19 Segundos

O Mandarim de Homem de Ferro 3 será apagado?

Após ser anunciado como antagonista do filme solo de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, Mandarim voltou a dar o que falar. Você provavelmente deve se lembrar, ou queira esquecer, do vilão em Homem de Ferro 3. Muitos fãs da Marvel descrevem o personagem de Ben Kingsley, como um dos maiores erros do MCU. Em contrapartida, existem opiniões favoráveis a quebra de expectativa, apresentada no longa. No terceiro filme solo de Tony Stark, o tão temido vilão dos quadrinhos não passou de uma fraude midiática. Sim, foi fake news. Porém, o painel da Marvel Studios, na San Diego Comic-Con, foi responsável por mudar essa situação. Já que o Mandarim de Homem de Ferro 3 era uma farsa, havia um questionamento a respeito da existência do verdadeiro personagem, no MCU. Assim que Kevin Feige confirmou o vilão em Shang-Chi, suspiros aliviados tomaram conta do Hall H.

Agora que a redenção do personagem já está confirmada, integrantes do estúdio têm falado sobre o vilão. Drew Pearcen, roteirista de Homem de Ferro 3, revelou ao CinemaBlend que buscou evitar equívocos, enquanto planejava o antagonista. Já sabemos que o novo ator escalado para viver o personagem é Tony Leung Chiu-Wai. Considerando que Shang-Chi será o primeiro filme da Marvel inspirado na cultura asiática, a ponderação de Pearcen é válida. O escritor explicou que é diferente desenvolver o personagem em meio a uma história conduzida por atores e cineastas asiáticos, e apresentá-lo como vilão em Homem de Ferro sem chocar com estereótipos raciais. Por isso, eles acabaram optando pela abordagem que vimos no longa. Embora uma nova fase esteja chegando, e com ela novos rostos, não significa que o Mandarim de Kingsley será apagado.

O destino do Mandarim de Homem de Ferro 3

Ciente da impopularidade do vilão, Pearcen compartilhou que conversou com seus amigos da Marvel sobre o assunto. “É claro que não sei exatamente o que acontece, mas há um forte senso de que tudo será revelado e não haverá retcon [retificação do cânone já estabelecido]. E isso, no fim do dia, é tudo o que poderíamos pedir. (…) Eles têm uma ideia do que ele vai ser: um adversário melhor. E eu acredito na Marvel. Na Marvel confiamos”, concluiu o escritor.

Essa reintrodução do personagem no MCU trará consigo uma exploração de seus poderes e personalidade. Sendo um dos vilões mais antigos da editora, Mandarim tem um apelo sobre o público e, se bem desenvolvido, pode se tornar um dos melhores vilões já apresentados no Universo Cinematográfico Marvel. Shang-Chi contará com um novo roteirista, Dave Callaham, será dirigido por Destin Daniel Cretton e estrelado por Simu Liu. De acordo com o cronograma de lançamentos da Marvel, o filme tem estreia agendada para o dia 12 de fevereiro de 2021.