Curiosidades

Pitoresco vilarejo no Japão transforma campos de arroz em obras de arte

0

Inakadate, um vilarejo com cerca de 7.000 habitantes, localizado na província de Aomori, no Japão, possui os campos de arroz mais elaborados do mundo. Não é à toa que o local tornou-se destino turístico de renome mundial. Aqueles que passam pelo vilarejo ficam de boca aberta. Cada plantação de arroz, dependendo do ângulo de nossos olhares, tornam-se verdadeiras obras de arte.

A ideia de transformar os campos de arroz em obras de arte surgiu no início da década de 1990. Na época, as autoridades precisavam fazer com que a vila se tornasse atrativa para visitantes para suprir a ausência dos residentes mais jovens, que estavam migrando em massa para os grandes centros urbanos. A proposta, felizmente, funcionou. E, além de atrair turistas, fortaleceu ainda mais a mão de obra no local, pois o plantio do arroz é feito à mão há centenas de anos.

Vilarejo

Chamado de Tanbo Art (arte de campo de arroz), o projeto que deu uma nova vida ao vilarejo envolve o uso de uma incrível variedade de arroz. As diferentes cores transformam os arrozais magníficas telas, cujo complexo design revelava uma beleza indizível.

O primeiro campo de arroz elaborado foi revelado em 1993. Em tal ocasião, utilizou-se arroz roxo e amarelo. A união de ambas as cores ajudaram os agricultores a criarem uma imagem detalhada do Monte Iwaki – a montanha mais alta de Aomori.

Para todos usufruírem dos magníficos detalhes, o governo local instalou uma plataforma de observação acima dos campos de arroz. Dali, tanto turistas como os moradores podem admirar as obras de artes e as paisagens gloriosas. O projeto obteve um sucesso tão esplendoroso que as autoridades de Inakadate decidiram transformá-lo em um evento anual.

As impressionantes e massivas obras de arte em meio aos campos de arroz são elaboradas por meio de uma técnica exclusiva que nasceu no Japão. Em suma, a técnica envolve um minucioso levantamento dos campos de arroz, desenho à base de perspectiva e projeção.

Ao longo de todos esses anos, o Tanbo Art percorreu um longo caminho. Nas últimas três décadas, o projeto passou a ser elaborado por designs graduados e, desde entao, tem se tornado cada vez mais complexos.

Obras de arte

As mais elaboradas obras de arte criadas em Inakadate exigiram o uso de 10 tipos de arroz. O laborioso processo começa nos meses de primavera e, no início do verão, os frutos desse trabalho tornam-se claramente visíveis. De acordo com o governo local, julho e agosto são os melhores meses para visitar o local.

Para muitos residentes, a arte salvou Inakadate. Os projetos artísticos foram e seguem sendo um verdadeiro chamariz de um impressionante número de turistas de todo. São os visitantes que impulsionam a economia local. Segundo o CoolJP, em 2006, cerca de 200.000 pessoas se aglomeraram em Inakadate para verificar de perto a magnitude artística expressa no local. Em 2016, esse número aumentou para 340.000.

O glorioso sucesso alcançado pelo vilarejo inspirou outras comunidades de cultivo de arroz. Por isso, hoje, encontrar essas impressionantes obras de arte em meio a campos de arroz em todo o Japão é bastante comum. Ainda assim, Inakadate continua sendo a mais famosa.

Infelizmente, a pandemia, ocasionada pelo novo coronavírus, causou um grande impacto no vilarejo. Até o momento, ainda está claro se a vila sediará seu famoso evento este ano.

7 famosos que só ficaram melhor com o passar do tempo

Matéria anterior

Chinesa de 16 anos realiza 100 procedimentos estéticos em apenas 3 anos

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar