O plano mirabolante desses babuínos para fugir de um laboratório é fascinante

POR Mateus Graff    EM Mundo Animal      19/04/18 às 17h58

Vocês se lembram daquele filme de animação chamado 'A Fuga das Galinhas'? Pois bem, essa história que vamos contar para vocês é bem parecida com a do filme, só que envolve babuínos que fugiram de um laboratório. Parece loucura, mas não é! Quatro babuínos usaram um simples tambor para fugirem de um centro de pesquisa.

O tempo de liberdade dos babuínos foi curto, cerca de 30 minutos. Depois desse tempo, eles foram capturados e acabaram voltando para o Instituto de Pesquisa Biomédica do Texas (IPBT), nos EUA. O local tem cerca de 2.500 animais, e desse total cerca de 1.100 são babuínos. Mas vem cá, como diabos esses babuínos conseguiram escapar desse lugar? Isso é o que a gente vai revelar na matéria para vocês.

A fuga dos babuínos

Os animais são mantidos no local ao ar livre e com tubos de concreto e estruturas para os animais escalarem. Há um tempo atrás, os pesquisadores colocaram tambores azuis com grãos para que os animais pudessem rolá-los para conseguir alimentos. Abaixo segue um vídeo de como é o local onde os animais vivem:

O lugar onde os tambores estavam tem uma parede inclinada para dentro, o que impede que os animais fujam. Porém, um dos babuínos aprendeu a colocar um barril na vertical e usá-lo para chegar até a parece inclinada. O curioso é que outros três babuínos imitaram o primeiro. Os animais não perderam tempo e escalaram a parede. Um retornou para recinto e os outros três foram capturados por membros do instituto.

"Nós realmente não sabemos como [o barril] se levantou, mas de alguma forma aconteceu de estar no lugar certo perto o suficiente da parede do recinto para que o babuíno fosse capaz de pular. É a sua inclinação natural chegar ao próximo ponto mais alto", afirmou Lisa Cruz, a vice-presidente de comunicação do Instituto.

Nós sabemos que muitos de vocês ficaram decepcionados com a fuga sem sucesso dos babuínos, mas infelizmente não foi dessa vez. Mas e aí, gostou da história? Achou que esse caso poderia ter um final feliz? Comente!

Via   Hypescience     Gizmodo  
Mateus Graff
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+