Notícias

PF faz ação contra recrutamento de adolescentes para o Estado Islâmico

0

A Polícia Federal executou operações de busca e apreensão nesta quinta-feira (10/8) contra indivíduos suspeitos de estarem envolvidos no recrutamento de jovens e adolescentes para se juntarem à organização terrorista conhecida como Estado Islâmico.

Eles cumpriram três mandados nos estados de São Paulo (2) e Rio de Janeiro (1).

De acordo com informações da corporação, as investigações tiveram início após a detenção de um cidadão brasileiro no Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP) em 11 de junho deste ano.

Via Metrópoles

Na ocasião, o indivíduo estava prestes a embarcar para o exterior com o intuito de se unir ao grupo terrorista.

A apuração revelou que esse homem, utilizando aplicativos de mensagens, recrutou jovens adolescentes com o propósito de promover e integrar a organização terrorista.

Essa atividade configura o delito de corrupção de menores, previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente, especialmente por ocorrer no ambiente virtual.

A pena prevista para cada jovem recrutado varia de um a quatro anos de reclusão.

Por ter como objetivo induzir os menores a cometer infrações conforme definidas na Lei de Terrorismo, que é classificada como crime hediondo, as sanções aplicadas são agravadas em um terço.

Detenção em junho

A PF informou que o jovem brasileiro detido em junho tinha planos de viajar para Istambul, na Turquia.

Posteriormente ele seguiu por via terrestre até áreas ainda sob controle do grupo radical no Iraque, Síria e África Subsaariana.

Nessas regiões, conforme relatado pelas autoridades, ainda estão ocorrendo confrontos intensos entre as forças locais e o ISIS.

Os investigadores brasileiros suspeitam que o processo de doutrinação islâmica radical desse jovem brasileiro tenha ocorrido à distância.

Sobre o Estado Islâmico

Via The Washington Post

O Estado Islâmico (ISIS) foi um grupo extremista islâmico que surgiu no início dos anos 2000, ganhando notoriedade mundial a partir de 2014, quando estabeleceu um autoproclamado “califado” em partes do Iraque e da Síria.

O grupo defendia uma interpretação radical do Islã e empregava táticas brutais, incluindo terrorismo, violência e perseguição, para impor seu domínio.

O recrutamento de crianças e adolescentes pelo ISIS ocorria por várias razões complexas, principalmente manipulação ideológica.

Isso porque o grupo explorava ideologias extremistas e religiosas para doutrinar jovens impressionáveis, prometendo-lhes um propósito e um lugar na causa.

Além disso, jovens podem ser mais suscetíveis à lavagem cerebral e à influência de figuras de autoridade, o que os torna alvos fáceis para o recrutamento.

Mão de obra

O ISIS via as crianças como uma oportunidade de moldar uma nova geração de extremistas que cresceriam com suas crenças e valores.

Por isso, priorizam esse grupo como mão de obra e táticas de combate. O recrutamento varia desde funções como combatentes, mensageiros e até para realizar ataques suicidas.

Muitas vezes isso acontece devido à crença de que eram menos suspeitas e poderiam causar impacto emocional nos inimigos.

Em algumas áreas, famílias podiam ser coagidas ou seduzidas pela promessa de assistência financeira, segurança ou status se enviassem seus filhos para o grupo.

Recrutamento de adolescentes no Brasil

Embora não existam evidências oficiais do ISIS no Brasil, o recrutamento de adolescentes ocorre clandestinamente por posições de influência.

Dessa forma, eles desembarcam no país e em outras localidades para absorver pessoas, geralmente de posições sociais menos favorecidas.

Por isso, as instituições e agências de segurança precisam ter atenção com as ocorrências, e identificar os sinais de recrutamento por baixo dos panos. Caso contrário, centenas de menores de idade podem sofrer coerção ou mesmo sequestro.

Essa foi apenas uma das diversas operações de identificação e prisão, mas os responsáveis de segurança nacional seguem atentos.

 

Fonte: Metrópoles

Imagens: Metrópoles, The Washington Post

Como a evolução determinou quanto tempo cada animal vive?

Previous article

A pergunta de Elon Musk para detectar mentirosos em entrevistas de emprego

Next article

Comments

Comments are closed.