• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


O primeiro teletransporte quântico realmente aconteceu

POR Cristyele Oliveira    EM Ciência e Tecnologia      12/08/19 às 16h31

Embora não seja o que pensamos quando falamos em teletransporte, que é a capacidade de uma pessoa sair fisicamente de um lugar e instantaneamente chegar a outro, o teletransporte quântico já é uma realidade. Essa é a primeira vez  que cientistas conseguiram realmente "teletransportar" uma partícula quântica complexa com eficiência. O feito surpreendente promete revolucionar a computação quântica e de comunicação.

O primeiro teletransporte quântico foi feito por duas equipes de cientistas diferentes. No caso, os dois grupos foram capazes de transportar uma partícula quântica, a chamada qutrit.

Para entender melhor o que isso significa, precisamos saber o que é um bit. O bit é a menor unidade de informação que pode ser armazenada ou transmitida. Sua configuração clássica é igual a da computação, podendo ser 0 ou 1. Já o seu equivalente, no universo quântico, é o qubit. Esse que é o 0 e 1 simultaneamente, igualmente como acontece na computação quântica. Isso porque os dois estados de informação se sobrepõem. Um exemplo claro disso, são os fótons, que podem apresentar uma polarização horizontal ou vertical.

Pesquisadores já conseguiram "teletransportar" essas partículas no passado, já que elas são tecnicamente mais simples. O que faz esse novo feito tão surpreendente é a capacidade de teletransportar uma partícula mais complexa, que é o qutrit. No caso do qutrit, ele abriga três unidades de informação. Na prática, ele pode ser 0, 1 ou o 2 ao mesmo tempo. Então, o qutrit incorpora e sobrepõe os três estados, o que faz o seu processo de manipulação muito mais difícil.

Mas agora que os pesquisadores já descobriram como fazer para teletransportar essa partícula, essa nova descoberta pode melhorar e muito o processamento de computadores e a quantidade de informação que pode ser enviada de uma única vez.

Teletransporte quântico

Agora que já sabe o que é cada partícula quântica, para entender o processo de "teletransporte" nesse casso, é preciso saber como funciona o conceito chamado de "entrelaçamento quântico". O também conhecido como emaranhamento quântico acontece quando duas partículas estão ligadas de forma que simultaneamente compartilham seus estados físicos, independentemente da distância entre elas.

Assim, é possível que haja uma interação remota entre as partículas emaranhadas. Na prática, isso significa que, ao alterar o estado de "A", você está diretamente transportando essa informação e alterando também o estado de "B".

No teletransporte quântico, o que é transportado é o estado de ambas as partículas entrelaçadas. Ou seja, ao alterar o spin de um elétron, a sua partícula "gêmea" também será alterada. Isso até mesmo quando ela não tiver passado pelo mesmo processo.

Uso do teletransporte quântico

Nos dois estudos, as equipes de cientistas conseguiram dividir a órbita de um fóton em três partes muito próximas, criando assim um qutrit e o seu entrelaçamento. Esse feito prova claramente que o teletransporte entre essas partículas é realmente possível.

Especialistas garantem que essa descoberta poderá ser usada no futuro para melhorar a comunicação e deixá-la mais segura. Em 2017, cientistas utilizaram o satélite Micius da China para realizar um experimento do tipo. Eles queriam transportar informações entre dois fótons, enquanto cada um estava funcionando como um qubit, entre a Áustria e a China. Assim, eles conseguiram coletar as informações sobre os estados das duas partículas nos dois países, e ainda construíram uma espécie de "senha" que poderia gerar uma videochamada segura. Com um qutrit isso seria ainda mais seguro.

Então, o teletransporte quântico seria mais seguro porque qualquer interceptação causaria uma interferência e deixaria uma marca. Sem contar que, devido à sua complexidade, a comunicação teria menos ruídos e sairia mais clara.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+