O que aconteceria se a gravidade fosse 'desligada'?

POR A redação    EM Ciência e Tecnologia      05/08/14 às 22h36

Antes de ler essa matéria é bom que tenhamos em mente que a gravidade da Terra não pode ser simplesmente desligada, portanto, essa matéria é apenas um conjunto de hipóteses do que aconteceria em uma situação dessas.

De inicio, a atmosfera seria perdida para o espaço, levando com ela toda a água existente em nosso planeta. E isso seria permanente, e não apenas a água nos lagos, rios, oceanos e córregos, nós perderíamos inclusive a água que está correndo em nossos corpos. Sem atmosfera e água, toda a vida existente morreria imediatamente. Qualquer outra coisa líquida ferveria quando fosse exposta ao vácuo do espaço.

Depois disso, todos os nossos edifícios e construções também se perderiam. Sem a gravidade todas as coisas começariam a ser arremessadas para o espaço.

Os objetos localizados em andares superiores de construções que ainda restassem começariam a flutuar de forma suave, até que atingissem o teto. Por fora, as coisas que não estão ancoradas no chão continuariam a acelerar ainda mais rápido do que quando começaram a flutuar.

A gravidade é a força que mantem o nosso planeta coeso. Ela ajuda a manter o equilíbrio entre a pressão interna vivida perto do nosso núcleo, manto e crosta da Terra. Os metais fundidos iriam começar a fazer o seu caminho até a superfície da Terra, antes da Terra em si se partir pedaço por pedaço e se desintegrar completamente.

Em uma escala maior, o universo, ou o que restar dele, se transformaria em um absoluto caos. As estrelas se apagariam, os planetas iriam se desprender, e o cosmos ficaria em uma eterna escuridão. Simples assim.

Com isso fica desnecessário dizer que a gravidade é algo mais que necessário para a existência da vida e do universo como ele é. Então a partir de hoje agradeça a ela!

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+